681818171876702
Loading...

O PERIGO DA TEOLOGIA SEM A ORTOPRAXIA

Samuel Torralbo



O termo “ortodoxia” é empregado pelos protestantes para se referir ao sumario de doutrinas basilar da fé judaica cristã. No grego a palavra é formada por “órthos” (reto) e “doxa” (opinião), que indica “crença correta”. De modo que, enquanto a ortodoxia mantém a consciência universal da revelação e obra de Deus na historia e na encarnação de Cristo, a heterodoxia (inconformidade doutrinaria) é caracterizada pelas associações com teologias liberais e modismos doutrinários ao longo da historia.

Em tempos como o nosso, onde o avanço da relativização teológica é bastante comum, é vital para a igreja manter os fundamentos bíblicos da fé cristã.

É importante também destacar que, na historia do cristianismo a doutrina ortodoxia contou com os apologistas, que defenderam a fé cristã enfrentando as heresias que surgiam do lado externo (extra muro), enquanto que, os polemistas defendiam a doutrina bíblica do lado de dentro (intra muro), no próprio contexto eclesiológico.

Porém, o maior desafio da teologia cristã nunca esteve atrelada somente aos enfrentamentos apologéticos em relação às doutrinas heterodoxias, mas o principal desafio teológico sempre foi alcançar o sucesso de aplicar na vida pratica do discípulo de Cristo os ensinamentos Bíblicos. De modo que, enquanto a ortodoxia é a crença correta, a ortopraxia -“órthos” (reto) e “praxe” (pratica) é a ação correta.

Sendo assim, a vida cristã de certo modo não subsiste apenas através do entendimento doutrinário bíblico, mas principalmente na aplicação dos ensinamentos nas contingencias reais e praticas da vida comum em comunidade e sociedade.

A verdade crida e seguida deve também ser vivida e praticada. O cristão não pode em razão de preservar a sua fé se esquecer da responsabilidade de vivê-la no mundo. A igreja cristã deve aceitar o desafio de contrariar o espírito do tempo presente, saindo para minar os campos alheios, senão a igreja ira perder a sua verdadeira identidade de serem luz e sal da terra.

Em síntese, a vida cristã não resume em códigos de uma cartilha religiosa, gerando alienação ou deformação na vida pratica, mas de contrapartida, a teologia e a fé cristã possibilitam que o discípulo seja inserido no caminho da vida, influenciando assim, o mundo através da graça de Deus em Cristo Jesus.





Originalmente no blog do AUTOR






 
Teologia 8472164474831894239

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail