681818171876702
Loading...

Pastor bate-boca com deputado ao vivo na TV por causa de lei pró gays. Veja o vídeo



Pastor Sérgio Barbosa diz que proposta é desnecessária e vai induzir ao aparecimento de novos gays.




PIAUÍ - O deputado estadual Fábio Novo (PT) luta pela aprovação da proposta de emenda à Constituição Estadual que insere o termo “orientação sexual” no rol dos direitos individuais e coletivos dos cidadãos piauienses. Aprovada na Comissão de Justiça, a PEC está sendo alvo de críticas de grupos religiosos, e na tarde desta quinta-feira (13/12), a discussão acabou em bate boca ao vivo durante o programa Agora da TV Meio Norte. Para o pastor Sérgio Barbosa, da Igreja Filadélfia, há falhas no projeto, que segundo ele, vai acabar induzindo o “aparecimento de novos gays”.

Na TV, o pastor Sérgio Barbosa, a proposta fere o principio da simetria constitucional e da contemplação. A emenda é segundo ele, desnecessária e ao vivo atacou o deputado. Fábio Novo reagiu e os dois protagonizaram um longo diálogo que teve de ser contido pelo apresentador Silas Freire.


Fábio Novo – Essas palavras mostram o quanto o senhor é preconceituoso
Pastor Sérgio – Tá nervoso? Calma
F. N. – Não estou nervoso não
P. S. – Ontem na assembleia ele estava mais nervoso que isso. E mais o senhor tem de olhar os erros, não era necessária esta emenda, já que a lei do estado já diz que não há preconceito de origem, raça ou sexo, isso é uma emenda na constituição e a população do estado não foi consultada
F. N. – Pastor, esse projeto tramita há 1 ano e meio, e alguma vez o senhor veio ao meu gabinete? Eu falai com a sociedade, toda sociedade que está inclusa num projeto desse.
P. S. – Isso não foi discutido
F. N. – Pergunte o que a OAB pensa, o que os deputados pensam, o que a maioria dos movimentos pensa? Eu ouvi esses seguimentos e até muitos pastores em meu gabinete, menos o senhor
P. S. – Devo chamar a atenção pra você que é católico, que é padre. Seus filhos estarão sendo levados a uma ideia de homossexualismo. É verdade que isso vai criminalizar e mudar coisas nas orientações de nossos filhos na escola. Isso vai incentivar a ser homossexual
F. N. – É lamentável que o pastor não tenha visto o que diz o Conselho Federal de Psicologia, que não se faz gay, se nasce gay. Não sou eu quem diz, é o conselho de pessoas que estudaram, me baseei em um estudo cientifico e não em questão religiosa. Está claro que o senhor é preconceituoso e inclusive quer curá-los. Não existe isso
P. S. – É claro que quero curá-los
F. N. – Não sei como é que alguém que diz que não discrimina é contra uma lei que não quer discriminar.




Sem finalização, a discussão continuou. Certo é que em breve o projeto deverá ser colocado em pauta para apreciação dos deputados em plenário. No Facebook, Marinalva Santana, do grupo Martizes, representante do movimento LGBT no Piauí, manifestou seu apoio ao deputado e repudiou as críticas feitas por grupos contrários.













Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail