681818171876702
Loading...

A guerra das petições. Derrota por incompetência.



Eu me divirto com o amadorismo com que os falsos profetas usam a internet, em especial as redes sociais.

Ainda bem! Depois de terem invadido e loteado as TVs para a proclamação do “evangelho” mentiroso da prosperidade, imaginariam estes farsantes que iriam se valer também da internet?

Somos gratos ao bom Deus que tem nos dado a internet para a divulgação da verdadeira boa nova e milhares tem usado a rede para oferecer resistência a esta corja de mercadores da fé.

E, também pela Graça, os falsos profetas seguem mal assessorados no uso da rede, creio que, em grande parte, em função da juventude dos melhores profissionais que, em geral, ainda vivem o primeiro amor e não se seduzem pelos manjares de mamon!

Silas Malafaia é um dos mais clueless . Ignorante mesmo no ramo. Apensar de seu grande número de seguidores no twitter comete os erros mais crassos! Aleluia por isto! O SEO de seu portal é patético e o projeto idem.

A última tolice de Mala foi se meter em uma guerra de petições eletrônicas no AVAAZ. Eu assisti me divertindo muito. Alguém criou uma petição pela cassação do diploma de pixicólugo dele, que no fim do carnaval já bombava com 30.000 pessoas e hoje chega a 60.000. Eu não vou entrar no mérito da questão, só adianto que sou defensor da liberdade de expressão e, por esta única razão, jamais apoiaria tal petição, mesmo se tratando do Malafaia. Não concordo com nada do que ele fala, mas defendo o direito dele se manifestar da forma que quiser, desde que não cometa nenhum crime.

O fato é que seja lá quem foi que criou a petição do Malafaia no site AVAAZ o fez usando de uma abordagem que alguns poderiam considerar como discurso de ódio, já que sem evidência alguma da origem na outra petição que lhe era contrária, já conclamou o povo cristão a uma guerra santa de petições contra os LGBT. Foi estúpido até a tampa e era uma questão de horas para que o site recebesse e acatasse uma denúncia de crime de ódio. Afinal, nos US não se pode fazer uma petição contra negros, brancos, gays, heteros, etc. Deve-se centrar o foco em uma causa, não em grupos étnicos, religiosos, etc.

Se tivesse feito a sua petição centrada em seu caso no Conselho de Psicologia, certamente não teria a sua petição excluída, mas preferiu usar as palavras mágicas que anda juntando mais crente do que Jesus estes dias: Máfia Gay. Chupou uma bela manga. Errou e ele sabe disto. Tanto que na sua segunda petição, feita hoje pela manhã, maneirou os termos e não acusou ninguém – gays e ateus– de serem os responsáveis pela petição que lhe prejudica.

O site AVAAZ é reconhecidamente um site pela luta das minorias oprimidas – o que é obvio, afinal, governos, grupos econômicos e outros não são fãs de petições populares! O resultado é que além de ter retirada a sua petição – a esta altura com mais assinaturas que a dos seus adversários – a outra petição, em prol da sua cassação no Conselho Federal de Psicologia foi estampada na HOME do AVAAZ como sugestão de mobilização. O AVAAZ passou a promover a campanha de seus opositores! Risos! Deu peninha! ... mas passou logo! KKK

No seu twitter, Silas Malafaia, totalmente sem noção buscava razões para o ocorrido e partiu inocentando o site, botando a culpa nos gays (pra variar) e só não culpou o diabo até agora porque ele não cospe no prato que come! Risos!




A AVAAZ vive de mobilizadores e apoia causas POPULARES. 

A AVAAZ vive de doações e quem doa para a defesa do poder civil é gente que se envolve com ativismo e deseja transformar e trazer justiça para o mundo. Não é o perfil dos fiéis do Malafaia. Esta turma gosta de semear esperando colher alguma coisa para si mesmo!

A AVAZZ já serviu para mobilizar cristãos em favor de irmãos sofrendo perseguição em países hostis– de maneira que não poderão acusá-los de perseguir nossos irmãos de fé, ao contrário. A AVAAZ apoia cristãos e qualquer outro grupo religioso ou étnico sofrendo perseguição mundo afora.

A petição do Malafaia, justa ou não, tinha erros grosseiros e dava margem para a caracterização de difamação e discurso de ódio já que acusava os movimentos gays de serem autores da mesma, sem qualquer prova.

AVAAZ contra a pena de morte para gays em Uganda. 


Ademais e, principalmente, sabemos que a AVAAZ obteve grandes vitórias pela democracia oferecendo sua ferramenta. Uma das petições que deu a ONG mais prestígio e visibilidade foi, justamente , a mobilização contra a pena de morte para os gays em Uganda (2009-2010), na África. O país pretendia condenar a morte a quem fosse identificado como homossexual e a mobilização internacional no site parou o processo do que viria a ser um holocausto em Uganda em 2011. LEIA AQUI. Uma vitória temporária, já que a questão voltou para a pauta

Enfim, os falsos profetas podem ser poderosos na TV e na Forbes, mas na internet vão continuar apanhando mais que vendilhão do templo em dia de visita de Jesus. 

Glórias por isto!

Ah! Quer saber porque a petição do Mala FAIOU? Digo não. Só pagando o meu cachê... KKK BRINKS!



Danilo Fernandes para o 




 

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail