681818171876702
Loading...

Hoje é o Dia Internacional em Memória às Vítimas do Holocausto.


Hoje, no dia 27 de Janeiro, homenageamos o Dia Internacional em Memória às Vítimas do Holocausto. Esta data foi instituída em 1 de Dezembro de 2005 pela ONU.

Mas eis que, a cada ano, desde que foi criada, por minha iniciativa, através da lei nº15.059/2009, a data oficial no calendário da cidade de São Paulo, já em meados de Janeiro começamos a pensar no dia 27, antecipando cerimônias, revitalizando memórias e ponderando sobre o que foi, como podemos lembrar, e o que de bom há a celebrar no Dia em Memória às Vítimas do Holocausto.

O dia 27 de Janeiro é um exemplo rematado de como a memória e a reflexão sobre o horror pode transcender a homenagem aos milhões de seres humanos: mães, pais, filhos, irmãos, avós, tios e amigos perdidos para a insanidade coletiva. Antes de tudo, sim, o que nos emociona é a lembrança destes seres que deixaram de existir pelo simples fato de terem sido ou judeus, majoritariamente, ou ciganos, homossexuais, pessoas com deficiência física ou mental e testemunhas de Jeová. Também reconhecemos e prestamos tributo aos milhares que sobreviveram esta barbárie.

Mas, em particular, nestes tempos, a data em homenagem às vitimas do Holocausto remete a uma realidade bem preocupante: os dias de hoje.

Atualmente, o judeu sente-se acuado. Hoje, na França, podemos ser agredidos se usarmos uma kipá na rua, hoje, há passeatas contra judeus na Inglaterra, hoje, andar livremente pelas ruas de Israel pode implicar em sermos esfaqueados, hoje, existe um movimento chamado BDS ( Boicote, Desinvestimentos e Sanções) que incita o mundo a ser contra Israel.

Todas estas ações são similares aos dias angustiantes antes da Segunda Guerra Mundial, quando um povo que se julgava superior aos outros, nos privou de nossos direitos como pessoa, nos perseguiu e nos tratou como gado e finalmente criou o Holocausto.

É inacreditável que, depois de mais de 70 anos, estamos revivendo o antissemitismo e percebendo que o ódio se renova.

Parece que ninguém aprendeu a lição do que é que a maldade humana é capaz de fazer.

O Dia Internacional em Memória às Vítimas do Holocausto torna-se imperativo para que possamos refletir e entender que a tragédia começa assim, com estes atos inconcebíveis e com o aval de todo aquele que ignora o perigo de mais uma catástrofe.

No mundo violento de 2016, vale a pena repensar o dia 27 de Janeiro de 1945, quando libertaram o campo de concentração de Auschwitz-Birkenau e percebemos quão fundo é o poço do antissemitismo.

Hoje, mais do que nunca devemos homenagear e lembrar as vítimas do Holocausto, para que nos defendamos imediatamente e não permitamos um futuro mais ameaçador.

Hoje, independentemente de todas essas agressões ao nosso povo, sabemos que existe um país que não irá permitir que nos privem de nossa dignidade. Israel.


Floriano Pesaro
Secretário Estadual do Desenvolvimento Social
Deputado Federal


Notícias 3861923730108304355

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail