681818171876702
Loading...

Enganoso é o coração...



Daniela Marques


E de repente nos deparamos com mais uma triste notícia do meio gospel. Triste sim, nova não. Bianca Toledo, pastora, escritora e ex-cantora gospel, fez um desabafo em texto e vídeo no seu perfil do Facebook nesta quarta-feira sobre os graves problemas que tem enfrentado no seu casamento. No vídeo ela conta que seu esposo, que também é pastor, disse ser homossexual e confessou estar envolvido em casos de pedofilia. Bianca e Felipe tem milhares de seguidores nas redes sociais. Eles davam palestras juntos em igrejas de todo o país e eram queridos também por famosos como Neymar e Carol Nakamura. Segundo a Polícia Civil, a pastora Bianca procurou a delegacia no dia 22 de junho para denunciar o crime de pedofilia, através do abuso contra o seu filho de cinco anos. Foi instaurado inquérito e reunidas provas que subsidiaram o pedido de prisão, aceito pela Justiça. Bianca Toledo informou que já deu início ao processo para anular seu casamento sob o argumento de que ele mantinha uma “vida dupla e imoral, contrária à prometida no altar e ressaltada publicamente durante todo o casamento”.

Diante dos fatos, alguns leitores e amigos perguntaram a minha posição a respeito do caso, que obviamente escandalizou os milhares de admiradores do casal e gerou opiniões e juízos diversos. Bem, dizer que estou surpresa seria hipocrisia e mentira de minha parte. Acompanhar por tantos anos casos parecidíssimos através do blog Salve Meu Casamento me ajudou a caminhar na certeza de que nenhum ser humano (nenhum!) está isento de cometer um ato de imoralidade. Com Bianca e Felipe não seria diferente. “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” Jeremias 17.9.

Agora te convido a pensar comigo: e se esse mesmíssimo caso fosse relatado por um casal anônimo que mora lá no sertão do Nordeste? Ou quem sabe por uma família de uma comunidade carente no Rio? Sim, porque enquanto você lê esse texto, milhares de crianças estão sendo abusadas por seus tios, avós, padrastos ou pais. Por que então tamanho rebuliço em cima de um caso específico? A resposta não é tão difícil. Estamos falando de um casal em posição de destaque e que carregava consigo a mensagem de Cristo, a mensagem da Cruz, da santificação, do casamento ideal, do relacionamento perfeito. Estamos falando da Barbie e do Ken do mundo gospel. Numa comparação bem estapafúrdia, é como se descobrissem que a Bela Gil é sócia da Friboi e esconde em sua despensa caixas e caixas de guloseimas industrializadas. Falo não na intensidade da dor, obviamente, mas sim na extensão do escândalo em cima da disparidade entre o que se prega e o que se vive. Toda pessoa que se coloca em posição de destaque e carrega uma mensagem, seja ela qual for, recebe de seus admiradores uma expectativa de comportamento na mesma proporção (uma expectativa sobre-humana, diga-se de passagem).

Erramos – e muito! – quando colocamos expectativas de acerto em cima de outra pessoa, seja ela famosa ou anônima. Erramos e sofremos. A real é que estamos num mundo de seres humanos falhos, imperfeitos e que tem inclinação para o mal. Esse Evangelho pregado pela própria Bianca nunca cobrou de nós a perfeição, pelo contrário, ele nos coloca frente a frente com uma imagem suja de nós mesmos. Na carta de Paulo aos Romanos 3:10 está escrito: “Não há nenhum justo, nem um sequer”. Nem Bianca Toledo, nem seu marido, nem o cantor pop gospel, nem o bispo, nem o padre, nem o pastor famosão e muito menos a Daniela Marques do blog Salve Meu Casamento. A minha própria experiência de vida e as centenas de depoimentos que já recebi em todos esses anos de aconselhamento me fazem olhar para a situação em questão e pensar: “Olha aí, mais um caso de ser humano falho veio a público enquanto todos os outros permanecem ocultos.” Não que eu não me compadeça, de forma alguma. A dor que essa mulher deve estar sentindo é impossível de ser descrita. O trauma de ver um filho abusado causa danos incalculáveis! É como ter de passar o resto de sua vida com um dedo cutucando uma ferida purulenta em seu interior. Peço a misericórdia de Deus sobre a vida dessa família. Que dor! Que dor!

A justiça dos homens deve e já está sendo feita. Dai a César o que é de César. Pedofilia é crime e ponto. Mas eu me pergunto: Qual seria então a justiça do Céu que Bianca pede no vídeo? Olho para o Jesus da Bíblia, o mesmo que tirou Bianca do coma, o mesmo que a curou de uma doença de morte e obtenho sem muitas dificuldades a resposta:

“Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nele”. João 8:7

“Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes? ” Jesus respondeu: “Eu lhe digo: não até sete, mas até setenta vezes sete.” Mateus 18:21,22

“Por isso, o Reino dos céus é como um rei que desejava acertar contas com seus servos. Quando começou o acerto, foi trazido à sua presença um que lhe devia uma enorme quantidade de prata. Como não tinha condições de pagar, o senhor ordenou que ele, sua mulher, seus filhos e tudo o que ele possuía fossem vendidos para pagar a dívida. “O servo prostrou-se diante dele e lhe implorou: ‘Tem paciência comigo, e eu te pagarei tudo’. O senhor daquele servo teve compaixão dele, cancelou a dívida e o deixou ir. “Mas quando aquele servo saiu, encontrou um de seus conservos, que lhe devia cem denários. Agarrou-o e começou a sufocá-lo, dizendo: ‘Pague-me o que me deve! ’ “Então o seu conservo caiu de joelhos e implorou-lhe: ‘Tenha paciência comigo, e eu lhe pagarei’. “Mas ele não quis. Antes, saiu e mandou lançá-lo na prisão, até que pagasse a dívida. Quando os outros servos, companheiros dele, viram o que havia acontecido, ficaram muito tristes e foram contar ao seu senhor tudo o que havia acontecido. “Então o senhor chamou o servo e disse: ‘Servo mau, cancelei toda a sua dívida porque você me implorou. Você não devia ter tido misericórdia do seu conservo como eu tive de você? ’Irado, seu senhor entregou-o aos torturadores, até que pagasse tudo o que devia. “Assim também lhes fará meu Pai celestial, se cada um de vocês não perdoar de coração a seu irmão”. Mateus 18:23-35

Por viver nesse mundo, Felipe Heiderich, marido de Bianca, receberá a punição de acordo com a lei dos homens, mas nós, como seguidores do Jesus de Nazaré, temos o dever de fazer uma auto avaliação diante dessa notícia: “A que lei meu coração está submetido, a dos homens ou a de Deus? O que sinceramente desejo para a vida de Felipe? Escândalo, vergonha e apedrejamento ou um encontro de arrependimento e regeneração com o Cristo que diz “Agora vá e não peques mais”?

Assim como o rei da parábola descrita acima perdoou a imensa dívida de seu servo, Jesus também perdoou todas as nossas dívidas humanamente impagáveis. Não deveríamos nós também exercer perdão sobre a vida de Felipe (o que não o isenta de assumir as consequências de suas más escolhas)? Se Deus teve o poder de curar Bianca de uma doença da carne não teria o poder de curar um homem mentalmente doente, levando-o ao arrependimento genuíno e mudança de vida?

O viver comum é fácil, a vida ordinária, como dizia Dietrich Bonhoeffer, pode ser vivida tranquilamente. Pra desejar o bem para quem nos faz bem não precisamos de Deus. Mas o Evangelho das Boas Novas nos convida a uma vida EXTRAordinária, uma vida que perdoa setenta vezes sete e é capaz de desejar o bem para quem nos faz mal. E essa vida, meu amigo, só da pra ser vivida na dependência total de Deus.




Essa notícia, apesar de trágica, vem nos mostrar mais uma vez o quanto erramos quando colocamos humanos falhos em pedestais. O resultado é sempre o mesmo: a decepção que leva a acusação e julgamento. Maldito o homem que confia no homem! Mas de uma coisa tenho certeza: a vaga de acusador já está preenchida e a de Juiz também. A função que me resta é a de amar, única e exclusivamente.

E você, tem fome de que? Da justiça dos homens ou da justiça de Deus?




Daniela Marques é colaboradora do Genizah












Notícias 6350667979324488046

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail