681818171876702
Loading...

Último capítulo da novela PLC 122. Depois do ano novo estréia outra?


REDAÇÃO


Hoje (17/12/13) jogaram a pá de cal na sepultura caiada do PLC 122, o estopim, da guerra santa entre evangélicos e ativistas gays.

Na semana passada já estava sendo costurado um adiamento da votação do PL comandado pela própria presidente Dilma, mui preocupada com o voto evangélico no ano que vem. Aliais, diga-se, a manobra já se repetiu algumas vezes no passado. 

O projeto era o osso do PT no quintal dos evangélicos. Sempre desenterrado em momentos em que o PT precisava dos evangélicos e novamente escamoteado quando os queria longe de suas canelas. 

O que parecia outra chicana se transformou em algo mais permanente. Há poucos minutos, a Dra. Damares Alves nos informou que foi aprovado no Senado Federal um requerimento que apensa o PLC ao projeto da reforma do código penal. Com isto, a kriptonita dos crentes entra no baú da ampla reforma do código e lá ficará esquecida algum tempo.

Obviamente, a questão não está resolvida. Morreu o PLC 122, mas o tema mobiliza diversas forças sociais e logo  emergirá  em outro contexto. Na discussão do código ou, muito pior, no vai da valsa de nosso Supremo Tribunal Federal legislador... Mais que nada! Antes fosse valsa. O negócio ali é tango, coisa que os brasileiros ainda não estão acostumados: A  cada milonga, um susto sincopado.

Entre os observadores privilegiados que pudemos indagar, ninguém arriscou um palpite mais firme sobre se a mudança foi para melhor, ou se corremos o risco da questão voltar com mais força política e apoio popular no âmbito da ampla discussão do código penal.

Muito cá entre nós, tem político evangélico que preferia que esta vitória ocorresse mais perto das eleições. O tempo é a inflação corroendo a memória dos créditos eleitorais na mente dos eleitores. Alegremo-nos nisto!






 

política 5887539956037982582

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail