681818171876702
Loading...

MÃE



Mãe é aquela que dá sem esperar nada em troca. É capaz de tirar de onde não tem apenas para ver o sorriso no rosto de seu filho. É aquela que se nega por amor. É forte o suficiente para passar noites em claro amamentando ou velando o sono do filho enfermo, e ainda assim ter forças para suportar um dia inteiro de trabalho. A mãe ama porque faz parte da sua natureza. É um impulso, nunca um esforço. Não tem como ser diferente. É um sentimento tão intenso que chega a doer. Ela promove o bem, acolhe, sustenta, suporta, se doa e se entrega. É sobrenatural.

Através da experiência única de "ser mãe", podemos compreender de forma singular o amor de Deus por nós. É como se Ele nos dissesse: "Sabe esse amor louco que sente por seus filhos? É exatamente isso que sinto por você! Sabe aquelas noites que passou em claro velando o sono dele? Ou as vezes que enxugou suas lágrimas e pôde sentir a mesma dor que ele sentiu? Então, faço isso por você todos os dias!" O amor que Deus tem por nós é tão grande, que ele decidiu vir à terra para nos mostrar qual é a Sua verdadeira essência, e como ela é capaz de se materializar através de um ser humano. Ele veio em forma de homem e viveu o amor. Se doou por inteiro. E esse Jesus, sendo filho de Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se, mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. Fp 2:6-7

Ele se negou por nós. E não é exatamente isso que fazemos pelos nossos filhos? Ele foi capaz de entregar sua vida por amor! Você também não entregaria a vida por amor aos seus filhos? Ele foi justo, não tomou o direito de filho de Deus para si, mas dividiu esse direito com cada um de nós: "Vejam como é grande o amor que o Pai nos concedeu que fôssemos chamados filhos de Deus, o que de fato somos!". O que nos resta agora é simplesmente CRER, para que possamos experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. 1 Jo 3:1

Mãe, sabe o amor incondicional que tomou conta do seu coração? Esse amor que é paciente, bondoso, que não inveja, não se vangloria, não se orgulha, não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor, não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade? Esse amor que tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta e que nunca morre? Pois bem, Deus veio ao mundo para que pudéssemos compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade desse amor, que excede todo conhecimento, para que sejamos cheios de toda a plenitude de Deus. Ef 3:18-19. E foi Ele quem nos deu o privilégio da maternidade, para podermos experimentar um pedacinho da grandiosidade deste amor!

E se Jesus não tomou para si o direito de ser chamado filho de Deus, mas dividiu esse direito com cada um de nós, não deveríamos fazer o mesmo? Olhe ao seu redor, e perceba quantas vidas sedentas precisam entender e receber deste amor. Não tome para si o direito de ser chamada filha de Deus, mas permita que sua vida seja uma fonte a jorrar. Divida esse direito, compartilhe essa boa notícia e faça com que este amor incondicional contagie a todos que te cercam! Que este sentimento louco que tem por seus filhos, seja a essência de Deus materializada através da sua vida para aqueles que ainda não entenderam este amor. Você foi escolhida por Deus com todas as suas imperfeições. O mundo não precisa de mães perfeitas, santas ou crentes. O mundo precisa de mães justas, que sejam capazes de compartilhar o amor que receberam do Pai, inclusive com aqueles que, aos seus olhos, não são merecedores. O mundo precisa de mães que deixem de olhar para suas próprias necessidades e passem a se preocupar com a necessidade do outro. Mães que confiam no cuidado de Deus, e por esse motivo, podem descansar e investir seu tempo naqueles que ainda não compreenderam este amor.

Que hoje não seja um Dia das Mães como outro qualquer, mas que seja um marco na história da sua vida, e que você não se envergonhe de testemunhar do Senhor... que nos salvou e nos chamou com uma santa vocação, não em virtude das nossas obras, mas por causa da sua própria determinação e graça. Esta graça nos foi dada em Cristo Jesus desde os tempos eternos, sendo agora revelada pela manifestação de nosso Salvador, Cristo Jesus. 2 Tm 1:8-10.

Neste dia especial, faço minhas às palavras de Paulo: "Peço que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o glorioso Pai, lhes dê espírito de sabedoria e de revelação, no pleno conhecimento dele. Oro também para que os olhos do coração de vocês sejam iluminados, a fim de que vocês conheçam a esperança para a qual ele os chamou". Efésios 1:17-18

Feliz Dia das Mães!



Dani Marques para o Genizah


 

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail