681818171876702
Loading...

7 Contradições e Mentiras do Thalles Roberto e Sua Bíblia



Acho que todo mundo já sabe do novo lançamento gospel no Brasil. A polêmica em torno da tal Bíblia do cantor Thalles Roberto já é grande pelas redes sociais, infelizmente. Digo infelizmente porque esse produto não deveria nem ser  tema de discussão entre nós. Seríamos bem mais sensatos se todos recusassem esse tipo de coisa instantaneamente. Pena que não é assim. Muitos, milhares, gostam desse tipo de produto e discurso. Já que o cenário não é, nem de perto, o ideal, a polêmica se faz necessária pelo menos pra dizer que também existem milhares que não apoiam esse tipo de “auto promoção canonizada”. Talvez você ainda não tenha visto o vídeo em que Thalles divulga sua Bíblia, mas eu o encorajo a vê-lo (aqui). Sei que você tem a mente voltada para a palavra e não se deixará levar pelas contradições da fala do cantor, contudo, se isso acontecer, leia o resto do texto abaixo. Rapidamente farei uma análise daquilo que foi dito. São dois minutos de contradições, mentiras e uma pitada de prepotência. Com vocês, Thalles Roberto:

1. Thalles começa de um jeito que me indigna. Ele justifica seu produto dizendo que “Jovem não lê Bíblia. Jovem gosta de música, de louvor, de pular. Jovem não tem consistência”. Eu sou jovem e não gosto nenhum pouco dessa caricatura preconceituosa e mentirosa da nossa juventude. Poderíamos lotar um show dele no maracanã só com jovens estudiosos da Bíblia. Mas ai é que está o problema (do Thalles): esses jovens não estão lá. Pelo menos não deveriam. Fica claro que o cantor está falando do seu próprio público. E eis ai uma das poucas verdades que ele disse. Ele poderia resolver esse problema com uma reforma no seu estilo e letras, não poderia? Mas isso o faria perder mercado, é melhor uma Bíblia com seu próprio nome, fotos e história.

2. Isso mesmo, nas primeiras páginas da Bíblia veremos a História, letras e fotos do Thalles. Ele que tanto fala na trindade parece não crer que a história e doutrinas das três pessoas divinas são suficientes para atrair o jovem. Eu já tinha visto grandes comentaristas colocarem seus nomes. Até mesmo cantoras, mas criar um “prefácio bíblico” com sua própria história e fotos é inédito pra mim, e absurdo. Eu usei “pitada de prepotência” no início do texto pra ser bonzinho.

3. Não satisfeito Thalles afirma que sua Bíblia é “estratégia de Deus” e foi dada pelo “Espírito Santo”. Vocês conseguem imaginar Deus planejando colocar antes da sua Palavra fotos e histórias de um cantor que declarar aos microfones letras contrárias a própria Palavra. É bem difícil pra mim crer que o Espírito que convence, consola e regenera planeje algo desse tipo para atrair os jovens. Arrependimento e mudança de vida e letra são estratégias do Espírito, já se divulgar com a Bíblia é do Thalles mesmo. Os versículos devem estar brotando na sua mente também.

4. “Eu quero influenciar o jovem a ler a Bíblia, por isso coloquei meu nome aqui”. Mais uma pitada. Ou colherada. E de novo eu me pergunto: Que tal fazer isso com cantando as Escrituras? Que tal fazer isso estudando primeiro a Palavra e disseminando o que ela realmente ensina? É possível. É transformador. É correto. Só não tão rentável.

5. No vídeo que assisti Thalles afirmou que seu objetivo “não é vender Bíblia”. Ainda imaginei ele distribuindo essas Bíblias como os gideões e outros projetos fazem. Foi rápido, mas só imaginei. Não sou tão ingênuo assim. Se o objetivo não é vender era isso que ele deveria fazer. Dar junto com o ingresso do show talvez. Mas é claro que esse não é objetivo. E pra que fique claro, não há mal nenhum em vender Bíblia, mas mentir é feio e errado.

6. Falando em venda, vamos ao preço. A tal Bíblia custa 110 reais. Eu sei que existem Bíblias até mais caras, mas vamos pensar. O objetivo dito por Thalles é que mais jovens tenham acesso e leiam a Bíblia. Agora me digam, esse é um preço acessível ao jovem e adolescente? Thalles tem um grande público entre as classes mais baixas, esse é um preço acessível para esse público? Um preço menor não seria uma estratégia para alcançar os jovem? Pois é…

7. Pra finalizar fico com outra contradição do cantor, talvez a maior. Ele diz que “o diabo é contra a Palavra de Deus” num contexto onde está falando sobre seus críticos. Isso é realmente forte. Quem estaria contra a Palavra, quem canta e ensinas heresias ou quem critica esse produto do Thalles? Sabemos que também que uma das principais armas do diabo é usar a música para contaminar a igreja. Infelizmente isso tem acontecido no Brasil, e Thalles tem desempenhado um papel de contaminador de muitos jovens. Espero que isso mude.

Se você pensou em comprar essa Bíblia, invista seu dinheiro em outra melhor. Estamos realmente entristecidos pelos caminhos trilhados por essa fama, mas oramos pra que a situação mude de alguma forma. Thalles realmente poderia usar sua influência de um modo mais santo.

Vamos ler a Bíblia! Vamos ler pelo nome de Deus Pai, Jesus Cristo e Espírito Santo! Eles são suficientes e bem mais atrativos que qualquer celebridade gospel!


Pedro Pamplona publicou seu artigo originariamente no blog Vida de Graça




NOTA DO EDITOR



SE VOCÊ CONCORDA QUE A SOCIEDADE BÍBLICA BRASILEIRA PRECISA REVER SUA POLÍTICA DE PUBLICAÇÃO DE BÍBLIAS TEMÁTICAS, ASSINE A PETIÇÃO E DESAGRAFO ABERTOS NO LINK A SEGUIR, QUE SERÁ ENVIADA AO CONSELHO DA INSTITUIÇÃO.







Capa 3578229886851526854

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail