681818171876702
Loading...

Foi em Calicute que o Cabral se esborrachou.



Gosto dos nomes das operações da Polícia Federal.

Para quem não sabe, foi em Calicute que o Cabral se esborrachou.

Não apenas Serginho, o ex- governador malandrinho do Rio de Janeiro, mas também Pedro Alvares, o Cabral mais famoso.

Chegando às Índias em 1500, tendo passado por aqui meses antes para nos "descobrir", Pedro A Cabral, o navegante português, seguiu para Calecute, local que Vasco da Gama estivera dois anos antes, em busca de temperos exóticos e joias.

É o fraco de todos os Cabrais...

Aporta e monta uma feitoria na Baia de Calicute (ou Calecute) para comerciar especiárias e que tais.

Dá tudo certo até que os poderosos interesses locais, os donos das rotas tradicionais de especiárias (a turma do caminho terrestre das Índias) se sentem ameaçados e juntam uns mercenários para dar um pau no Cabral.

E deram!

No processo da porrada, morreram uns 20 dos chamados Manoel, 10 Nunos, 9 Joaquins e um tal Pero, De Vaz Caminha -um escrevinhador (jornalista da época) e que bem poderia ser Caco Barcelos, mas não, foi um tal autor de famosa carta ao Rei de Portugal. Um cartapácio sobre a descoberta do nosso Brasil varonil.

Cabral é derrotado, foi comerciar em outra freguesia. Foi para Cochim.

Já Serginho, foi pra Bangu.


Danilo Fernandes



Artigos 6699240929568305902

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail