681818171876702
Loading...

SEXO ANTES DA CERIMÔNIA RELIGIOSA PODE?

Dani Marques


Na fase da adolescência, e durante uma boa parte da vida, os homens "pegam fogo" quando o assunto é sexo. Isso mesmo mãe, seu filho adolescente deseja fazer sexo! "Oh meu Deus, e agora? O que eu faço?” Calma, pode ficar tranquila. Isso só mostra que a sexualidade dele está se desenvolvendo dentro dos padrões da normalidade. O homem foi criado desta maneira, Deus o fez assim.


O corpo de um menino adolescente passa por um turbilhão de hormônios, e por volta dos 11/12 anos, iniciam-se as ejaculações. É absolutamente normal que ele pense e deseje sexo. Não podemos tapar o sol com a peneira e fingir que nada está acontecendo. É momento de buscar informações em fontes seguras e saudáveis e deixar o canal da comunicação aberto entre vocês.


As meninas também pensam em sexo, só que de uma forma diferente e bem mais "florida". As cenas são mais românticas e enfeitadas de palavras encantadoras, cenários, carinhos, beijos e... sexo, claro! Meninas, estou mentindo? E quer saber de uma coisa? Se seu filho quiser transar com a namorada e ela também quiser, nada poderá impedi-los (a não ser que tranque cada um no seu quarto até o dia do casamento). Por isso digo que o que deve ser trabalhado na cabeça dos jovens não é o que "pode e o que não pode", mas sim o verdadeiro significado do sexo, do casamento, do amor e as consequências de uma decisão impensada.

E o que fazer com dois adolescentes e jovens apaixonados que estão pegando fogo? Quanto tempo um casal de namorados aguenta sem sexo? O que Deus pensa a respeito disso? Ele permite que o sexo aconteça antes do casamento? Calma, calma, calma! Antes de responder a todas estas perguntas, precisamos entender algumas questões, e uma delas é o real significado da palavra "virgindade".


Muitas pessoas pensam ou afirmam que casaram virgens, mas estão redondamente enganadas. O que dizer de um casal que fez de um tudo, mas não consumou o sexo com a penetração? Claro que não são mais virgens! Seria uma bela hipocrisia dizer o contrário. Ao invés de falarmos sobre virgindade, precisamos trabalhar na cabeça dos nossos jovens a questão do verdadeiro amor e da pureza diante de Deus, pois uma coisa é bem diferente da outra.


O sexo puro é aquele feito dentro de uma aliança de amor verdadeiro e maduro, e não quando nosso corpo está dominado pelo desejo, no auge da paixão. O grande problema, é que o ser humano deturpou essa forma linda de expressão de amor. O sexo se tornou banal, usado apenas para satisfação pessoal. Se não está bom com o parceiro "x", simples, é só trocar pelo "y". Não vou nem entrar na questão “sexo sem compromisso”, pois já escrevi um texto sobre o assunto. Tudo o que fazemos na vida de solteiro, levaremos para a vida de casado, isso é fato! Hoje você faz as suas escolhas, amanhã suas escolhas fazem você. Temos que ter a convicção de que algumas atitudes que tomamos podem trazer consequências desastrosas para a nossa vida.


Ok, mas porque uma pessoa precisa entrar no casamento pura? Qual a importância disso pra Deus e para nós?


Deus criou o sexo para o casamento, não há dúvidas quanto a isso. Aliás, vou muito mais além: Sexo é casamento! Se Jesus nos ensina que apenas desejar uma pessoa em pensamento (que não seja o nosso cônjuge) é adultério, o que dizer então de uma pessoa que se une sexualmente a alguém, se torna uma só carne com ela, e depois casa com outra? Entendo isso como adultério, e adultério só acontece no contexto casamento. Então, pra mim, sexo também é casamento!


E o casamento envolve decisões muito importantes: "Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne." Gn 2:24. Esse é o tal do "casamento" que devemos esperar. Estas três coisas precisam acontecer juntas, isto é casamento!

A questão de deixar pai e mãe vai muito mais além do que sair da casa dos pais, mesmo porque, naquela época (e ainda hoje em algumas culturas), não se saía da casa dos pais. Na verdade, significa formar uma nova família e assumir uma responsabilidade sobre ela (e que responsabilidade!). Quando nos apaixonamos por alguém, desejamos estar com esta pessoa, dividir nossa vida com ela e por isso, somos impelidos a assumir um compromisso de "deixar pai e mãe". Há casais que estão unidos há dez anos mas o esposo ainda não deixou pai e mãe. Percebe como o buraco é mais embaixo?

Outra coisa é o tal do "se unir", que muitos entendem como a cerimônia religiosa. A Bíblia em momento algum diz que Deus proíbe o sexo antes da cerimônia religiosa, pois ela simplesmente não existia. O casamento era algo simples, familiar, singelo e não vinha cheio de regulamentações além do pacto entre as partes. "Adão e Eva não estavam menos casados por não terem tido “testemunhas humanas” para a cerimônia, que naquele caso foi apenas uma bela frase de surpresa: “Uau! Essa Sim!”. Isaque e Rebeca nem esperaram o jantar. Quando Isaque a viu no campo, sendo trazida pelo servo de seu pai, correu ao encontro de ambos, tomou a Rebeca sobre sua montaria e a levou direto para a tenda de sua mãe e a “possuiu”.

Esse casamento que temos hoje, com todos esses ritos e pompas não existia, no máximo acontecia uma festa entre amigos e parentes para comemorar a união do casal. Poucas coisas foram tão manipuladas pela religião quanto o ato do casamento. O que antes era leigo passou a ser “sacerdotal” e o que antes era coisa de duas pessoas e suas famílias, veio a se tornar algo que só é verdadeiro se um “ministro oficialmente ordenado” realizar a cerimônia dos plebeus desejosos de terem um dia de príncipe e princesa.


Nada contra, desde que se assuma que é uma representação apenas, posto que aquele ato só deve acontecer se o amor já tiver unido as partes"¹. Um casal que se ama verdadeiramente e resolve celebrar esta união somente entre os dois, pedindo a bênção de Deus e vivendo de acordo com a Sua vontade, será tão abençoado e feliz quanto o casal que celebrou o casamento na igreja. Acha que estou falando besteira? O que me diz então dos casais que tiveram a bênção do padre ou pastor e hoje vivem um inferno matrimonial? Que poder teve esta bênção ou esta cerimônia?

Ou seja, não é a bênção de um pastor ou uma cerimônia religiosa que vai te casar. "Quando dois seres humanos livres e sinceros se amam de verdade, eles já estão casados. Somente o amor casa e somente a falta dele descasa. Desse modo, quando há amor, nunca há sexo antes do casamento. Quando há amor de verdade, o sexo é o casamento! Mas sexo sem amor durante o “casamento” é pecado também, pois é uma afronta a alma, que "faz amor sem amor". Casamento não é algo que acontece de fora para dentro, só acontece de dentro para fora. É como tudo mais que tem valor para Deus: procede do coração. O casamento é como o batismo: um símbolo visível (o sexo), de uma realidade invisível (o amor entre duas pessoas)"².


Nas bodas de Caná, Jesus poderia ter celebrado a cerimônia e abençoado o casal para nos deixar um exemplo a ser seguido, mas não o fez. Ele estava mesmo é preocupado com a alegria dos noivos e dos convidados, e não com o ritual em si. E o que dizer de Pedro? Vocês realmente acreditam que ele teve uma festa nos moldes atuais para celebrar sua união com a esposa? É óbvio que não... Com isto não estou querendo dizer que sou contra a cerimônia religiosa, mas apenas desmistificando o "poder" que colocaram sobre ela. Acredito que o que mantém um casal unido é o "depois", a obediência a Palavra no dia-a-dia e o compromisso de amar e servir. Casamento se faz todo dia.


O casamento civil e religioso que temos hoje, foi algo instituído por homens e não por Deus. Encontramos referências Bíblicas apenas sobre a carta de divórcio, e não sobre a "carta de casados". Mas se existia a necessidade de uma carta de divórcio, é porque antes houve um compromisso de união, certo? Então, sim, precisa existir um compromisso entre as partes. Como vivemos debaixo de uma autoridade que reconhece o casamento apenas se os papéis forem assinados no cartório, devemos ser submissos a esta autoridade e fazer tudo conforme a lei. Mas em alguns outros lugares não funciona assim. Não consigo ser tão radical. Quanto às testemunhas, concordo que elas colocam um peso de responsabilidade sobre ombros dos noivos, afinal, é um compromisso público. Isso gera uma certa influência, claro, mas não tem poder nenhum de manter um casamento.


Quer dizer então que todos os jovens estão livres para transar se houver amor? Não é isso que estou dizendo! A grande questão é: Como saber se o que estou sentindo pelo meu namorado e noivo é amor de verdade? O amor pode ser facilmente confundido com paixão, e a paixão cega! Precisamos estar muito próximos de Deus para ter discernimento e domínio sobre a nossa carne: “Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne”. Gálatas 5:16.

"E se eu já transei com três pessoas?" Desculpe lhe informar, mas você já está no seu terceiro casamento. Certa vez ouvi o Ed René compartilhando uma conversa que teve com um casal de noivos: "Vocês já transaram com outras pessoas?" O noivo respondeu que sim, com quatro pessoas. E a noiva também respondeu que sim, com três pessoas. Então o pastor disse: "Só gostaria que soubessem que este casamento que iremos celebrar agora será o seu quinto casamento (olhando para o noivo) e o seu quarto casamento (olhando para noiva). Ele também perguntou: “E vocês dois já mantiveram relações íntimas”? A resposta foi sim, e o pastor concluiu dizendo: "Então saibam que já estão casados, a cerimônia será apenas uma festa para celebrar uma união que já foi consumada e eu serei apenas mais um convidado dessa festa."

"E agora? Este casal vai pro inferno?" Eu te respondo com outras perguntas: Alguém vai pro inferno porque cometeu o pecado da gula 10 vezes? Ou porque se entupiu de guloseimas e refrigerante durante toda a sua vida? Ou quem sabe porque falou mal de alguns conhecidos? E qual é a diferença de um pecado sexual para outro qualquer?


Minha gente, a questão é muito mais profunda. Algo muito sério acontece quando duas pessoas se unem sexualmente: "Vocês não sabem que aquele que se une a uma prostituta é um corpo com ela? Pois, como está escrito: "Os dois serão uma só carne" 1 Coríntios 6:16. Vou explicar com uma ilustração. Cole duas folhas de papel uma na outra, espere um tempo e tente separá-las. Com certeza não sairão inteiras e nunca mais voltarão a ser como eram antes. É algo muito sério! Deus não quer isso pra nós. Como Pai, ele deseja que tenhamos uma vida de casados livre e plena. Sabe quando uma mãe fala para um filho: "Não coloca a mão aí que dá choque?" Ela não faz isso porque é uma ditadora que tem prazer em cercear a liberdade dos filhos, mas sim porque os ama e não deseja vê-los sofrer. Deus é assim. Ele nos ama e sabe que corremos grande risco de sofrer (física e emocionalmente) quando nos unimos sexualmente com uma pessoa fora da aliança do casamento.

Mas colocando os pés no chão, estes motivos nunca foram empecilho para os jovens desejosos de sexo, já estamos cansados de saber. Se hoje eu tiver que dar um conselho pra você que é jovem e está desesperado pra transar com a namorada, leia e releia esse texto, entenda o que é casamento de verdade e tente esperar. Não por medo ou porque a igreja e seus pais proíbem, mas porque esta é a melhor e mais madura decisão que pode tomar em benefício do seu casamento. Como eu já disse em outros textos, sexo não é sujo, sexo não é pecado e se feito com amor dentro da aliança do casamento nunca é errado.


"Mas Dani, se eu não transar antes de casar, como vou saber se ele(a) é mesmo bom(a) de cama?". Quando um casal se ama de verdade e procura ter intimidade sexual, desejando sempre o bem do outro, o sexo fica cada dia melhor! Pode até começar ruim, mas conversando sobre o que gostam ou não, sugerindo novas posições e carinhos, vão se aperfeiçoando e, JUNTOS, descobrem qual o sexo melhor para ELES. Não existe fórmula para um bom sexo, cada casal deve encontrar a sua, e isso só acontece com anos de convivência, regados de amor e verdadeira intimidade.


E outra coisa, durante o namoro deve haver um diálogo sério e transparente a respeito deste assunto. Você precisa saber com quem está se casando. Conheci um casal em que o esposo era maluco por sexo anal, e quando casou, achou que sua esposa iria satisfazê-lo nesta área. Pra resumir a história, o casamento caminhou a trancos e barrancos e culminou em divórcio. Aos casais de noivos, aconselho que, antes de se casarem, leiam juntos o livro “Entre Lençois – de Kevin Leman” e alguns textos aqui do blog: Sexo anal é pecado?, O que Deus pensa do sexo oral? e Vale tudo entre as quatro paredes do quarto?


O grande problema, é que nos dias de hoje a sociedade pressiona o jovem a esperar tempo demais para casar. Eles precisam concluir a faculdade, pós-graduação, doutorado, arrumar um bom emprego, comprar um carro do ano, uma casa, ter uma boa estabilidade financeira, para só então poder pensar em casar. Aí vem a igreja e diz: "É pecado transar antes de casar e é pecado se masturbar". E fica de braços cruzados esperando que o jovem simplesmente cumpra o mandamento. E se ele não cumpre, ela rapidamente descruza os braços e aponta o dedo dizendo: "Pecador!".


Deus instituiu o casamento, mas não instituiu o namoro que temos hoje, recheado de carinhos, beijos, abraços e momentos a sós. Tudo mudou! Antigamente as moças eram cortejadas e não existiam amassos no cinema, por isso era muito mais fácil resistir a tentação. O namoro que temos hoje, inclusive entre os cristãos, é um caminho que leva ao sexo. O beijo de língua faz parte das preliminares do sexo, ele excita! Nos padrões atuais, é quase impossível um casal que namora muito tempo ficar sem sexo. A não ser que eles sejam totalmente compromissados com Deus, busquem a santidade no namoro e evitem momentos a sós.


Existe uma pesquisa feita pela BEPEC, com mais de 1,6 milhões de evangélicos, que diz que 77% dos neopentecostais, 54% dos tradicionais, 57% dos pentecostais e 58% de outras denominações, fizeram sexo antes do casamento. Não podemos ignorar estas informações! Isso é uma prova de que simplesmente dizer para um jovem: "Transar antes do casamento é pecado" não funciona.


Mas diante de tudo isso, qual a solução para este problema? Eu vejo apenas três opções: 1. Os jovens deveriam namorar por pouco tempo; 2. Simplesmente não namorar, apenas cortejar; 3. Buscar intimidade com Deus antes de buscar intimidade no namoro. Quanto mais próximos estivermos de Deus, mais longe ficaremos do pecado: "Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito, e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam. Mas, se vocês são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da lei." Gálatas 5:16-18.


Ser guiado pelo Espírito. Aí está o segredo. Quanto mais buscarmos a Deus, mais próximos ficaremos da Sua vontade. Não é mais a lei que vai me guiar, mas sim o Espírito de Deus. Não vou deixar de fazer sexo fora do casamento simplesmente porque alguém disse que é pecado, mas sim porque o Espírito Santo de Deus vai me conduzir a isto: "Quem vive segundo a carne tem a mente voltada para o que a carne deseja, mas quem vive de acordo com o Espírito, tem a mente voltada para o que o Espírito deseja." Romanos 8:5.

Mas como posso buscar a Deus? Sugiro que ore: "Senhor, eu não sei como é esse negócio de viver pelo Espírito, mas quero isso pra minha vida!" Deus vai te entender. Enquanto isso, devore os evangelhos, em especial o de João, e peça sabedoria e entendimento a Deus como alguém que clama por água no deserto! "Pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes, ela penetra ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração." Hebreus 4:12


"Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele". João 14:21. Faça a sua parte e Deus fará e Dele, creia! "Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexpremíveis. E aquele que sonda os corações conhece a intenção do Espírito, porque o Espírito intercede pelos santos de acordo com a vontade de Deus. Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito." Romanos 8:26-28

A Palavra vai muito além do que nossos olhos podem enxergar e muito mais além do que um simples "não fornicarás"! Ensinamos aos jovens que é pecado transar antes de casar, mas esquecemos de ensiná-los que tudo começa com um mal pensamento bem alimentado, e que este mal pensamento precisa ser dominado, para não dar a luz ao pecado: "Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado, e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte." Tiago 1:14-15. E como dominar e discernir o pecado? "Vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam. Mas, se vocês são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da lei." Gálatas 5:16-18


Deus criou o sexo para o casamento. Ele planejou que o homem tivesse apenas uma mulher para a vida toda e criou o sexo para selar esta união. O pecado, a maldade e a falta de amor distorceram e acabaram com este plano, que é perfeito. Se você ama a "mulher da tua mocidade", não fará mal a ela, ou seja, estará cumprindo a lei através do amor. Não falo do amor deste mundo, que é egoísta, erótico e sentimental, mas sim do Amor verdadeiro, dom dado por Deus: "O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta." 1 Coríntios 13:4-7.


Se você já escorregou, transou fora da aliança do casamento e está realmente arrependido por ter "adiantado o processo", peça perdão a Deus, vá e não peques mais! “Mas como vou aguentar?” Sinto-lhe dizer, mas pelas suas próprias forças você não vai conseguir: "Pois, no íntimo do meu ser tenho prazer na lei de Deus, mas vejo outra lei atuando nos membros do meu corpo, guerreando contra a lei da minha mente, tornando-me prisioneiro da lei do pecado que atua em meus membros. Miserável homem eu que sou! Quem me libertará do corpo sujeito a esta morte? Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor!" Romanos 7:22-25.

Que a sua plena realização e alegria esteja em Deus, e não no seu cônjuge ou futuro cônjuge. Se acha que vai preencher o vazio que existe em seu peito ao se casar, está redondamente enganado. Um casamento feliz é formado por duas pessoas que já encontraram a verdadeira felicidade em Cristo Jesus. Se o seu relacionamento com Ele for prioridade, TUDO cooperará para o seu bem: "Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito." Romanos 8:28



¹ e ² www.caiofabio.net

Dani Marques é colaboradora do  Genizah





 

Comportamento 1006946549131112356

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail