681818171876702
Loading...

Transcendente e Imanente



POR Juliano Fabrício









Em todos os evangelhos Jesus está acima
(“no princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”)


e; abaixo

(Ele experimenta a fadiga e a indecisão, tem Seu coração partido diante da morte de sua amigo Lázaro e realiza um milagre em Caná da Galiléia pelo simples prazer de fazê-lo, Ele bebe o vinho de seu povo, canta suas canções nos casamentos e é acusado de ser um beberrão e um glutão).




Esse Jesus que está assentado à direita do Pai é o mesmo Jesus que lava os pés dos seus discípulos. (As vestes usadas por ele e o trabalho realizado são os que caberiam a um escravo).

Esse Jesus que é o unigênito de Deus é o mesmo Jesus que chora sobre Jerusalém.

Esse que tinha tudo e se fez nada é o mesmo Jesus que habita em nós: 

“Estai em mim, e eu em vós” (Jo 15:4)

Esse Jesus mesmo sendo grande, gentil e conhecedor de que as pessoas estavam sem liderança nunca as diminuía, envergonhava ou ridicularizava.

Esse Jesus não passou um sermão na mulher surpreendida em adultério a respeito das consequências da infidelidade, ao contrário, Jesus viu sua dignidade sendo destruída pelos assim chamados “homens religiosos” (ele simplesmente colocou todo mundo no seu devido lugar).

Esse Jesus não promete mar tranquilo, mas ânimo nas adversidades.

Esse Jesus não “resolve” nossos problemas, como repetem os televangelistas, mas promete ser nosso companheiro na estrada da vida.

Ele é transcendente e imanente*, infinito e mais íntimo de nós do que nós mesmos somos.

*imanente - aquilo que não pode ser encontrado do lado de fora. Faz parte do ser. Diferentemente do que transcende. O que é imanente à ciência, transcende o verbo.

No site do AUTOR


Teologia 8712032724316372273

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail