681818171876702
Loading...

Gays evangélicos celebram união em casamento coletivo no DF

Pastora deu bênção ao casal, que pensa em ter filho de barriga de aluguel.

O administrador Éder Souza e o estudante Sérgio Camargos celebraram união civil neste sábado (10) em cerimônia coletiva no São João do Cerrado, no Distrito Federal (Foto: TV Globo/Reprodução)
Um casal evangélico gay trocou alianças neste sábado (10) em uma cerimônia coletiva com outros 99 casais durante o São João do Cerrado, que é realizado em Ceilândia, no Distrito Federal.

O estudante Sérgio Camargos e o administrador Éder Souza enviaram uma carta contando a história de amor deles e ganharam o direito de participar da cerimônia coletiva, que inclui festa, produção de noivas e noite de núpcias em um hotel de Brasília.

A cerimônia aconteceu às 18h no Ceilambódromo. Todos os noivos e noivas receberam um par de alianças, buquê, trajes emprestados e um DVD com fotos e filmagens da festa. Juntos há três anos, Sérgio e Éder contam que casar e constituir família era um sonho antigo, que esbarrava na dificuldade financeira.

"É um momento que esperávamos há muito tempo. Tivemos a sorte de termos sido selecionados entre tantos casais", disse o noivo Éder. "Nada é por acaso. Esse casamento, a gente sabe que é uma coisa abençoada por Deus", afirmou Sérgio.

Evangélicos praticantes, eles dizem que fazem questão da bênção, apesar de a cerimônia ser civil. Para isso, eles convidaram a pastora Márcia Dias, líder da comunidade que frequentam, para abençoar a união.

"Sempre fomos evangélicos. Nós nos afastamos como muito outros [homossexuais] se afastaram por ter uma certa rejeição [da igreja]. Mas hoje nós conhecemos uma igreja inclusiva, Comunidade Athos, que nos acolheu como uma família. Ela [pastora Márcia] vai estar nos abençoando, presente nesse casamento, na celebração", explicou o noivo.


Futuro dos Pombinhos Gospel

Dentre as mudanças que acontecerão no cotidiano do casal, os noivos destacaram a possibilidade de compartilhar o sobrenome e a inclusão de um cônjuge no plano de saúde. Planos para o futuro não faltam para os dois.

"O próximo passo é ter filhos", disse Éder, ao explicar que tentarão inicialmente uma inseminação artificial em barriga de aluguel. Porém, segundo ele, a possibilidade de adotar uma criança também é estudada.


Com informações Jornal de Brasília/G1



Pastora Márcia Dias, mais uma falsa profeta para a nossa mira! Com esta nem o Ap. Paulo contava... 






 

gays 8123475310171337582

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail