SERÁ QUE MEU MARIDO É GAY? - História verídica

Dani Marques


Em maio deste ano recebi um e-mail de uma esposa desesperada. Me senti compadecida e ao mesmo tempo chocada, pois o caso era sério. Pensei: "Meu Deus, será que terei capacidade de ajudá-la?" Orei pedindo sabedoria a Deus, muita sabedoria. Nossa conversa durou mais ou menos 6 meses. O casal estava completamente disposto a salvar o relacionamento. Tivemos momentos de progresso e entusiasmo, e outros de frustração e decepção. Mas eles permaneceram firmes, e isso fez toda a diferença! O Senhor pôde trabalhar livremente neste relacionamento e nestas vidas! Eles me autorizaram a compartilhar todo o processo, do início ao fim. Que Deus toque o seu coração através desse lindo testemunho e que você se sinta reanimado a lutar pelo seu casamento, seja em que situação estiver. Deus faz coisas inimagináveis quando encontra corações abertos e dispostos a serem transformados!


Obs.: Os nomes e lugares foram alterados para preservar a identidade da família. As falas da esposa estão em vinho, as do marido em azul marinho e as minhas em preto. Retirei muitos e-mails que trocamos para enxugar o texto, mesmo assim ficou grande e terá que ser dividido em partes. Leia, prometo que vai valer a pena! 



Luciana: "Estou prescisando muito de uma orientação para o meu casamento. Tenho 3 anos de casada e 2 filhos, e foi depois de algum tempo que descobri que o meu esposo tem um vicio, o da pornografia. Já brigamos muito por causa disso, até pensei em sair de casa. Ele gosta de ver todo o tipo de pornografia, principalmente na internet. Todas as vezes, eu é que fui atrás e descobri. Mas Dani, hoje estou completamente desesperada, pois descobri que o meu esposo está mantendo um relacionamento extraconjugal com um HOMEM, geralmente na parte da manhã, quando vai visitar um cliente... Não sei o que fazer!!! Nós participamos frequentemente da igreja, dos grupos de casais da igreja... Ele é um tipo de pessoa séria, e nunca imaginaria esse tipo de coisa na vida dele... Me ajuda, por favor! O que devo fazer? Me oriente! Temos uma familia linda, já conversamos sobre o assunto e ele nega sempre, mas eu tenho provas concretas de tudo isso".

Dani: Acabei de ler seu e-mail e quero responder com mais calma e com a direção de Deus. Só gostaria de fazer umas perguntas. Você tem provas concretas? Quais são? Mais alguém está sabendo? Você já questionou seu esposo quanto a isso? Que igreja vocês frequentam? Abraços, Dani.

Luciana: As provas que eu tenho são dele falando no msn. Ficou armazenda no PC, ninguém está sabendo, pq eu não tenho coragem de falar isso com ninguém, encontrei em vc uma forma de me desabafar. Já conversamos muito sobre isso, ele sempre nega, nega tudo, mostrei o que eu vi na internet para ele, e ele me disse que só foi bate-papo, que nunca fez nada. Mas tenho as minhas dúvidas, que são as minhas maiores inimigas, pq não consigo confiar nele. Nunca fui ciumenta, mas agora estou ficando... tenho que vistoriar tudo, carteira, celular, e-mail etc. Na sexta-feira fui olhar o pc dele e encontrei diversos sites pornográficos e o pior: todos gays! Sabe o que não entra na minha cabeça, que ele é uma excelente pessoa, um excelente pai, sempre me surpreende com coisas novas, sempre muito prestativo, me ajuda em casa, com as crianças... Dani, me ajuda por favor, sou leitora ativa do seu blog (ele que me apresentou o seu blog). Não quero deixar que o meu casamento seja destruido... Obs. Ele sempre me pede ajuda para se livrar desse vício da pornografia (até quer fazer terapia familiar, mas não conheço nem uma que seja cristã). Não sei como ajudá-lo, sempre fico muito nervosa e acabo ofendendo ele mais ainda. Nesse sábado nós brigamos, e ele ficou trancado no quarto o final de semana todinho... Para as pessoas de fora e até mesmo para a minha familia tenho um casamento perfeito, mas só Deus sabe o que passamos... Dani, me oriente por favor. Obrigada pela sua atenção!

Dani: Luciana, este assunto é bastante delicado. Sei que está nervosa mas vamos tentar ir por partes. Muitos homens cristãos tem o vício da pornografia (muitos mesmo!). Já acompanhei outros casos assim. Pra mulher é realmente difícil entender isso, mas para muitos homens é como um vício qualquer. Você, como esposa, não pode ser alguém que vai atacar ou jogar na cara o pecado. Ele já tem consciência disso e o diabo com certeza já faz esse papel, de acusador. Tenho certeza também que seu esposo não gostaria de ter esse vício. Você, em primeiro lugar, precisa conversar com ele, com calma, num momento a sós e dizer que quer ajudá-lo a se livrar desse vício. Acompanhei um casal que também passava por este problema e depois de algumas conversas, descobri que eles não mantinham uma relação sexual frequente. Fomos conversando e a esposa ficou do lado dele, se dispôs a melhorar a relação sexual e aumentar a frequência. Ele ainda não está livre de tudo, mas agora acessa pornografia a cada 2 ou 3 meses, sendo que antes acessava quase todos os dias. Como anda o relacionamento sexual de vcs? Tenha uma conversa franca. Não espere que ele vá desabafar e colocar tudo pra fora de uma vez. Homens não conseguem fazer isso naturalmente. Vc precisa mostrar que está disposta a ouví-lo, entendê-lo e que não vai acusá-lo de nada. Leiam juntos o texto que coloquei no blog sobre pornografia. Conversem sobre isso. Se ele quiser, podemos ter uma conversa por e-mail mesmo. Ele pode ir me escrevendo como estão as coisas e juntos, com a direção do Senhor, vamos trabalhar e orar para que ele se liberte desse vício. Quanto a traição, o problema é mais grave e mais complicado de resolver. Você precisa orar, jejuar e clamar a Deus que te oriente! Antes de tudo, ele precisa assumir. Não podemos trabalhar este problema se ele ainda nega. Se você tem provas concretas, reúna todas, sente com ele e por mais difícil e dolorido que seja, diga que está disposta e ouvi-lo e ajudá-lo a sair dessa. O diabo anda fazendo a festa! Ele quer destruir a sua vida, a do seu marido e da sua família. Vcs precisam se posicionar como filhos de Deus e não permitir que o diabo continue fazendo isso na vida de vcs. Mais uma vez peço que não acuse seu marido, tente fazer tudo com mansidão e amor. Se ele encontrar uma esposa que acusa, briga e ataca, não vai se abrir nunca e não teremos como resolver. Se ele confessar e se abrir, peça para que entre em contato comigo. Vamos trabalhar juntos e aos poucos, ok? Que Deus lhe dê forças e direção neste momento difícil! Se ficar firme em Deus, depois desse deserto, encontrará a terra prometida, eu creio!

Luciana: Dani, tive uma conversa muito sincera com ele mas ele não me falou tudo, é claro. Estou na fé sim. Tenho certeza do milagre no meu casamento... Hoje na hora do almoço conversamos mais tranquilos um pouco, eu falei para ele que eu tinha te procurado para pedir ajuda, e ele ficou muito animado. Ele não tem abertura com ninguém para falar desse assunto, e comigo ele fica constrangido, por isso que ele quer falar com vc sozinho, sem ser por e-mail, pq eu tenho a senha dele....vc me entende? Mas ele disse que esta aberto para se ajudar, e pediu o seu telefone para conversar com vc. Dani, muito obrigada pela sua ajuda, tenho certeza que vai ser tudo diferente a partir de hoje. Eu sei que Deus vai usar vc para nos ajudar. Passei o seu e-mail para ele, e ele me disse que vai entrar em contato com vc, já estou em oração e em jejum para que as suas palavras sejam penetradas no coração dele...

Dani: Luciana, fico feliz ao ver a disposição do seu esposo em lutar pelo casamento! Vamos fazer o seguinte, pede pra ele colocar tudo pra fora, vomitar mesmo! Depois disso, vou conversando com vocês dois paralelamente, mas guardando segredo de tudo o que ele pedir e de tudo o que você me pedir. Se o Espírito Santo encontrar dois corações dispostos a mudar, coisas lindas irão acontecer no casamento de vocês! No amor de Cristo, Dani.

Depois disso, eu (Dani), sugeri a ela uma conversa escrita por skype com o Márcio, seu esposo. Me senti mais confortável assim:


"Márcio, pra te ajudar a começar, vou fazer algumas perguntas. Há quanto tempo você costuma acessar pornografia, vem desde a adolescência? Qual tem sido a frequência? Quando começou a se interessar por pessoas do mesmo sexo? Desculpe, mas vou ter que fuçar bastante pra conseguir entender e ajudar! Fique tranquilo, pois já acompanhei casos parecidos com o seu."


Respostas do  marido:

Ele me respondeu que acessou pornografia durante um período de sua adolescência, mas conseguiu parar por um tempo, mesmo porque era católico, tinha a sua fé e sabia que aquilo não agradava a Deus. Disse que a frequência atual de acessos era entre períodos de 30 a 45 dias, dependendo da situação em que estava. Sobre pornografia gay, acabou acessando apenas por curiosidade, e uma coisa levou a outra. Com o tempo, essa curiosidade aumentou e os acessos também. Disse que descobriu o blog Salve meu Casamento! num momento de muita angústia, enquanto fazia uma pesquisa sobre pornografia. Se mostrou muito aberto a lutar pelo casamento e disse que tinha dificuldades em falar sobre o assunto com sua esposa, por conta das críticas e desconfiança. Me recomendou que não transmitisse a ela detalhes da nossa conversa, pois estava emocionalmente abalada. Também disse que já havia passado por especialistas, confessado seus pecados diversas vezes, mas não vira resultados. Gostaria de um aconselhamento que envolvesse a Deus.

Dani: Amém! Estou muito feliz com tudo o que me falou! A primeira coisa e mais importante já foi feita, reconhecer o erro e buscar a mudança! Glória a Deus por isso. E sabendo da verdadeira intenção do seu coração, Deus vai começar a agir. Não sei quanto tempo pode levar este processo... 1 mês, 1 ano, não importa! Terão recaídas? Talvez sim, mas o importante é você continuar firme neste propósito, restaurar o seu casamento e ter uma vida plena e realizada como homem, marido e pai. Sua esposa é uma bênção! Apesar da desconfiança, que é completamente aceitável, ela se dispôs a perdoar e restaurar o casamento. Nem todas as mulheres estariam dispostas a isso. Com certeza ela está muito machucada, e neste tempo vou (com a ajuda de Deus), trabalhar esta ferida nela. Você falou bem, precisa conquistar a confiança dela novamente. Provavelmente terá que aguentar por mais um tempo a desconfiança, mas isso é normal. Não entenda como algo negativo, mas como parte do processo de cura... Pode ficar tranquilo, pois absolutamente nada do que me disser vou passar a ela, mesmo que me pergunte. Outra coisa que gostaria de saber, é se realmente houve um relacionamento extraconjugal. Se sim, durante quanto tempo? Foi com uma ou mais pessoas? Ainda tem contato com esta pessoa ou se relaciona com ela? Tente me dizer se o que te levou a isso foi simplesmente o desejo sexual ou uma paixão?


Me disse que saberia lidar tranquilamente com a desconfiança, pois tem consciência que ela faz parte do processo de cura. Reafirmou que iria se esforçar. Confessou que teve dois relacionamentos extraconjugais com pessoas do mesmo sexo, mas apenas uma vez com cada. Disse que os conheceu em sites de relacionamento (bate-papo) e o desejo (com o dedo do inimigo) acabou falando mais alto. Disse que não tem mais contato com eles, e que hoje, olhando pra trás, não consegue entender como isso tudo foi acontecer...


Dani: Entendo... uma coisa puxa a outra e quando nos damos conta, já se tornou bem maior do que imaginávamos. Com certeza tem o dedo do inimigo e que bom que você também acredita nisso. Assim fica tudo mais fácil! Outra pergunta: Você já teve atração por pessoas do mesmo sexo em outras fases da vida ou foi só a pornografia gay que acendeu esse desejo? Gostaria também de saber como é seu relacionamento sexual com a Luciana. Qual a frequência, intimidade, liberdade para coisas novas e etc.

Não se recordava de ter tido desejo por pessoas do mesmo sexo em outras fases da vida. Sobre a frequencia sexual com Luciana, disse que estavam "mandando bala" dos últimos 3 meses pra cá. Antes ficavam até um mês sem fazer sexo e hoje, fazem até 4 vezes por semana. Relatou que tiveram dificuldades no início do casamento, pois Luciana engravidou muito rápido do primeiro filho e em seguida do segundo. Como ele não sentia muita atração por ela durante a gestação , ficaram muito tempo sem sexo. Também disse que sua esposa nem sempre está aberta a coisas novas e que o sexo acabava caindo na rotina.


Fiz a mesma pergunta para Luciana, sobre a frequência e qualidade do sexo, e ela respondeu:



Dani, boa tarde. Fazemos sexo de três a quatro vezes por semana, sempre fui muito tímida nesse sentido, mas agora tenho me soltado mais. Comprei lingeries diferentes, procuro preparar o quarto de forma especial... Sabe, sempre estamos procurando fazer coisas novas, mas tem algo que que me incomoda muito. Ele sempre pede para fazer sexo anal, já conversamos sobre o assunto, que eu não gosto e não quero fazer, às vezes acho que ele entende, mas sempre está pedindo... Eu sei das dificuldades que tenho em perdoá-lo, sinto muito amor por ele, mas tenho o coração muito machucado. Sabe, tenho dois filhos e metade do meu casamento estava grávida... não sei se isso influenciou de alguma forma. Estou na fé. Abraços!



Dani: Pois é, realmente as gestações podem ter influenciado em alguma coisa. A frequencia sexual mudou a quanto tempo? Como foi no início do casamento e durante as gestações? Muito bom saber que você tem se diposto a agradá-lo e supri-lo nesse sentido. Pergunte a ele se quando vocês fazem sexo mais vezes diminui a vontade dele ver pornografia. É bem provável que ele diga sim. Você vai ser uma peça fundamental para ajudá-lo a se livrar deste vício. Seja amiga e mostre-se aberta a entendê-lo. Sobre a questão do sexo anal, é algo delicado. Se o casal gosta e os dois estão de acordo, acho que não há problema, mas se para esposa machuca, por amor, o marido não deve fazer. Talvez essa necessidade dele de sexo anal o tenha feito buscar a pornografia gay... E como qualquer pornografia, ela inunda nossa mente com um sexo totalmente distorcido e contrário a Palavra de Deus. Sexo foi feito como símbolo da aliança dentro do casamento, e só deve ser feito como expressão de amor. Não precisa dizer tudo isso a ele, pode deixar que eu falo quando ele me mandar o e-mail. Mas é interessante você ir aos poucos tocando em alguns assuntos, pra ver se ele se abre mais... Se ele não quiser falar, não insista, pode piorar. Se mostre muito amorosa e disposta a dar um "tchan" no relacionamento de vocês. Pergunte se ele gostaria de posições diferentes, outros tipos de carinho e diga que está disposta a suprir todas as necessidades dele neste sentido, por amor. Mas sobre o sexo anal, se te machuca, não faça. Ele realmente vai precisar de um bom acompanhamento para conseguir se livrar de tudo isso, mas antes, precisa de um arrependimento genuíno. Deus só pode trabalhar na vida dele se ele quiser mudar de coração. Ele já conhece a verdade, agora, precisa dizer toda a verdade pra ele mesmo e principalmente pra Deus. É importante que ele identifique quando começou a se interessar por pornografia gay e quando surgiu o interesse por pessoas do mesmo sexo... Se isso vem da infância, temos muuuuuito o que conversar. Caso seja apenas pelo interesse do sexo anal, fica mais fácil. Bom, tudo isso eu vou descobrir conversando com ele. Continue buscando forças em Deus! Não fale disso com mais ninguém, é um assunto muito particular de vcs! Vocês fazem parte de algum ministério da igreja? Continuam frequentando? Estou orando por vcs! Fique firme em Deus, ele tem o melhor pra sua vida! Depois do deserto vem a terra prometida! Que Deus te fortaleça a cada dia, inunde seu coração de paz e que dos seus lábios saiam apenas palavras sábias e que edificam, essa é minha oração! Beijo grande, Dani.

Continuando a minha conversa com o Márcio pelo skype: "Nesses últimos 3 meses a vontade de acessar pornografia ou ter relações com outras pessoas diminuiu? Em quantos % você diria?"

Ele respondeu que com o aumento da frequencia sexual, o desejo pelo acesso a pornografia diminuiu em 80%, mas disse que tem muitas dificuldades em conversar com Luciana sobre o assunto, pois ela o agride com palavras e questionamentos. Acabou compartilhando comigo algumas coisas do passado. Disse que vinha de uma família muito carente, perdeu a mãe muito cedo e teve que correr atrás do sustendo sozinho. Seu pai (viciado em drogas), tentou matá-lo diversas vezes, a última, aos vinte e poucos anos. Nunca recebeu carinho do pai, sempre foi agredido com palavras. Hoje em dia tem um relacionamento amigável com ele. Sempre sonhou em construir uma família, era seu grande sonho e disse que Deus o presenteou com muito mais do que imaginava! No final, relatou que num período de sua infância foi abusado sexualmente, e que guarda isso até hoje. Nunca havia falado com ninguém sobre este assunto.

Dani: Pode falar por quem foi abusado?

Disse que foi por um primo de um vizinho, e que não tem mais ligação nenhuma com ele há anos, mas que esse fato o marcou.

Dani: Márcio, foi perfeito você ter "vomitado" tudo! Assim fica beeeem mais fácil. Pelo que percebi da sua história, tem muita coisa por trás de tudo o que tem acontecido atualmente. A morte da sua mãe, a questão do seu pai ter tentado te matar, o abuso que sofreu na infância... tudo isso tem questões no mundo espiritual que precisam ser trabalhadas primeiro. Uma delas é o perdão. Não sei se já fez isso, mas é importante você ter um momento a sós com Deus, onde possa dizer tudo o que sentiu ou ainda sente em relação a todas essas coisas que marcaram sua vida. Coloque pra fora, tudo mesmo! Comece pelo seu pai, fale tudo o que sentiu, tudo o que ainda sente e etc. Depois faça o mesmo com a questão do abuso. Mesmo que você precisar falar pra Deus: "O Senhor me ama mesmo? Como pôde deixar essas coisas acontecerem com um filho seu?". Rasgue seu coração, sem esquecer de nada. Deus estará te ouvindo! Se tiver dificuldades, podemos fazer isto por escrito, aqui no skype mesmo, como se sentir melhor. Depois de botar tudo pra fora, é importante liberar perdão para cada uma dessas pessoas. Quando perdoamos, não esquecemos, mas devemos agir como se tivéssemos esquecido. Pelo que me falou, vejo que já tem feito isso com seu pai né? Depois de liberar perdão a ele, continue tratando-o com amor, como alguém que realmente esqueceu tudo. Agora, entramos na questão da pornografia, do adultério e da imoralidade. Assim como as outras coisas, é importantíssimo que seja sincero com Deus, a ponto de dizer: "Isso me dá prazer, eu me sinto muito tentado a ver pornografia, manter relações com outras pessoas e etc, mas peço que o Senhor me ajude a enfrentar essa tentação, eu não quero mais isso pra minha vida e pra minha família. Estou disposto a mudar, por favor me ajude!" Você vai ter um longo papo com Deus! Pode ser a sós ou por aqui, como preferir. Ele vai entender... Isso tudo faz parte do processo de cura. É necessário fazer uma "faxina" dentro de você, para que o Espírito Santo comece a moldar um novo vaso. Ele está ansioso por isto! Continue tratando a Luciana com muito amor, como já tem feito. Conversem mais sobre a relação sexual de vocês. Falem mais abertamente do que gostam ou não gostam, novas posições, novos carinhos, etc e etc. Pense no sexo como forma de agradar a ela e não você. Pense nela o tempo todo. Vou dar o mesmo conselho a ela. Se os dois tiverem esta visão, terão um sexo maravilhoso! Outra coisa importante é restaurar a confiança. Diga a ela que o aconselhamento o tem ajudado e que aos poucos vai se abrindo. Fale o quanto a ama, que ela é a mulher da sua vida e que o que aconteceu foi um pecado que Deus já perdoou, e que você vai fazer de tudo para não voltar a acontecer. Diga que precisa muito do apoio e oração dela. Sugiro que jejuem e orem juntos por isso, todos os dias. Combinem o jejum e o tempo de oração. Isso é essencial! Oração produz intimidade. E continue tendo muita transparência. Talvez seja interessante você dizer a ela que permite que veja seus e-mails, celulares, bolsos e etc, o tempo que for preciso. Sei que isso te incomoda, mas se der essa liberdade, aos poucos ela vai perdendo a vontade de fuçar a sua vida. Mostre que não tem mais nada a esconder! Bom, vamos nos falando. Até mais!

Ele disse que havia liberado todas as suas senhas para esposa e que ela teria liberdade de acessar o que fosse preciso. Existia apenas a restrição do skype, pois ele ainda não se sentia confortável em falar com ela sobre assuntos tão íntimos.

Dani: Márcio, que bom que já tem dado essa liberdade a ela. Vejo que você é um homem sábio e tem esclarecimento de muita coisa. Assim tudo fica mais fácil. Depois me dá um retorno de como estão as coisas e continuamos o aconselhamento, ok?

Márcio: tenho rezado muito a Deus que me dê a paz interior e os pensamentos que as vezes surgem em minha mente estejam amarrados em nome de Jesus.

Dani: Se você já confessou a Deus todos os seus pecados, que é o Único que tem o poder de perdoá-lo, você já está livre. Se o diabo vier acusá-lo, diga que ele não pode acusá-lo, pois Jesus já o perdoou! E continue resistindo as tentações. Cada vez que resistir, será mais fácil da próxima vez: "Resisti ao diabo e ele fugirá de vós!" Continue se abrindo com a Luciana, aos poucos, conforme sentir necessidade. Ela está disposta a te escutar sem criticar e julgar, e com certeza fará bem a você e ao casamento. Creia que Jesus morreu pelos seus pecados, e que Ele é a Verdade, a Verdade que liberta! Você já me disse a verdade, confessou seus pecados a Deus e Jesus já te libertou e perdoou! Se lembrar de mais alguma coisa que deva confessar, fale direto com Deus. Não precisa ir à algum lugar específico para fazer isso, pode fazer aonde estiver. O Espirito Santo de Deus habita em você, e aonde você for, Ele estará. Se acontecer de algum dia cair em tentação, seja pornografia ou bate-papo, sugiro que imediatamente busque o arrependimento, peça perdão a Deus e depois peça perdão a Luciana. Pode ser que ela se entristeça, mas estou tentando fazê-la entender que ela é uma peça importante (pra não dizer fundamental) no processo de libertação deste vício. Sua esposa já tem melhorado bastante quanto a isso! Orem juntos todos os dias pelo casamento, família e sobre toda essa situação. O Senhor não resiste a corações quebrantados e contritos!



Minha conversa com Márcio terminou por aí. Enquanto isso, continuei falando com a Luciana. Infelizmente houveram algumas recaídas.

Continua na próxima semana... 




Dani Marques é colaboradora do Genizah. Conheça o seu blog AQUI.