681818171876702
Loading...

Os judeus paraguaios da I.E. Quadrangular


Não. O vídeo a seguir não foi produzido em uma igrejinha qualquer, destas sem vidro na janela onde o vento sopra uma doutrina nova a cada dia.

Não. As tristes imagens mostradas foram captadas por um membro entristecido com a franca apostasia que carrega parte da Igreja do Evangelho Quadrangular ladeira abaixo. 

Em muitas unidades IEQ, tudo o que se tem mais visto é idolatria, esquisitices gospel e até esta doutrina comercial “sem pé ou cabeça” que mistura ícones do judaísmo do tempo do templo, com judaísmo dos séculos XIV e até do século XIX!

Parte da Igreja do Evangelho Quadrangular está adotando um arremedo de doutrina que busca elementos de idolatria e pontos de contato da fé (este arcabouço nefasto e mentiroso adotado pelo paganismo, catolicismo e neopentecostalismo) misturado com uma doutrina “judaizante” que emite disparates como o uso de kipá, coisa do século XVII, que nenhum homem do tempo de Jesus jamais viu.

Esta doutrina espúria prega a idolatria da Arca, que segundo as Sagradas Escrituras, jamais poderia ser tocada, sob pena de imediata pulverização! A isto se misturam óleos e unguentos, audições de shofares e outras aberrações estranhas ao cristianismo. Tradições vazias na Nova Aliança, que foram deixadas para trás quando o Véu do templo se rasgou, tal qual a carne do senhor Jesus, pelas nossas vidas, na Cruz.

Enfim, coisa de maluco, veja aqui neste artigo.



O vídeo abaixo foi gravado na Igreja do Evangelho Quadrangular da Casa Verde, São Paulo.






Neste, uma senhora desequilibrada, incapaz de ler e entender o que está escrito nas Sagradas Escrituras profere as seguintes sandices:



1) A Arca representa a Glória de Jesus.  Não minha senhora. Tão logo o Senhor Jesus fechou os olhos na Cruz, o véu do tempo se rasgou e, como o Próprio já havia vaticinado não passou muito tempo até que o próprio templo fosse destruído e a própria Arca retirada das vistas dos homens. Pois deste momento em diante, Jesus era o Caminho, A Verdade e A Vida e não mais seria necessário qualquer templo para sacrifícios, Arcas e que tais. Sem mais intermediários, vamos direto ao Pai e tudo o que havia naquele templo não é digno do Reino chegado.

2) Tocar na Arca para encontrar conforto. Só Jesus traz liberdade e conforto da Salvação. Buscar a Sua Glória em objetos feitos pelo homem é blasfêmia.

3) Não é uma simples arca, mas a presença do Senhor nesta noite. Sem comentários! Esta é a deixa para o diabo entrar neste templo, pois ali jazem aqueles que estão mortos em espírito naquele caixão em forma de arca. Seduzidos por um poder que os faz incapaz de ver a verdade.

Naquele tempo muitos ficarão escandalizados, trairão e odiarão uns aos outros, e numerosos falsos profetas surgirão e enganarão a muitos. [Mt 24: 10-11]
Ele fará uso de todas as formas de engano da injustiça para os que estão perecendo, porquanto rejeitaram o amor à verdade que os poderia salvar. Por essa razão Deus lhes envia um poder sedutor, a fim de que creiam na mentira, e sejam condenados todos os que não creram na verdade, mas tiveram prazer na injustiça. [2Ts.2:10-12]

4) A Arca é o ponto de contato da nossa Fé. Leia este artigo.

5) Antes somente o sacerdote poderia entrar no lugar Santíssimo, agora você também pode. Sim sua louca! É verdade, em Cristo entramos no lugar Santíssimo, na presença do Senhor, mas, contudo, o lugar Santíssimo não é esta cabaninha meia boca, com esta arca de araque e toda esta ridícula decoração carnavalesca. Não minha senhora! Não é pagando bilhete para entrar nesta tenda de praia, nesta cabaninha que tem a decoração de um prostíbulo de quinta categoria que a senhora chama de tabernáculo que alguém estará apto a ter acesso ao lugar Santíssimo. Socorro! Gente! Acode este bando de cegos!

6) E para terminar... Eu quero ver a Shekiná do Senhor me seguindo! Leia Aqui sobre Shekiná




OBSERVAÇÃO

Pode parecer a alguns que o texto é generalista. Não é. Há bons frutos e há frutos podres na Quadrangular. Eu mesmo neste site já falei de ótimo trabalho feito por pastores da IEQ na Cracolândia, por exemplo.

Nos comentários a este post, há pastores, ex-pastores, membros e ex-membros atestando bons frutos em muitos lugares e frutos ainda mais podres em outros. Sendo assim justifico a  publicação nos seguintes argumentos:

1) Tenho aqui comigo relatos, provas, vídeos e audios ainda piores do que os mostrados. Coisa realmente chocante.
2) Me abstive de mostrar tudo em considereção aos bons frutos.
3) Ou seja, como os próprios comentários atestam, não se trata de uma fruta podre em uma árvore sadia, mas de muitos galhos podres, já matando o árvore e muitos bons servos trabalhando para evitar isto.

Sendo assim, aos bons frutos, segue minha sincera admiração e desejo de que o bom trabalho se multiplique e sobressaia sobre o mal. Contudo, não adianta tapar o sol com a peneira. As práticas aqui citadas devem ser denunciadas para que os neófitos, os inocentes não sejam levados ao engano e; se a direção geral da denominação no país parece incentivar tal prática, é questão de tempo para que a maioria das unidades da I.E.Q. esteja adorando arcas.




Genizah


Heresias 1544534559224342802

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail