681818171876702
Loading...

Pastor que declarou no twitter desejar a morte trágica de Dilma pede perdão; Mas os petistas não perdoam!


Ontem, diante da comoção provocada pela notícia do trágico falecimento de Eduardo Campos, o pastor (#SQN) Daniel Vieira  usou o seu twitter para defecar o visto  a seguir:





Genizah publicou a declaração infeliz alguns minutos após o ocorrido e, naquela altura, verificamos com o nosso software de monitoramento a existência mais de 2 mil menções ao fato nas redes sociais. Nas horas seguintes, este número chegou a mais de 470 mil menções (amplas, genéricas e/ou específicas), originadas, em especial de evangélicos envergonhados e revoltados com o fato e, majoritariamente, de perfis de apoiadores (profissionais e/ou reais) de Dilma Housseff.

A esta altura, Daniel Vieira - que é amigo de Marcello Crivella-  decidiu pedir perdão publicamente, usando a mesma rede social:




Para muitos de seus seguidores, como pode ser conferido a seguir, a declaração não foi o suficiente e foi vista como um pedido de desculpas condicional - Vieira acusa o assedio recebido em função de sua declaração. 

E ninguém duvide que o pastor foi mesmo assediado! De fato, Vieira sofreu linchamento virtual. Até o fechamento desta matéria, o seu perfil recebeu mais de 4.300 replies, com mensagens variando entre admoestações cristãs brandas até o disparates com o emprego de palavrões do mais alto calão.

Enfim, o ungido "foi tocado" com vontade!










Notícias 4241409204919512388

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail