681818171876702
Loading...

Quarenta e quatro anos e quarenta e quatro preciosas lições de vida do amigo Hermes Fernandes (recomendo!)

Hermes C. Fernandes

Amanhã  (5/12) completo 44 anos (estamos atrasados por aqui, rs. Parabéns, mestre!). Não planejo festa, nem comemorações. Para mim, basta estar ao lado das pessoas a quem amo. Sua companhia é o meu presente.

Gostaria de aproveitar a data para fazer um balanço daquilo que tenho aprendido ao longo da minha trajetória. Obviamente, não será possível expor tudo. Apenas algumas lições que considero importantes. Ao todo, 44 lições que aprendi, algumas a duras penas:

1 - Aprendi que nem todos os meus desejos serão realizados. Pelo menos, não do jeito que imaginei. O que me consola é convencer-me de que talvez isso seja o melhor para mim. Posso estar sendo poupado de dores e frustrações desnecessárias.

2 - Aprendi que confiança é a coisa mais difícil de se conquistar e, ao mesmo tempo, a mais fácil de se perder. Só há uma coisa mais difícil do que conquistar a confiança de alguém: reconquistá-la.

3 - Aprendi que amar pode ser uma via de mão única. E, às vezes, quando há reciprocidade, a pista de ida costuma ser mais larga que a de vinda.

4 - Aprendi que as fantasias são como amortecedores que aliviam o impacto causado pela realidade. Algumas delas são abandonadas no final da infância, outras nos acompanham a vida inteira. Faria bem se de vez em quando buscássemos no fundo do baú e reabilitássemos algumas das que abandonamos.

5 - Aprendi que com princípios não se negocia. Quando transigimos demais, nossa ética se torna como o elástico da cueca depois de esticado: nunca mais volta a ajustar-se ao corpo.

6 - Aprendi que a verdade se diz olhando nos olhos. A mentira costuma ser estrábica.

7 - Aprendi que não se trai alguém sem que se traia a si mesmo.

8 - Aprendi que há uma linha tênue entre um elogio sincero e a bajulação interesseira.

9 - Aprendi que mais vale uma crítica sincera do que um elogio falso.

10 - Aprendi que o importa não é o destino, nem a viagem, mas a companhia.

11 - Aprendi que os piores inimigos são os não declarados.

12 - Aprendi que a inveja é o pecado mais difícil de se confessar.

13 - Aprendi que a motivação dos homens repousa sobre a tríade: posse, poder e prazer.

14 - Aprendi que quanto maior a expectativa que depositamos em alguém, maior a chance de sermos decepcionados. E quanto menor for a expectativa, mais chance teremos de sermos surpreendidos.

15 - Aprendi que dizer não é essencial. Mas quem não sabe dizer não a si mesmo, não saberá dizer não aos outros. Portanto, há que se treinar consigo mesmo.

16 - Aprendi que a verdade é sempre absoluta, mas a percepção que se tem dela é relativa.

17 - Aprendi que só vale a pena viver por algo pelo qual se dispõe a morrer.

18 - Aprendi que nada adoece mais a alma do que as comparações.

19 - Aprendi que há coisas tão fantásticas que nos acontecem, que parecem fazer com que a eternidade caiba num mísero minuto. Há esperas tão cruéis que fazem com que alguns minutos pareçam uma eternidade.

20 - Aprendi que qualquer doutrina que nos torne arrogantes, intolerantes, preconceituosos, raivosos, não pode ser o Evangelho.

21 - Aprendi que a vida é um veículo movido a quatro rodas. O amor e a fé são as dianteiras. A dúvida e a curiosidade são as traseiras.

22 - Aprendi a distinguir um oásis de uma miragem. Ambos são convidativos e se insinuam no horizonte... Mas um desaparece quando corremos em sua direção.

23- Aprendi que submissão não significa subserviência. Jamais se deve violar a consciência. Deve-se maior lealdade à Deus e à consciência do que a qualquer autoridade constituída.

24 - Aprendi que o amor se insinua em palavras, mas só se revela em atitudes.

25 - Aprendi que sempre haverá alguém acima de nós, e alguém abaixo. A razão disso? Há pessoas acima pra que nos mantenhamos humildes e não pra que as invejemos, e pessoas abaixo pra que sejamos gratos e não pra que as desprezemos.

26 - Aprendi que sacrifícios motivados por amor jamais exigem compensação.

27 - Aprendi que não posso dizer que amo ao meu semelhante, sendo conivente com estruturas que o oprimem e exploram.

28 - Aprendi que a eloquência com que anunciamos a boa nova do Reino deveria ser proporcional à veemência com que denunciamos as injustiças deste mundo.

29 - Aprendi que quem nos pede prova de amor, prova que não nos ama.

30 - Aprendi que o amor não arde em ciúmes porque abre mão da pretensão da posse.

31- Aprendi que a diferença entre amor e paixão é que a paixão tem como objetivo o bem do apaixonado, o amor objetiva o bem de quem se ama.

32 - Aprendi que só se contenta com o raso quem jamais experimentou as águas profundas.

33 - Aprendi que quem faz o bem pela recompensa proposta nada difere de quem evita o mal por medo da punição.

34 - Aprendi que a grande ironia da vida é que nossa felicidade depende do outro. Deus escolheu que fosse assim para que não fôssemos autossuficientes.

35 - Aprendi que nada é mais frustante do que constatar que há quem saiba fazer o outro feliz, porém não pode, enquanto há quem possa, porém na queira.

36 - Aprendi que a diferença entre ciúme e inveja é que o ciúme é negar-se a compartilhar o que é seu, enquanto a inveja é querer o que é do outro. Duas mãos de uma mesma estrada chamada egoísmo.

37 - Aprendi que nosso ciúme é proporcional ao reconhecimento de que alguém poderá proporcionar felicidade maior ao outro do que a que estamos dispostos a oferecer.

38 - Aprendi que o amor é como um farol que ilumina nosso caminho quando projetado para fora, mas pode nos cegar quando projetado para nós mesmos.

39 - Aprendi que se pagarmos o mal com o mal, o ciclo se retroalimentará, e por fim, o mal prevalecerá no mundo. Quando porém, no lugar do mal recebido, bendizemos, o ciclo é interrompido, e a paz finalmente é estabelecida.

40 - Aprendi que Deus deu a uns o que negou a outros para que não fôssemos autossuficientes, mas aprendêssemos a servir uns aos outros com o que temos recebido.

41 - Aprendi que pedido de perdão requer admissão de culpa. Enquanto não reconhecermos nossos erros, não haverá arrependimento sincero.

42 - Aprendi que a posse sempre é uma via de mão dupla. Somos possuídos por aquilo que julgamos possuir.

43 - Aprendi que é fácil amar quem está distante. Difícil mesmo é amar o próximo. A proximidade revela relevos antes ocultos pela distância.

44 - Aprendi que não pode ser graça o que cause a desgraça de outros.

Obrigado a todos pelo carinho. Peço a Deus que minha vida seja motivo de glória para Ele e de alegria para muitos. Não sei até onde vai esta estrada, mas espero continuar aprendendo, prometendo que tudo quanto aprender, repartirei com todos à minha volta. Vocês são a razão de tudo quanto tenho recebido graciosamente da vida. Vocês são o destino daquilo que se serve de mim como canal. Amo vocês.


 Hermes Fernandes é parceiro do Genizah desde o início.







Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail