681818171876702
Loading...

Cardeal esloveno diz que papa é "muito de esquerda"


Matéria publicada no IHU:


“O Papa é muito de esquerda”, afirma cardeal Rodé


O cardeal Franc Rodé (foto), que acaba de completar 80 anos e foi prefeito da Congregação para os Religiosos, concedeu uma entrevista à agência de imprensa nacional da Eslovênia na qual criticou o Papa Francisco. Não têm nada a ver nem com o Sínodo sobre a Família nem com as questões doutrinais. Ou melhor, colocou em discussão outra doutrina, a social, que parece cada vez mais esquecida no mundo católico, como demonstraram algumas páginas da Evangelii Gaudium. De acordo com o cardeal esloveno, o Papa é “muito de esquerda”.

A reportagem é de Andrea Tornielli e publicada no sítio Vatican Insider, 04-10-2014. A tradução é de André Langer.


“Sem dúvida nenhuma – disse Rodé –, o Papa é um gênio da comunicação. Comunica-se muito bem com a multidão, com a mídia, com os fiéis”. “Uma grande vantagem – acrescentou – é que sempre se mostra simpático. Por outro lado, suas opiniões em relação ao capitalismo e à justiça social são excessivamente de esquerda. Vê-se que o Papa está marcado pelo ambiente do qual provém. Na América do sul há grandes diferenças sociais e grandes debates sobre esta questão cada dia. Mas este pessoal fala muito e resolve poucos problemas.”

O artigo do jornal Piccolo, de Trieste, que reproduziu a informação da agência eslovena, recordou que o cardeal (que viveu muitos anos na Argentina durante o regime de Tito), quando foi arcebispo de Lubliana, dirigiu “a Igreja eslovena claramente na direção de um modelo capitalista”. E, como se sabe, uma diocese de seu país, a de Maribor, sofreu uma bancarrota financeira devido a investimentos muito arriscados.








religião 7320453215143580674

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail