681818171876702
Loading...

Coreia do Sul retira a teoria da Evolução dos livros didáticos

O ministério de ciência e tecnologia sul-coreano cedeu à pressão de uma organização educacional  - a Sociedade para a Revisão dos Livros Didáticos - formada por professores do ensino médio e fundamental do país e determinou que as editoras de livros didáticos aplicados na educação pública revisem os seus textos de forma a remover todas as informações sobre a Teoria da Evolução de Darwin. 

A movimentação começou no mês passado, quando uma petição para revisar textos em apostilas foi aprovada pelo Ministério da Educação do país. Muitas publicações, que mostravam exemplos da teoria sobre ancestrais de cavalos, por exemplo, foram apontadas pela Sociedade de Revisão de Apostilas, que, por sua vez, quer “apagar” esse “erro” dos textos educativos.

O conteúdo sobre a evolução dos humanos também deve ser removido – inclusive aquela famosa figura que mostra um ancestral muito parecido com um macaco se transformando em um homem, de Charles Darwin. 



Antipatia à evolução

 Em uma pesquisa de 2009 realizada para o documentário sul-coreano A Era de Deus e Darwin , quase um terço dos entrevistados declararam não acreditar na evolução. Destes, 41% disseram que não havia provas científicas suficientes para apoiá-la, 39% disseram que contradiz suas crenças religiosas, e 17% não entendem a teoria. Estes números se aproximam aos dos Estados Unidos, onde uma pesquisa realizada pela empresa de pesquisas Gallup mostrou que cerca de 40% dos americanos não acreditam que os humanos evoluíram de formas menos avançadas de vida.


As raízes da antipatia da Coreia do Sul para a evolução não são claras, parte se explica pela  presença forte do cristianismo no país, contudo é bom lembrar que se metade dos coreanos  praticam uma religião, a maioria se divide entre o cristianismo e o budismo.

Segundo a revista NATURE uma pesquisa realizada entre os professores do ensino fundamental e médio do país concluiu que a crença religiosa não foi o fator determinante da não aceitação da teoria da evolução entre este grupo. Na verdade, a pesquisa indica que mais de 40% dos professores de biologia concordaram com a afirmação proposta na investição:  "Boa parte da comunidade científica duvida da ocorrência da evolução", e a 50% discordaram da declaração:  "os seres humanos modernos são o produto de processos evolutivos".

Obviamente a retirada das teses evolucionistas está restrita somente aos livros didáticos de ensino fundamental e médio, que como no Brasil, tratam a questão como verdade absoluta. O sistema de ensino da Coréia do Sul é um dos melhores do mundo e a Universidade de Ciência e Tecnologia de Pohang lidera o ranking das melhores universidades do mundo com menos de 50 anos.




Com informações de Nature






 

Cultura 4912607456554892565

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail