681818171876702
Loading...

Os palhaços são profetas!

Danilo Fernandes

A manifestação é sempre pacífica. Mesmo quando agredidos estes irmãos não esboçam reação. Eles já foram roubados, empurrados e xingados com palavras de baixíssimo calão saindo dos microfones de pregadores e cantores gospel famosos.

De cabeça baixa diante da truculência verbal de quem não aceita a Verdade.


Uma cena quase inimaginável há alguns anos. Quem pensaria que um grande pastor como Silas Malafaia iria, em uma cruzada, chamar um irmão seu de babaca e filho do diabo (sic) apenas porque este estaria a carregar uma faixa com nada mais do que um versículo bíblico:

O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males, e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé. I Tm 6:3-10

Mas Silas o fez. Não uma vez, mas em três ocasiões: No Rio de Janeiro, em São Paulo e, mais recentemente no Maranhão. E sabe o pior? Foi aplaudido em pelo menos duas destas vezes. Alguém, realmente cristão, pode conceber algo assim?

O movimento começou em 2010, entre os líderes, o casal Paulo e Vera Siqueira da IEQ e muitos outros blogueiros apologéticos. Alguns irmãos, entre outros, Pablo Silva, também blogueiro,  filmaram os primeiros protestos trazendo espanto aos crentes na internet. Os blogs de maior tráfego e influencia desde 2009 como o Genizah e Púlpito Cristão publicaram reportagens acerca dos protestos, bem como, artigos  dando respaldo bíblico aos manifestantes pacíficos e refutando a teologia "por trás" das marchas. Muitos outros blogs e sites ajudaram nas convocações dos protestos e na denúncia do aproveitamento político destes ajuntamentos de religiosos.



Seguranças truculentos da Renascer afanam faixas de protestantes na marcha São Paulo 2011

Desde então, manifestações espontâneas de outros grupos carregando as mesmas frases tem surgido em diversas marchas, como a mais recente, em Belo Horizonte, convocada por um vídeo produzido pelo blogueiro Mariel Marra – postado neste site - e no site Web Evangelista, de Wagner Lemos – ambos blogueiros de Belo Horizonte.

De tudo o que se tem reportado sobre estas manifestações alguns aspectos saltam aos olhos, pelo seu absurdo, tanto mais em se tratando de um evento liderado, organizado e voltado para o povo de Deus:

Malafaia: São uns babacas!
1) A violência e o comportamento truculento dos líderes. quando confrontados, pacificamente, por um pequeno grupo portando faixas com versículos bíblicos, em meio a uma multidão de frenéticos seguidores de seus trios elétricos. Em São Paulo, tivemos uma irmã grávida empurrada por seguranças dos líderes da Renascer que ainda lhe roubou as faixas de protesto. Em outra ocasião, estes mesmos líderes, orquestraram uma vaia da multidão contra os poucos e indefesos manifestantes. No Rio de Janeiro, Silas Malafaia xingou um grupo que empunha as faixas de protesto e, em outra ocasião, usou de truculência espiritual ao chamar seus irmãos na fé de filhos do diabo. Nesta última manifestação de Belo Horizonte, outro pastor famoso, o Sr. Jorge Linhares, da prestigiada Igreja Batista Getsemani chamou os manifestantes de palhaços e depois propôs à multidão de "marchantes" que o acompanhasse em uma “oração imprecatória” contra o mal presente naquele lugar (no caso, os coitados dos ativistas) e logo orquestrou para que a multidão dirigisse as suas mãos em direção ao pequeno grupo,  enquanto puxava o coro de frases do tipo: “a mão de deus vai pesar sobre vocês” e outras pérolas do breviário de maldições gospel. Que cena de novela!

Parte dos manifestantes da marcha de BH 2011
 2) A esmagadora maioria dos participantes destas manifestações se portam como torcedores de futebol. Não olham mais para Jesus, mas para seus times e os seus técnicos. Ignoram as exortações bíblicas expostas nas faixas e se manifestam com ódio aos ativistas, como se a Palavra de Deus escrita nos cartazes e faixas fosse alguma espécie de palavrão. Apresentam comportamento desordeiro e intimidador, enquanto atendem a ridículos pedidos de seus líderes aboletados em trios elétricos: “PULA PELO AMOR DE DEUS!”; “Deus quer ouvir seu brado de vitória”; e outros gritos de guerra. Nem de perto lembrando aqueles irmãos mártires, que há dois mil anos atrás, frequentavam outro espetáculo para multidões, onde morriam em oração trucidados por feras, justamente por não negarem a um Deus crucificado, humilhado: Um Jesus em nada glorificado nestas micaretas de evangélicos de segunda linha.


De cabeça baixa diante da humilhação, os manifestantes do bem não cansam de lembrar aos desordeiros destas paradas religiosas o quanto suas atitudes são divergentes do Evangelho. Na última manifestação paulistana, os protestantes se dispuseram a varrer um trecho de rua, representativo da imundice deixada por um povo arruaceiro que diz marchar pelo Príncipe da Paz. Resultado: Houve quem se sentisse incomodado com a atitude. Ultrajado na sua própria falta de civilidade! Não faltaram olhares ameaçadores e gritos de impropérios.

É muito bom que estas coisas se cumpram e esta turba veja seus ídolos adornados em ouro humilhando irmãos na fé.

Jorge Linhares impõe a mão em "oração imprecatória" sobre a parte maligna da marcha, no caso os pobres manifestantes, risos. A multidão acompanha e "benze" os ativistas.
Com a motivação certa e a coragem que o Senhor lhes dá, de agora em diante sempre haverá mais e mais irmãos para incomodar esta cambada de exploradores da fé. Não só eles, mas nós aqui nos blogs e sites apologéticos, atingindo milhões, como disse o mano Carlos Moreira, somos a mosca na sopa deles:

Eis aí os inimigos da Cruz de Cristo! Eles estão diante de nossos olhos! Quem ousará os repreender? Quem se levantará contra eles? São feiticeiros do sagrado, traficantes de um “evangelho” falsificado, intermediários do “divino”. Eles se auto-proclamam “apóstolos”, “evangelistas”, “missionários”, “patriarcas”, “bispos”, mas na verdade são sinagoga de satanás, vendilhões de uma religião oca e vazia, de liturgias dessignificadas, de ritos de ocasião, da fé commoditizada, comercializada como produto de supermercado. Mas um dia eles haverão de se encontrar com o Senhor de toda a Terra, estarão diante do Leão da Tribo de Judá, não mais do Cordeiro de Deus.

"marchante de Gizuz " se revolta ao ver versículos bíblicos condenando suas práticas pagãs e lança impropérios aos ativistas.  Na bandana, "Jesus te ama". Já no coração...

Fomos chamados para pregar aquilo que não se quer ouvir, para proclamar aquilo que incomoda. Metemos o dedo na ferida, fazemos a alma virar ao avesso, à consciência arder, o coração se compungir. Sim, o Espírito do Senhor está sobre nós ele nos ungiu para pregar o “dia da vingança do nosso Deus”!

Wagner Lemos: Não somos palhaços, somos cristãos.
Somos Chicos, Veras, Leonardos, Mários, Wagners, Ruys, Ciros, Paulos, Pedros, Fernandos, Robsons, Renatos, Caios, Eliezeres, Joanas, Rodrigos, Alans, Zés, Thiagos,  etc. Somos muitos que não se dobraram. Somos as moscas na sopa desta cambada!

Nas ruas ou nesta internet cristã, temos experimentado um verdadeiro milagre. A partir de poucos pioneiros temos hoje este espaço imenso frequentado por milhões de evangélicos.

Milhares de blogs e sites, cada qual com seu estilo, mas em quase todos, os resultados de uma revolução única no mundo: A teologia popular.

Que maravilha poder ver tantos blogueiros evangélicos talentosos inaugurando esta forma inovadora, coloquial, de discussão teológica e que atrai milhões de crentes, de todas as denominações e diferentes formações a participar de debates calorosos. Uma turma que não está dando brecha para os falsos profetas! Uma geração de crentes que não irá ser petisco destes lobos.

E agora? E dai?

"Primeiro marido" pergunta ao manifestante
o que vem a ser o Evangelho Puro e Simples.
Dai que estamos incomodando. E muito! Os falsos profetas se preocupam com o que escrevemos, ensinamos e noticiamos. Se antes éramos desdenhados, agora somos temidos. Eles leem o que escrevemos e tratam de nos depreciar, denegrir, desmerecer. Somos pastores recalcados, bandidos, invejosos, críticos sem obras, etc. Sabemos que isto não é verdade. O que escrevemos em nossos blogs, a Verdade do Evangelho e a nossa prática bereana estará evidente a quem se dispuser a ler.

E agora acorda até uma parte da igreja adormecida, de uma geração antiga e “cordata”, de líderes voltados somente para o seu próprio rebanho; Ainda que tenha sido somente agora, quando o esgoto podre invadiu seus pequenos arraias.

Levantou-se também parte da geração passiva, a turma do deixa disto, do jeitinho, cordial ao melhor estilo  Buarque de Holanda e que assistiu calada o mal florescer e provocar tamanho estrago no “avivamento” nacional. E quem foi que disse que o cristão deve ser cordial diante da apostasia e da corrupção? Quem foi este profeta contemporizador que não se acha em parte nenhuma da Bíblia? Quem são estes profetas do bom mocismo que boa parte da antiga geração de líderes parece querer imitar? Que acordem os demais santos! Chega deste mundanismo protestante politicamente correto a substituir o princípio Ecclesia semper reformanda est!

Subversivos: Todo cuidado é pouco. Não haverá mudança sem confronto.

Observem com cuidado com quem estamos lidando. Estes homens há muito se venderam a uma engrenagem insaciável. Se algum dia foram retos, em dado momento se dispuseram a comprar mais horários de TV, a fazer mais shows, a ter mais igrejas e, para tanto, construíram uma máquina cada vez maior e mais dispendiosa e, para sustenta-la, precisam de mais produtos, mais campanhas, mais ofertas e já não há mais Evangelho e nem Amor.

Estas pessoas estão presas ao orgulho. Vaidade é o motor do ciclo de destruição por elas perpetrado.

Cuidado! Estas pessoas estão viciadas na fama e no poder. A admoestação não lhes pesa o coração, ao contrário, incendeia o pior que há nelas. Estamos enfiando a não na toca da cobra, sem luva. Estamos tocando em onça com a vara curta.

Estes urubus não vão largar sua carniça sem briga. Portanto, ore ao Senhor por direção e conselho, não ceda à tentação da vaidade e permaneçamos juntos. Vigiando e orando.


Recadinho aos falsos profetas

Vendilhões: Sigam com as campanhas difamatórias contra blogueiros por e-mail, revistas, folhetos e TV. Lamentem suas perdas. Chamem os profetas de filhos do diabo! Façam o que quiserem neste seu desespero! Pois não tenham dúvidas, viemos para fazer esta vossa fonte secar! Pode bater que o fermento só cresce.

O evangelho não é o caminhão do faustão. E este negócio de plante as suas sementes para colher vitória é slogan de banco. Gizuz rendeu quanto este mês, Malafaia? Passou a poupança?





Veja os últimos relatos dos participantes do protesto na Marcha para Jesus em Belo Horizonte, nos seus blogs:

http://estrangeira.wordpress.com/2011/10/12/protestos-pacificos-marcaram-a-marcha-pra-jesus-bh-2011/

http://www.webevangelista.com/2011/10/com-uma-motivacao-simples-e-singela-nos.html




marcha para jesus 6649439132887616704

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail