681818171876702
Loading...

E SE O NATAL...


Fabrício Cunha



É da natureza do homem acostumar-se com as coisas.

É da natureza do homem suverter as coisas, também.

Eu prefiro subverter, mesmo me acostumando a um monte de coisas que não devia. Prefiro tentar, pelo menos.

E se começássemos com o Natal?!

E se as mesas, além de fartas em comida, fossem fartas em afetos e em sentimentos e em decisões por uma vida melhor, mais leve, mais bonita?

E se as orações públicas longas, eloquentes e intermináveis, fossem feitas pelas crianças?

E se nos amigos secretos, presenteássemos com uma redação de amor, escrita com pessoalidade e intimidade?

E se ao invés de darmos qualquer coisa de presente, oferecêssemos livros de poesias, crônicas ou contos?

E se a infinidade de comidas que sobrarão, fossem compartilhadas com aqueles em cujas mesas os pratos estão vazios?

E se ao invés de esbanjarmos os rendimentos de final de ano, anistiássemos dívidas relacionais, perdoando quem devemos perdoar e pedindo perdão a quem devemos pedir?

E se ao invés de mandarmos os cartões prontos ou as mensagens em ppt., escrevêssemos cartões manuscritos e os entregássemos em mãos?

E se a personagem principal não fosse o papai Noel, que continua bem vindo no Natal, mas como coadjuvante do menino Jesus, o Deus encarnado, o Deus gente, que pousou nessa terra pra sentir todas as sensações bonitas e terríveis de ser humano?

E se os recados virtuais, enviados de toda essa parafernália eletrônica que nos aprisiona, fossem substituídos por abraços apertados, com cheiro e textura.

E se parássemos um minuto pra nos lembrarmos com carinho da memória dos que se foram e celebrarmos com muita atenção e verdade a presença daqueles que estão vivos.

E se para cada presente que ganharmos, déssemos duas ou três coisas que temos para os que têm menos?

E se seguíssemos o rastro dos reis magos e, com eles, mirássemos nossos olhos e focássemos nosso destino na Estrela que ilumina toda escuridão e guia todo aquele que nela fita seus olhos, ganhando sentido e significado na vida.

E se...
E se...
E se...

E se esse Natal de 2013 fôsse assim, um Natal para nunca se esquecer...






 

natal 5203523835930916339

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail