681818171876702
Loading...

Um pastor é preso por estuprar menina de 6 anos; outro estupra adolescente


            Antônio nega o crime, mas dizia “de brincadeira” que iria se casar com a criança
A polícia civil do Paraná prendeu um pastor evangélico suspeito de abusar sexualmente de uma menina de 6 anos na cidade de Colombo. Segundo a polícia, Antônio Pedroso, 55 anos, estava participando de uma faxina na igreja Cristã Pentecostal dos últimos Dias, no bairro da Vila Liberdade, quando teria desaparecido com a vítima. 

Diante do sumiço, a irmã da menina, de 12 anos, ficou desconfiada. Ao procurar os dois, a adolescente acabou presenciando o estupro. A polícia foi chamada e prendeu Antônio Pedroso em flagrante. 
Diante do flagrante, o pastor acabou fugindo, mas o pai da vítima sabia onde ele morava e foi até a residência. 

A criança contou, na delegacia do Alto Maracanã, que o pastor a teria colocado na pia do banheiro e introduzido algo duro na vagina e no rosto dela. Ainda segundo a menina, não teria sido a primeira vez que Antônio teria abusado dela. O pai disse à polícia que viu sangue na calcinha da filha.

Na delegacia, o pastor negou ter cometido o crime e disse apenas que a menina fazia algumas brincadeiras, como sentar em seu colo. Mas Antônio confessou algumas brincadeiras com a menina. “Ela pulava do sofá em cima do meu colo”, contou. A vítima relatou à polícia que o pastor dizia que iria se casar com ela. “Dizia, mas era brincadeira”.

Segundo o delegado, Antônio pode pegar de oito a 15 anos de prisão e não cabe fiança.

Enquanto isso em Manaus...
O vendedor ambulante Dyony Cabral Silva, 31, foi preso em flagrante, nesta quinta-feira (6), pela Polícia Civil, suspeito de ter estuprado uma estudante de 17 anos, em um terreno baldio, localizado atrás de uma parada de ônibus.

Está mais para sêmenarista. Reparem as bíblias do excelentíssimo estudioso

Segundo o delegado do 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Marcelo Pilar, a adolescente esperava o ônibus quando foi atacada pelo suspeito, armado com uma faca, e levada para dentro do terreno. Dyony, que já vinha sendo investigado por outros dois estupros, foi localizado próximo à casa dele, em via pública, na Rua Emanuel, também no Alfredo Nascimento. Na delegacia, ele foi reconhecido pela vítima.

Com o vendedor ambulante, a polícia encontrou a faca usada no crime, além de uma mochila que continha uma bíblia e dois livros religiosos. “Para aliciar as vítimas, o estuprador também dizia ser pastor pentecostal da “Igreja do 7º Dia Triunfante”, que, segundo a Polícia, não existe. Por isso, ele também deverá ser indiciado por falsidade ideológica. 

Dyony trabalhava como camelô na Rua Mundurucu, no Centro. O delegado Marcelo Pilar informou que ele é suspeito de ter estuprado duas mulheres, uma em dezembro do ano passado e outra no mês passado, ambas no bairro Alfredo Nascimento. “A prisão dele foi solicitada, mas a Justiça indeferiu. Desta vez, a prisão foi em flagrante e ele não tem como sair da cadeia”, explicou.

Com informações Paraná-Online/Terra/A Crítica/ D24am





 

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail