681818171876702
Loading...

ROMBO PROFÉTICO NA TV RECORD E A PATRULHA RELIGIOSA

Tá faltando abestado para dar dinheiro na Universal. A grana da seita não está cobrindo o buraco de mais de 200 milhões nas contas da emissora do Edir Macedo. 

Enquanto o isto, o exército Universal faz campanha nas redes sociais contra a novela da Globo (por sinal, sofríveis - a novela e a campanha), um desespero nonsense que poderia até sensibilizar uns e outros mais compulsivos da patrulha religiosa, pois eis que de Samaria os bispos da Record anunciam o bundalelê da Fazenda de Verão e... Os crentinos  do gueto gospel se calam: 

- 1-2-3 testando! (toc-toc) Alô,técnica! O microfone de hipocrisia está mudo!


E segue a vida na igreja que não se escandaliza com a miséria e dá piti por causa de Jorge...  Assim sou obrigado a citar pedra:




A tua piscina tá cheia de ratos

Tuas ideias não correspondem aos fatos
O tempo não para
(Cz 3:88 *)

Não ligue pr'essas caras tristes
Fingindo que a gente não existe
Sentadas, são tão engraçadas
Dona das suas salas...
( Cz 5:84 *)




Rombo da Record pode passar de R$ 200 milhões



COLUNA FLÁVIO RICCO
UOL


A mudança da Record News, com a dispensa da maioria dos seus funcionários, foi apenas o primeiro passo de uma série de medidas de enxugamento, que a direção da Record será forçada a colocar em prática ao longo dos próximos tempos, para equalizar as finanças da emissora.

O rombo, segundo algumas fontes, passa de R$ 200 milhões – valor que a Record não confirma. A conta da Olimpíada passada, a subutilização do Recnov e os sucessivos erros de planejamento, além de altos salários pagos aos seus diretores e artistas estão entre as despesas que mais contribuíram para se chegar a um valor tão absurdo.

O dinheiro da igreja, pela cessão de horários na madrugada, há algum tempo se tornou insuficiente para equilibrar ou ao menos reduzir o volume das despesas. A Record, sempre muito econômica na abertura dos seus intervalos comerciais, agora se vê obrigada a adotar uma política diferente. E é exatamente isso que a sua direção ainda não tem decidido. Não existe, pelo menos até agora, uma definição do que será feito ou do que será possível fazer daqui pra frente, mas se tem a certeza de que apenas reduzir a folha de pagamento, com a dispensa de alguns funcionários, se tornou insuficiente para cobrir um buraco tão grande.



* “Eu lhes digo, respondeu Ele – se eles se calarem, as pedras clamarão” (Lucas 19:40). 
    Em Cantares de Cazuza: O tempo não para e Beth Balanço








 
Matérias 8268661805768305960

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail