681818171876702
Loading...

Evangélicos na Parada Gay: "Me dê um abraço - Jesus te ama". Veja o Vídeo





Confira a seguir matéria veiculada pelo site Mix Brasil do UOL


A Parada Gay de Goiânia viu entre seus participantes um grupo de jovens (bem jovens, quase adolescentes) chamado Loucos por Jesus. A proposta do grupo é fazer espécies de flash mobs evangelizadores -já fizeram em uma praça de alimentação de shopping, por exemplo. 

Na Parada Gay, o grupo levou cartazes escritos "Me dê um abraço - Jesus te ama". E passearam pelo povo. Muitos abraçaram os meninos, outros passaram batido. O vídeo abaixo mostra com detalhes como foi a ação do grupo. 

Exercício de tolerância? Parece que sim. É um saco essa aparente guerra ideológica que quer opor gays e evangélicos. Afinal, nem todo evangélico é homofóbico. E tem muito gay evangélico e cristão. E, em especial, radicalismo nenhum é bom para ninguém.

Ainda que eu tenda a elogiar a atitude do grupo, tenho que registrar o que o organizador do Unidos na Web, falou sobre o ato para o portal Parou Tudo. "Homossexualismo é pecado, mas Deus ama o pecador. Levamos a mensagem de que Jesus é a salvação. Quando o amor de Jesus entrar na vida dessas pessoas, elas deixarão essa deturpação, que é do corpo. Não do espírito”, disse Guilherme Batista.

Bem, que tolerância é essa? "Quando o amor de jesus entrar na vida das pessoas elas deixararão essa deturpação". Ui ui ui. Que pesado. Então gays não têm Jesus no coração? É isso? Como você sabe? Ele te falou? Isso não é um exercício de tolerância não. 








Comentários do Genizah


O texto acima é o original do  Mix Brazil,  um site da comunidade gay. Não é da lavra do Genizah. Achamos importante manter a fonte e o texto a fim mostrar ao leitor o impacto da ação evangelistica entre os próprios gays e a sua opinião sobre o assunto.


Exemplo nos Estados Unidos
Para além das nossas convicções baseadas nas Escrituras quanto ao pecado, se elevam a nossa missão evangelistica e o amor ao próximo.

Porquanto as opiniões emitidas no artigo e a atitude por trás da  própria manifestação em si sejam completamente diversas daquelas proferidas entre os principais articuladores / porta-vozes envolvidos na batalha midiática entre os dois grupos, temos razão de sobra para refletir sobre a melhor estratégia a seguir, sempre consoante com a Palavra de Deus.

A manifestação deve ter sido inspirada em acontecimento noticiado no ano passado, em primeira mão pelo Genizah, e que depois ganhou destaque na mídia secular do país: uma ação semelhante eternizada pela imagem ao lado.

Esta fotografia explodiu nas redes sociais entre os estadunidenses e nos foi enviada por um amigo residente em Chicago, US.  Mostra um grupo de cristãos que foi na Parada da Orgulho Gay em Chicago e que ao invés de levarem cartazes com os jargões habituais tipo ˜cuidado com a torradeira do capeta˜ ofereceram abraços aos gays, orações e os seus cartazes diziam: "Nos desculpem pela forma como a igreja tem tratado vocês". A proposta foi abraçada por diversos grupos cristãos estadunidenses e tem s repetido em outras paradas gays daquele país. Temos relatos de conversões verdadeiras. 

A obra é do Espírito e ELE sopra onde quer, nos cabe buscar ser usados com amor, humildade, obediência, presteza e caridade.








 

sexualidade 6659052359734479918

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail