681818171876702
Loading...

Palestina? Não me faça rir...


Em tempos de cegueira, uma visão  japonesa...


Por Chaul Halevi


Os japoneses têm olhos oblíquos, mas vêem as coisas com muita direção. Um cidadão japonês de Tóquio enviou esta carta a um jornal local:



Se vocês estão tão seguros de que a Palestina, o país, foi fundado há muitos séculos, ou gerações, e está registrada através da História escrita, espero que estejam capacitados a responder às perguntas abaixo:



- Quando foi fundada e por quem?
- Quais eram as suas fronteiras?
- Qual a sua capital?
- Quais eram as suas grandes cidades?
- Qual era a base de sua economia?
- Qual a sua forma de governo?
- Você pode citar pelo menos um líder palestino antes de Arafat?
- A Palestina foi reconhecida por algum país cuja existência, naquele tempo ou agora, não deixa margem a interpretações?
- Qual era a língua falada no país Palestina?
- Qual a religião que prevalecia no país Palestina?
- Qual o nome de sua moeda?
- Escolha uma data no passado e responda qual era a taxa de câmbio da moeda palestina frente ao dólar, yen, franco, marco, etc.
- Desde que tal país não existe hoje, explique porque deixou de existir?
- Se você lamenta o destino da pobre Palestina, responda em que época este país foi orgulhoso e independente?
- Se o povo que você, por engano, chama de palestino é algo mais do que uma coleção de gente saída de países árabes e se eles têm realmente uma identidade étnica definida que lhes assegure o direito da autodeterminação, por que eles não trataram de ser um país árabe independente até a devastadora derrota na Guerra dos Seis Dias?

Espero que você não venha a confundir Palestinos com filisteus. Trocar etimologia por história não funciona!





 
Artigos 8453946525534443935

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail