681818171876702
Loading...

O VESTIBULAR DE GIZUS

As exigências de algumas igrejas para quem sonha em ser pastor


Silas Malafia em ação no curso em Águas de Lindoia (Foto: Mario Rodrigues)




VEJA SP
João Batista Jr.




■ TEMPLO É DINHEIRO
Os mandamentos para faturar e conquistar fiéis

Inovar nas ofertas
Há múltiplas alternativas para pedir contribuições: para a construção de novos templos, para imprimir livros, para ajudar a gravar um CD ou para pagar uma palestra de um pastor de outro estado. A venda de objetos como fronhas e toalhas figura entre outras fontes de receita. É fundamental ter máquinas para receber ofertas nos cartões de débito e de crédito.

Caprichar no discurso
Frases de efeito, muitas vezes cheias de clichês, são ditas a cada minuto de forma a dar ênfase à mensagem e prender a atenção da plateia. “Não deixar o cavalo morrer na batalha”, “A fofoca é capaz de destruir as bases sociais” e “Morar com a sogra é ruim porque se dá um incesto emocional” são alguns exemplos. Fechar os olhos enquanto se prega dá ares ainda mais dramáticos.

Ter dons artísticos
Chorar, soltar o gogó como se cantasse numa ópera e pular de um lado para o outro. O púlpito, muitas vezes decorado com telões de LED, vira um palco, onde o pastor faz um monólogo. Daí ser fundamental dominar técnicas teatrais, como saber dar ênfase exata a determinadas palavras e mexer os braços de forma a projetar uma imagem de profeta. O visual deve sempre estar alinhado.

“Esses homens tinham cotas para arrecadar. Uma vez ultrapassada a do mês atual, o valor atingido vira a cota do mês seguinte. É como um banco”, compara Leonildo Silveira Campos, professor de pós-graduação em ciências da religião da Universidade Metodista e autor do livro Teatro, Templo e Mercado: Organização e Marketing de um empreendimento Neopentecostal. Os salários da Universal variam hoje entre R$ 1. 500 e R$ 10.000, mas há cargos mais bem remunerados, como o dos chefes regionais. “Os pastores têm tabelas a ser preenchidas, com os gastos e os ganhos do mês”, acrescenta o especialista.


Casal Hernandes, da Renascer: provas escritas para contratar novos membros (Foto:Gilberto Telles)
A disputa por gente qualificada provoca atualmente uma guerra nesse meio. Valdemiro Santiago, da Mundial do Poder de Deus, faz um corpo a corpo para tirar gente dos quadros da Universal e da Internacional da Graça de Deus. “Ele oferece plano de saúde, aluguel da casa e salários maiores”, diz Ricardo Bitun, professor de sociologia e teologia do Mackenzie. O teto salarial da Mundial é de R$ 15.000. “Em alguns casos, ela aumenta a remuneração fixa, concedendo de 8% a 10% da arrecadação das ofertas ao pastor”, afirma Bitun.

A Renascer, de Estevam e Sonia Hernandes, paga entre R$ 1.500 e R$15.000 aos membros mais graduados. “Para fazer parte da nossa comunidade, é preciso passar por um processo seletivo”, diz a bispa Amanda Baldoni, a responsável pela escola teológica da Renascer (veja ao final do texto algumas questões do vestibular).

“Profissional bom, com o dom da palavra e comprometimento com o ministério, precisa ser valorizado”, defende Malafaia, o único entre os grandes líderes a expor a receita de sua igreja: segundo ele, R$ 40 milhões em 2012. 

“Meus discípulos ganham entre R$ 4.000 e R$ 22.000. Também banco casa e escola para os filhos”, enumera. Mais recentemente, Malafaia estabeleceu que, caso alguém de sua equipe seja aceito em qualquer curso da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, ele financiará integralmente os estudos.

A busca pela prosperidade é estimulada pelas igrejas, e muitos dos fiéis não escondem que vislumbram o ofício como um meio de ascensão social. Entre os estudantes da Eslavec, um caso muito comentado era o de Agenor Duque, fundador da Apostólica Plenitude do Trono de Deus. Em 2006, quando decidiu deixar a Mundial para abrir a própria frente de pregação, ele vendeu seu carro Astra por R$ 25.000. “Precisava comprar tempo em uma rádio”, lembra. 

Edir Macedo: a Universal foi uma das primeiras a investir pesado
na qualificação dos seus quadros (Foto: Rafael Andrade )
Atualmente, aos 36 anos, é dono de cinco templos, sendo um deles localizado em um imóvel na Avenida Celso Garcia, na Zona Leste da capital, pelo qual desembolsou R$ 3,5 milhões. Além disso, tem caixa para bancar espaço diário em três emissoras de rádio e uma de TV. “Gasto R$ 48.000 com esses compromissos”, afirma. O investimento vale a pena. Duque tem sido convidado para aparecer em programas de TV e, no próximo Carnaval, promoverá um evento no estádio do Canindé com a expectativa de receber 30.000 pessoas.

Histórias como essa faziam brilhar os olhos de muitos dos presentes nas palestras em Águas de Lindoia. Um dos alunos, Wesley Rebustini, de 28 anos, sonha alto. Seus pais fundaram a Bíblica da Paz há duas décadas. Em 2010, depois de cursar teologia nos Estados Unidos, o rapaz voltou para o Brasil com a missão de tocar os planos de expansão. No ano passado, ele abriu três templos na Grande São Paulo. “Serão outros cinco em 2013”, planeja. Wesley é irmão do cantor gospel Guilherme Rebustini, do elenco da Sony Music, e diz não pagar salários aos seus pastores-funcionários. “Nesse momento, eles podem ter um emprego para se manter e não se dedicam integralmente à nossa causa”, justifica. “Mas isso certamente vai mudar quando crescermos.”

Confira quais são as características imprescindíveis para se tornar líder de uma igreja evangélica



Assembleia de Deus Vitória em Cristo

O líder Silas Malafaia pede a seus funcionários — de diácono a presbítero — que cursem teologia. O aprendiz selecionado para virar pastor tem de fazer um curso intensivo de quatro meses de duração, com o objetivo de aprender detalhes da burocracia da igreja, suas regras e o tipo de oratória adotada.
Igreja Renascer em Cristo
Desde que a fundaram, há 26 anos, os bispos Estevam e Sonia Hernandes criaram o Centro de Estudos Renascer, instalado no Cambuci. Os cursos são divididos nas categorias aspirantes, diáconos, presbíteros e pastores.
Internacional da Graça de Deus
Formação bíblica é requerida pelo líder R.R. Soares. Os obreiros ascendem muitas vezes depois de graduados na Academia Teológica da Graça de Deus (escola de Soares localizada perto da Praça da Sé).
Mundial do Poder de Deus
Prefere atrair bons quadros da concorrência a formar pastores. Para isso, oferece melhores salários e benefícios. Seus alvos preferidos são os profissionais da Universal e da Internacional.
Universal do Reino de Deus
Recruta jovens obreiros dos templos de todo o país. Os mais aplicados se mudam para São Paulo, com todas as despesas pagas, continuam o trabalho e são preparados para funções mais importantes.






 

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail