681818171876702
Loading...

Telexfree em nome de Jesus! Pastores da prosperidade enfiados até o talo no golpe das pirâmides



Telexfree é um esquema de pirâmide. Um golpe contra a economia popular onde, para que alguns ganhem, outros devem perder. 

Enquanto entra gente, quem entrou primeiro e está em boa posição ganha muito dinheiro... Um dia a casa cai e quem entra não consegue “retirar o seu” em cima de novos entrantes. Não há produto. Vende-se um mico, um bode fedorento...

O lance é bom para quem tem uma rede social grande, pois logo forma um grupo para lhe sustentar. 

Obviamente, o negócio favorece muito as pessoas em certas profissões com projeção sobre grupos e alcance social: Médicos, professores, policiais... A ocupação de maior potencial é a do pastor, por razões óbvias!

Genizah está  produzindo uma matéria investigativa sobre o assunto. A ideia inicial era denunciar pastores que usaram de sua influencia e reputação para passar o “mico” das pirâmides para a sua membresia. Contudo, a realidade superou em muito as expectativas que tínhamos. A coisa está muito feia mesmo! Muito além do que poderíamos imaginar. Há casos de estelionato religioso, gente que misturou bíblia com o negócio, outros que praticamente obrigaram os fieis a entrarem no esquema sob ameaça de rebeldia. Há casos de falência, suicídio, assassinatos e até pastores que perderam a congregação por conta deste negócio. Está dando medo!



Já sabemos que  simples menção do assunto no Genizah provocará uma chuva de ameaças e grosserias. Não percam o seu tempo tentando defender o esquema Telexfree e assemelhados nos comentários desta matéria... 

E pensar que ouvimos de alguns que é de Deus, etc.

O povo está desesperado

No nordeste, em especial, há cidades pequenas onde praticamente todo o comercio está paralisado por conta destes esquemas... A febre do ouro contaminou a todos, inclusive os crentes nas igrejas. Gente que largou o emprego e, agora, está na mão... Office-boys que ficaram ricos e compraram BMWs e hoje não tem como pagar o IPVA das mesmas... Uma balbúrdia.

O congelamento das contas da Telexfree apressou o rompimento inevitável da corrente do negócio e pegou pessoas em posições de meio para baixo– milhares de pastores – de calças curtas, o que neste negócio significa que as pessoas que saíram lesadas – que não recuperam o que foi investido – estão muito próximas socialmente. Ovelhas, parentes, amigos íntimos. Quem estava há mais tempo no negócio, em tese, já estava distante de quem quebrou... O amigo se safou. A coisa pegou com o amigo, do amigo, do amigo... A cunhada do primo do colega de trabalho... Enfim, gente distante. Sem vínculos afetivos ou profissionais. Já os pastores, cuja maioria entrou mais recentemente, estes, tiveram que enfrentar a ira de pessoas de relacionamento mais próximo.

O vídeo nesta matéria é uma pequena amostra do casamento igrejas evangélicas X empresas de pirâmides. Hoje o discurso é de lamento e esperança, com inspiração religiosa. Antes,  estavam vendendo sonhos de riqueza nos púlpitos. Teologia da prosperidade, pirâmide, pastor cabeça de grupo... 

No vídeo, repare nos jargões do crentês no discurso: Deus é fiel, Ele irá restaurar, A mudança na minha vida veio do negócio, Deus fez, A segunda casa será melhor, O inimigo que fechou não irá prevalecer! Deus decidirá! Deus está no negócio!

Satanás na linha de frente.

Que vergonha! Deus tenha misericórdia!


Dica da Rilda






 

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail