681818171876702
Loading...

Vou baixar a ripa nestes saduceus da vila tatu...


Eu chequei a conclusão que este negócio de Arca é o modismo gospel segmentado para o público mais burro de todos. Aquele grupo que acredita até em mula sem cabeça e saci pererê.

Não tem nem graça rascunhar um texto apologético qualquer para esta apostasia. Um papel de pão e um lápis gasto bastam. Mais do que isto é jogar pérolas aos porcos... Então eu vou é esculachar mesmo!

Tem golpe para todo tipo de gente. Afinal, o estelionatário de QI abaixo da média também tem que comer, não é não? Para estes, há os crentes (crentes?) de babador e chupeta (ops, shofar).

Uma gente digna de pena, analfabeta de Bíblia (por vocação ou opção, já que todos carregam uma debaixo do braço quando vão ao templo adorar... ops, a arca.) e que acredita em tudo o que lhe é contado...



Foto tirada por mim na EXPOCRISTÃ 2009


Eu, realmente, não tenho a menor paciência e nem respeito por este povo do gospel saduceu e a misericórdia me falta. Eu sinto muito, não me orgulho disto e oro a Deus para mudar isto em mim. Mas é fato. Nem sequer os vejo como irmãos em Cristo. Afinal, como posso ver alguém como tal se este mesmo alguém renega o supremo sacrifício de Jesus e fica pagando um king kong destes de quererem ser judeus, sem serem. E ficam ainda a adorar uns artefatos e a realizar cerimônias completamente estranhas ao judaísmo moderno, para eles (judeus) igualmente despropositadas!

Eu tenho um amigo dos tempos de colégio que é moel, o oficial credenciado para realizar a Bris milá (aliança da circuncisão). Ele gosta muito do blog e outro dia comentou comigo brincando:

- Oi Dan me apresenta este pessoal ai... Quem sabe sai guisheft? (negócio, em idish)

- Ah! Camarada, cortar o bilau este povo não quer não! Risos. Mas se você tiver um shofar e um arreio de segunda mão, acho que sai negócio!

Amados! Até a expressão “judaizante” é inapropriada. Não há nada de judaico neste besteirol, exceto alguns ícones perdidos no tempo e uma vontade grande de parecer diferente. Nem mesmo quando se trata do chamado judaísmo cristão messiânico. Pois para os judeus isto não existe! E parem de confundir elementos da tradição do povo judeu, com o estado político e a nação de Israel ou mesmo com judaísmo que não são a mesma coisa!

Vocês querem ser judeus? Tenho uma péssima notícia para vocês: Mesmo de acordo com o rabinato mais liberal, para você deixar de ser gói (gentio e insuficiente) tem: (1) prova de fé, (2) curso longo, (3) encontrar um número de judeus que presenciem (e concordem com) a sua cerimônia, (4) ir às águas (tem lá também, sabia não jacozinho da vila tatu?), e (5) muita comunhão e estudo da Torá. Já pensou? Você tem a NVI e não lê... Não estou conseguindo te enxergar lendo o shemot (êxodo) em hebraico... Nem mesmo aquela HAGADAH de PESSACH (páscoa *) em quadrinhos para crianças eu te vejo lendo...

Ih Jacozinho gospel! Tá ruim varão! Tem mais: Se você não casar com uma judia seus filhos serão gentios e a sua linhagem só será considerada judia após a terceira geração.



Fotos tiradas por mim na ExpoCristã (?) onde além de comprar a arca, podia-se comprar os acessórios, todos a parte (risos), incluindo as tábuas da lei da foto, fraldas ungidas e babador santo.




Ah! E esquece o camarão, o torresmo e a lingüiçinha. Não pode mais! Para você, agora, é só alimentos kosher. E falando nisto, não vamos esquecer da questão supra citada: o pinto. Para adultos tem anestesia, mas não é simpático não... Você já viu o instrumento de corte? Pesquisa ai na internet, risos. "Disanima" não jacozinho gospel! Um bom "caçador da aliança perdida" tem de ser "espada"! Desembanhada, mas espada!

Agora, Jacozinho, na questão do custo eu vou te aliviar. É só me mandar um e-mail que eu te arrumo um desconto bom. Mas já aviso logo, que vai sair por mais de R$ 900,00, de maneira que, se o caso é ser idiota, o Cerrullo sai mais em conta (e menos dolorido, risos).


Irmãos! Acordem! A Arca é um meio de estelionato, artefato de um golpe que consiste em retirar da arca umas miniaturas que são levadas pelos lesos para suas casas e devem retornar à seita com certa quantia de dinheiro para que a oferta na “mesa da proposição” se transforme em benção...

Leia aqui sobre os novos Herodes e adoradores idiotizados de arcas.

E para terminar, vai ai uma proposta malandra para vocês zoarem com estes pilantras... Da próxima vez que eles pedirem dinheiro para a arca paguem em schekel (não o novo schekel de Israel, mas a antiga moeda do templo, aquela moedinha de prata de "meio schekel" que todo judeu de 2000 -3000 anos atrás tinha de levar para o templo uma vez ao ano) . Sim, eu sei, não se encontra mais destas moedas por ai... Mas veja bem: Se a arca é FAKE , o schekel também pode ser... Gargalhadas!





Mas Jesus, percebendo a astúcia deles, disse-lhes: Mostrai-me um denário *. De quem é a imagem e a inscrição que ele tem? Responderam: De César. Disse-lhes então: Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. [Lucas 20:22-25]


***
Danilo Fernandes, o sacerdote do templo do esculacho.



NOTAS:

1) A moeda romana de uso obrigatório em todo o império não podia ser usada no Templo, nem para doação, nem para a compra de animais de sacrifício. Dai, haviam os cambistas entre os vendilhões do templo para trocarem moeda impura por moeda de Israel.


2) A HAGADAH é uma expressão literária judaica que se origina na tradição oral do povo. A mais "famosa", a HAGADAH PESSACH, é lida na noite de seder no jantar cerimonial judaico em que se recorda a história do Êxodo e a libertação do povo de Israel. A forma de Jesus de pregar por parábolas e uma derivação deste "contar estória" da tradição oral.


3) Sim. A imagem no schekel paraguaio é o papa Bento. Sabe como é... Este povo é tão chegado a um absurdo que eu fiz assim, o mais absurdo possível para o deleite dos manés!





GENIZAH TAMBÉM É CULTURA

Vídeo gravado e editado por 180sary








 
Só pode ser brincadeira... 6477695314222028039

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail