681818171876702
Loading...

Fumou Bíblia e foi parar no Xilindró



Diariamente Leonardo arrancava as folhas do livro sagrado para enrolar a maconha e fumar um baseado com seus clientes viciados.



Paraná Online
Giselle Ulbrich


A Bíblia na estante da casa de Leonardo Gonçalves de Oliveira Fávaro, 20 anos, na Rua Major Vicente de Castro, Vila Fany, servia muito mais que um instrumento de saber divino e orações. 



Ele foi preso em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, na tarde quinta-feira. A polícia o pegou com pouco mais de 100 gramas de maconha e um revólver calibre 32.


O tenente Rocha, da Rondas Tático Motorizadas (Rotam), do 12º Batalhão, contou que sua equipe patrulhava o bairro quando suspeitou das atitudes de Leonardo na rua. Por volta das 14h30 de quinta-feira, Leonardo foi abordado com um pouco de maconha nos bolsos, na esquina de sua residência


Quando foram até a casa de Leonardo, para que ele buscasse um documento de identificação, os policiais localizaram mais 100 gramas da droga e o revólver. O tenente contou que viram uma Bíblia aberta na estante e questionaram o jovem porque o livro tinha tantas folhas rasgadas. Leonardo não hesitou em contar que usava o papel, fino e maleável, para enrolar o baseado e fumá-lo.


Além de traficar a droga, Leonardo emprestava a casa para que seus clientes viciados também consumissem o entorpecente no local. Por causa disto, a casa já tinha duas denúncias feitas ao Narcodenúncia, da Polícia Militar, com ricos detalhes do endereço, do nome e descrição física de Leonardo, e que lá dentro os usuários usavam a Bíblia para fumar maconha.
Leonardo foi levado em flagrante por tráfico ao 7º Distrito Policial. Ele já tem antecedentes criminais por roubo, ameaça e lesão corporal.


O mancebo bem que poderia se tornar membro dessa igreja: ''Jesus era maconheiro, Canaã vem de Cannabis e Pão da Ceia era de Maconha'', diz líder da igreja da maconha.


Ou pelo menos fumar essa que já vem ungida: 
Maconha gospel plantada na Galileia, Israel, promete benefícios medicinais.










 

caso de polícia 6431735519594363396

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail