681818171876702
Loading...

Igreja Casa da Benção: uma breve análise




Johnny Bernardo


Na tarde do dia 9 de junho de 1964, na antiga Praça Vaz de Melo, na Grande BH, o pastor Doriel de Oliveira deu início a Igreja Tabernáculo Evangélico de Jesus (ITEJ). Embora pertencente ao que Paul Freston chama de “segunda onda pentecostal”, a ITEJ – hoje Catedral da Benção ou Igreja Casa da Benção – poderia facilmente ser incluída na terceira onda – esta, inaugurada com a Igreja Universal do Reino de Deus, em 1977.

Ministro consagrado na Igreja O Brasil para Cristo, Doriel de Oliveira e seu pequeno rebanho se reuniu na Praça Vaz de Melo por cinco meses. Apesar do início simples, ao relento, entre 1964 e 1969 a ITEJ prosperou: 40 congregações atendiam praticamente toda a Grande BH. Após uma “revelação”, Oliveira e 500 membros deixam a capital mineira para se instalar no Distrito Federal. Era maio de 1970. Segundo o fundador, Belo Horizonte seria destruída por uma grande catástrofe.

A repentina mudança dos fieis – motivada pela “revelação” de seu líder - chamou a atenção do Departamento de Ordem Politica e Social (DOPS). Resultado: Ivo de Oliveira, então representante legal da Igreja, foi preso por algumas horas. Em Minas e em todo o País a ditadura militar dava seus primeiros passos. A ideia de “destruição”, aliada à propaganda midiática – jornais distribuídos em BH revelavam o motivo pelo o qual Oliveira deixou a cidade – chegou ao conhecimento do DOPS.

Estabelecida em Taguatinga, Distrito Federal, a nova sede da ITEJ logo cresceu. Por ocasião da 21ª Convenção Nacional, realizada em 1985, foi inaugurada a Catedral da Benção – um templo com capacidade para cinco mil pessoas. Atualmente há duas mil igrejas em todo o País – 116 das quais no Distrito Federal -, 140 mil membros e presença em 14 países, dentre os quais os Estados Unidos.

Faltando pouco menos de sete meses para a comemoração do Jubileu de Ouro, a ICB segue dividindo opiniões. Polêmicas como a de 1970, o envolvimento do deputado Junior Brunelli no Mensalão do DEM – foi filmado pelo delator da Operação Caixa de Pandora, Durval Barbosa, “orando” após receber uma propina -, a presença da família Oliveira na direção da ICB – além de Doriel de Oliveira, a vice-presidência é ocupada por Jair de Oliveira – e campanhas inspiradas no neopentecostalismo marcam os quase 50 anos.

Visando dar maior visibilidade ao ministério, o hoje Apóstolo Doriel de Oliveira passou a adotar novas estratégias, como maior investimento em programas televisivos, propagandas em outdoors, projetos como “Jesus em Cada Lar”, “Mulheres da Benção”, conferências conduzidas por nomes conhecidos do universo gospel norte-americano – como a ministrada no último mês de junho pelo Dr. Myles Munroe – e brasileiro, como o pastor e deputado federal Marco Feliciano, que, ao lado do também pastor Roberto Marinho, todas as quintas, às 19:30h, conduzem o “Culto de Avivamento”.





Johnny Bernardo é jornalista, pesquisador da 
religiosidade brasileira e colaborador do Genizah
Apologética 3941965895118906735

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail