681818171876702
Loading...

Para o ISIS, o Corão justifica a escravidão sexual das mulheres dos inimigos



Como atestam as reportagens acerca do avanço do grupo islâmico ISIS, é absolutamente aterrador o tratamento dado pelo grupo a seus inimigos. 

Interpretes da versão mais abominável da sharia – o direito baseado no Corão – os líderes espirituais do movimento encontram justificativas na lei islâmica a fim de dar legitimidade a todas as atrocidades cometidas pelo grupo.

Em recente peça de propaganda, o ISIS apresentou argumentos defendendo a escravidão e a prostituição forçada das mulheres de seus inimigos.

Incrivelmente, a maioria das mulheres sendo sequestradas, torturadas e forçadas a prostituição são de outras vertentes muçulmanas.

No comunicado, o ISIS informou:

Antes que satanás enfraqueça a mente e o coração dos nossos irmãos muçulmanos contra as nossas práticas, estes devem se lembrar que escravizar as famílias de infiéis e tomar suas mulheres como concubinas é uma prática firmemente estabelecida na Sharia (lei). Sendo assim, aquele que negar, desprezar ou escarnecer deste principio santo, estará escarnecendo do próprio relato do profeta Maomé e do Corão e, por consequência, estará apostatando do Islã.

De acordo com a revista Dadiq  a escravidão é vista como espojo de guerra, nesta visão YAZIDI do Corão. Entre este grupo, a maioria concorda que a prática só não vale para mulheres das etnias não árabes, como cristãs e judias. Neste caso, a única opção dada a estas mulheres é se arrepender e se converter ao Islã, antes de sua morte pela espada.

Política externa Brasileira


É incrível que o governo brasileiro, na figura de sua presidente Dilma Rousseff, tenha a ousadia de produzir e entregar um discurso na ONU defendendo o diálogo com este grupo. Ainda mais incrível é a mesma dignitária afirmar durante a sua campanha eleitoral ser uma defensora do direito das mulheres e implacável na vigilância da violência contra a mulher - zeladora fiel da Lei Maria da Penha.

Ao que parece, a violência contra as mulheres em países terroristas e ditaduras comunistas apoiadas pelo PT não comovem Dilma Rousseff.


A teologia dos facínoras do Islã


O blogueiro cristão estadunidense David Wood – no vídeo a seguir em inglês – oferece a ‘teologia” e os versos do Corão usados pelos facínoras de Maomé para justificar a sua violência contra os inimigos. Muito recomendável, em especial, aos eleitores do PT.







religião 1724595341248265287

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail