681818171876702
Loading...

POSSO TRANSAR ANTES DE CASAR?






Dani Marques



A reação que este texto vai causar pode ir de um extremo a outro. Alguns podem me achar careta demais e outros uma "louca desviada". Mas como toda boa verdade, ela precisa ser dita. Então vamos ao que interessa! Na fase da adolescência (e durante uma boa parte da vida), os homens "pegam fogo" quando o assunto é sexo. Não podem ver uma garota bonita que imediatamente pensam em beijá-la, agarrá-la e fazer amor! Isso mesmo mãe, seu filho pré-adolescente deseja fazer sexo! "Oh meu Deus, e agora? O que eu faço? Será que ele precisa de oração e libertação?" Não, não precisa... Pode ficar em paz, isso só mostra que ele é um ser humano normal.

O homem foi criado desta maneira, Deus o fez assim! O corpo de um menino adolescente passa por um turbilhão de hormônios. Por volta dos 11/12 anos, surgem as ejaculações. É absolutamente normal que ele pense e deseje sexo. Não podemos tapar o sol com a peneira e fingir que nada está acontecendo. Se não tocar no assunto ou resolver reprimi-lo, os resultados serão bem desagradáveis, acredite. As meninas também pensam em sexo, só que de uma forma diferente e bem mais "florida". As cenas são mais românticas e vem enfeitadas de palavras encantadoras, cenários, carinhos, beijos e... sexo, claro! Meninas, estou mentindo?

E agora, o que fazer com dois adolescentes e jovens apaixonados que estão pegando fogo? Quanto tempo um casal de namorados aguenta sem sexo? O que Deus pensa a respeito disso? Ele permite que o sexo aconteça antes do casamento? Calma, calma, calma! Antes de responder a todas estas perguntas, precisamos entender algumas coisas, e uma delas é o real significado da palavra "virgindade". Muitas pessoas pensam ou afirmam que casaram virgens, mas estão redondamente enganadas. O que dizer de um casal que fez de tudo, mas não consumou o sexo com a penetração? Claro que não são mais virgens! Seria uma bela hipocrisia dizer o contrário.

Ao invés de falarmos sobre virgindade, precisamos trabalhar na cabeça dos nossos jovens a questão do verdadeiro amor e da pureza diante de Deus. Um coisa é bem diferente da outra. Existem casais que não casaram virgens, mas casaram puros. Quer um exemplo? A Joana Prado (a ex-feiticeira) é um. Quando ela conheceu a Cristo e o recebeu em sua vida, já não era mais virgem, mas optou por consumar o casamento com a relação sexual só depois da cerimônia religiosa. Ela não casou virgem, mas casou pura diante de Deus, pois não mentiu pra ninguém, nem pra ela mesma. É questão de coração e não de corpo, entende? Já aquela pessoa que conseguiu evitar a penetração, mas teve todo o tipo de intimidade e ainda afirmou que casou virgem, estava impura, mentindo pra todos, pra ela mesma e inclusive pra Deus. 




Ok, mas porque uma pessoa precisa entrar no casamento pura? Qual a importância disso pra Deus e para nós? Bem, o sexo foi feito para simbolizar a aliança do casamento. O homem e a mulher deixam pai e mãe para se tornar uma só carne, e o sexo é a consumação desta união. Grave esta frase porque ela é importante. O grande problema, é que o ser humano deturpou essa forma linda de expressão de amor, o sexo se tornou banal, usado apenas para satisfação pessoal. Se não está bom com o parceiro "x", simples, é só trocar pelo "y". Não vou nem entrar na questão do sexo sem compromisso, pois já escrevi um texto sobre este assunto. A vida de solteiro está diretamente ligada a vida de casado. Tudo o que fazemos na vida de solteiro, levaremos para a vida de casado, isso é fato! Hoje você faz as suas escolhas, amanhã suas escolhas fazem você. Temos que ter a convicção de que algumas atitudes que tomamos, podem adulterar o plano de Deus para nossa vida! Este texto fala bem sobre isso, vale a pena dar uma olhada.

Pois bem, voltando ao casal pegando fogo, não existe regra que faça este fogo apagar, é algo fisiológico, o ser humano é assim e ponto final! Você pode tentar de tudo, mas se seu filho quiser transar com a namorada e ela também quiser, nada poderá impedi-los (a não ser que tranque cada um no seu quarto até o dia do "casamento"). Por isso digo que o que deve ser trabalhado na cabeça dos jovens não é o que "pode e o que não pode", mas sim o verdadeiro significado do sexo, do casamento, do amor e as consequências de uma decisão impensada, mas para isso, precisa existir amizade, esclarecimento e muito diálogo entre pais e filhos.

A Bíblia em momento algum diz que Deus proíbe o sexo antes da cerimônia religiosa, sabe por quê? Por que ela (a cerimônia religiosa) simplesmente não existia. O casamento era algo simples, familiar, singelo e não vinha cheio de regulamentações além do pacto entre as partes. Adão e Eva não estavam menos casados por não terem tido “testemunhas humanas” para a cerimônia, que naquele caso foi apenas uma bela frase de surpresa: “Uau! Essa Sim!”. Isaque e Rebeca nem esperaram o jantar. Quando Isaque a viu no campo, sendo trazida pelo servo de seu pai, correu ao encontro de ambos, tomou a Rebeca sobre sua montaria e a levou direto para a tenda de sua mãe e a “possuiu”.

Esse casamento que a gente tem hoje, com todos esses ritos e pompas não existia, no máximo acontecia uma festa entre amigos e parentes para comemorar a união do casal. Poucas coisas foram tão manipuladas pela religião quanto o ato do casamento. O que antes era leigo, passou a ser “sacerdotal” e o que antes era coisa de duas pessoas e suas famílias, veio a se tornar algo que só é verdadeiro se um “ministro oficialmente ordenado” realizar a cerimônia dos plebeus desejosos de terem um dia de príncipe e princesa. Nada contra, desde que se assuma que é uma representação apenas, posto que aquele ato só deve acontecer se o amor já tiver unido as partes. Um casal que se ama verdadeiramente e resolve celebrar esta união somente entre os dois, pedindo a bênção de Deus e vivendo de acordo com a vontade Dele, será tão abençoado e feliz como o casal que celebrou o casamento na igreja. Acha que estou falando besteira? O que me diz então dos casais que tiveram a bênção do padre ou do pastor e hoje estão divorciados? Que poder teve esta bênção ou esta cerimônia? 



Ou seja, não é a bênção de um pastor ou uma cerimônia religiosa que vai te casar... Quando dois seres humanos livres e sinceros, se amam de verdade, eles já estão casados. Somente o amor casa e somente a falta dele descasa. Desse modo, quando há amor, nunca há sexo antes do casamento. Quando há amor de verdade, o sexo é o casamento! Mas sexo sem amor durante o “casamento” é pecado também, pois é uma afronta a alma, que "faz amor sem amor". Casamento não é algo que acontece de fora para dentro, só acontece de dentro para fora! É como tudo mais que tem valor para Deus: procede do coração! O casamento é como o batismo: um símbolo visível (o sexo), de uma realidade invisível (o amor entre duas pessoas).

Quer dizer então que todos os jovens estão livres para transar se houver amor? Não é isso que esse texto diz! Por favor não me interprete mal! A grande questão é: Como saber se o que estou sentindo pelo meu namorado e noivo é amor de verdade? O amor pode ser facilmente confundido com paixão. Como você pode ter certeza que aquele homem ou aquela mulher é a pessoa com quem passará o resto dos seus dias? Quando estamos apaixonados, costumamos dizer: "Você é a mulher/ homem da minha vida!" ou "Quero viver eternamente ao seu lado!". Mas a paixão, que é tão avassaladora, pode simplesmente acabar de uma hora pra outra. Conheço casais que planejaram se casar, prepararam tudo e acabaram se separando alguns meses antes da data marcada. E agora? Você transou com aquela pessoa, consumou o casamento e tudo acabou... O que fazer?

Certa vez, um pastor muito joia perguntou a um casal de jovens noivos: "Vocês já transaram com outras pessoas?" O noivo respondeu que sim, com quatro pessoas. E a noiva também respondeu que sim, com três pessoas. Então o pastor disse: "Só gostaria que soubessem que este casamento que iremos celebrar agora será o seu quinto casamento (olhando para o noivo) e o seu quarto casamento (olhando para noiva). Ele também perguntou: "E vocês dois já mantiveram relações íntimas?" A resposta foi sim, e o pastor concluiu dizendo: "Então saibam que já estão casados, a cerimônia será apenas uma festa para celebrar uma união que já foi consumada e eu serei apenas mais um convidado dessa festa." Pra mim esse exemplo esclarece tudo!

E aí, o que Deus acha desse casal? Ele vai mesmo abençoar esta união? Respondo com outra pergunta: O que o próprio Jesus fez com a mulher samaritana que já estava no seu sexto casamento? Ou com a mulher adúltera? Ou com a prostituta? Nada, apenas ofereceu a Água Viva! Ele não julgou, não condenou, não atirou pedras... Se você também se encontra nesta situação, se arrependeu sinceramente e deseja uma vida nova, Jesus te fala: "Agora que já sabe da verdade, vá e não peques mais!

Mas qual o problema de transar com várias pessoas se no final Deus vai me perdoar mesmo? Primeiro, ninguém engana a Deus. Ele conhece os corações verdadeiramente arrependidos e sinceros. Segundo, algo muito sério acontece quando duas pessoas se unem sexualmente. Vou explicar com uma ilustração. Cole duas folhas de papel uma na outra. Espere um tempo e tente separá-las. Com certeza não sairão inteiras e nunca mais voltarão a ser como eram antes. É assim que acontece quando fazemos sexo com alguém. Um pedacinho de nós fica com aquela pessoa e um pedacinho dela fica em nós. E cada vez que mudar de parceiro, mais pedaços ficarão grudados em você. Imagina só como vai entrar no seu casamento definitivo! Cheio de fragmentos. Não seria muito melhor se os dois entrassem limpos e puros? Estou falando aqui de alma e espírito.

E mesmo que haja um genuíno arrependimento, de qualquer forma terá que arcar com as consequências. De um jeito ou de outro, estes pedaços irão interferir no seu relacionamento conjugal, emocionalmente e sexualmente falando. Além disso, existem outras consequências, como a gravidez indesejada - filho é sempre uma bênção, mas se não vier na hora certa e sendo fruto de uma união de amor, pode trazer grandes problemas para o casal e para criança. E sem contar a famosa DST (doenças sexualmente transmissíveis). Existem milhares delas, inclusive as incuráveis, que podem prejudicar sua relação sexual no futuro e até a formação dos seus filhos durante a gestação.

Mas colocando o pé no chão, estes motivos nunca foram empecilho para os jovens desejosos de sexo, já estamos cansados de saber. Se hoje eu tiver que dar um conselho pra você que é jovem e está desesperado pra transar com a namorada, leia e releia esse texto, entenda o que é casamento de verdade e tente esperar. Não por medo ou porque a igreja ou seus pais proíbem, mas porque esta é a melhor e mais madura decisão que pode tomar em benefício do seu casamento! Como eu já disse em outros textos, sexo não é sujo, sexo não é pecado e se feito com amor dentro do casamento, nunca é errado. Se você transou com a sua namorada antes de celebrar a cerimônia religiosa, com a consciência limpa e amor verdadeiro, fique em paz. Agora, isso não dá licença para que os que estão namorando comecem a transar, afinal, você nunca terá a absoluta certeza se passará o resto dos seus dias com a pessoa que está namorando atualmente. Por isso repito: Temos que ter a convicção de que algumas atitudes que tomamos podem adulterar o plano de Deus para nós! Acho que é um risco que não vale a pena correr...

Já ouvi algumas vezes a seguinte frase: "Se eu não transar antes de casar, como vou saber se ele(a) é mesmo bom(a) de cama?". Quando um casal se ama de verdade e procura ter intimidade sexual, desejando sempre o bem do outro, o sexo fica cada dia melhor! Pode até começar ruim, mas conversando sobre o que gostam ou não, sugerindo novas posições e carinhos, vão se aperfeiçoando e JUNTOS descobrem qual o sexo melhor pra ELES. Não existe fórmula para um bom sexo, cada casal deve encontrar a sua, e isso é gerado a partir do verdadeiro amor e intimidade!

Concluindo, Deus não proíbe o sexo antes da cerimônia religiosa, isso não existe, pois o sexo é a consumação do casamento, ou seja, ele é o casamento! O que Deus não quer dos seus filhos é a imoralidade sexual, que inclui a troca de parceiros sexuais por motivos banais. Quanto a isso não há dúvidas!



Dani Marques é colaboradora do Genizah
e também escreve no seu blog pessoal:  Salve o meu casamento!
Alguns trechos do texto acima são de "Eu escolhi esperar" e "Caiofabio.net"





 

sexualidade 5861732569039519453

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail