681818171876702
Loading...

Cristãos Polêmicos



"Já fui julgada e questionada algumas vezes por tratar de assuntos polêmicos ou "botar lenha na fogueira" com meus artigos e textos. Durante muito tempo da minha vida fui aquela típica mocinha tímida, que foge de confusão! Dificilmente questionava ou duvidava do que me falavam ou ensinavam, apenas abria a boca e engolia o remédio. Mas através dos percalços da vida, Deus foi me ensinando a ter um perfil mais crítico sobre as situações. Comecei a avaliar e elaborar raciocínios lógicos sobre aquilo que me era imposto como verdade.

Foi nessa caminhada que descobri, por exemplo, que o descobrimento do Brasil não tem nada a ver com aquela a história de contos de fadas que aprendemos na escola e que, a estrutura de igreja que conhecemos hoje (prédio com cruz no topo, púlpito, cadeira de pastor e divisão de clero/leigo) foi algo instituído por Constantino em seu reinado e não por Deus ou Jesus. E só descobri tudo isso porque fechei a boca para o remédio, ou seja, raciocinei, questionei e pesquisei antes de engolir.

O povo brasileiro é acostumado a aceitar como verdade tudo que lhe é oferecido. Nossas crianças e adolescentes não são treinadas a terem senso crítico. O motivo é óbvio: É muito mais fácil governar gente descerebrada, que não questiona e nem exerce raciocínio lógico. Ferramenta poderosa nas mãos da cúpula! Os formadores de opinião empacam o serviço sujo da minoria corrupta que governa nosso país e instituições religiosas.

Mas é tempo de acordar! Diante de alguma regra, imposição ou informação, temos o dever de questionar: "Por que precisa ser assim? Como chegaram a esse veredicto? Existe outra saída? Alguma outra forma melhor de resolver a situação? Essa é realmente a verdade?" Isso se chama sensatez! Devemos estimular o senso crítico em nossas crianças e adolescentes, ensinando-os a analisar os desenhos, jogos e programas oferecidos pela mídia: "Isso vai me acrescentar em algo? Vai me fazer uma pessoa melhor? Ou vai me tornar apenas mais um no meio da massa de humanos em transe? O que a escola ou igreja está ensinando faz sentido? É verdade? Alguém está sendo prejudicado?"

Não, eu não preciso engolir painel de mulher seminua, estímulo a violência em desenhos infantis, político corrupto e fariseus falando em nome de Jesus. É meu dever de cristã passar aquilo que me é oferecido pela peneira de Cristo e descartar o bagaço. E mais, faço questão de alertar as pessoas que me cercam. Isso não é gostar de polêmica, mas andar na contramão de uma sociedade acomodada, acostumada a colocar panos quentes para não arranjar inimigos. É por isso que o Brasil está do jeito que está, e é por isso que nossas igrejas continuam elegendo homens hipócritas e sujos para sua liderança. Abrir a boca e engolir o remédio sem antes perguntar sua origem, marca, validade e eficácia é insensatez!

Se Deus permitir, vou continuar raciocinando, vou continuar alertando os que me cercam e vou continuar tratando de assuntos polêmicos. Cristo lutou contra a corrupção, nadou contra a maré dos religiosos de sua época, disse não a hipocrisia e trouxe a tona a sujeira varrida para debaixo do tapete da igreja. Mais polêmico que ele? Difícil. Se digo que sou sua discípula e seguidora, não posso permanecer indiferente. Vou lutar contra corrupção (fora e dentro da igreja), denunciar falsos pastores e líderes, corrigir a mentira com a verdade, dizer não a violência e exposição do corpo e alertar os que me cercam. Quando permaneço indiferente ao erro, a mentira e maldade humana, faço mal ao meu próximo. Estou quebrando o maior mandamento deixado por Cristo. Trazer a verdade à tona também faz parte do amar o outro. Aquele que ama não fica em paz ao ver o irmão sendo enganado, antes, faz questão de abrir seus olhos para que se desvie do erro.

Deus abriu meus olhos para a verdade que liberta. Não sou mais cega ou ignorante. Caminhar rumo ao abismo da hipocrisia não é uma opção para os que tiveram sua mente renovada. Fugir da polêmica é o caminho mais fácil, mas quem disse que o caminho mais fácil é o que nos leva a Verdade?




Dani Marques é colunista do Genizah




Apologética 3301706860262710554

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail