681818171876702
Loading...

ALGUMAS VEZES QUE DEUS FALOU COMIGO

William Douglas

@Site_WD




Nasci em um lar evangélico, ortodoxo, no tempo em que ser evangélico no Brasil era ser praticamente membro de uma seita. Naqueles tempos, éramos bem mais perseguidos, mas, curiosamente, bem mais respeitados. ser "crente" ou "bíblia", então, era um certificado de seriedade e honestidade. Infelizmente, o crescimento quantitativo não se seguiu de igual qualidade.

Seja como for, fui educado desde pequeno a ir à igreja, ler a bíblia, orar, acreditar que Jesus cristo era o filho unigênito de Deus, o que, na teologia, significa ser Deus também. Nessa linha, aprendi que ele é o único caminho para retomarmos a relação com Deus e que devemos nos entregar a ele como senhor e salvador.

Paralelamente, também me ensinavam que o jugo dele é suave e que seu fardo é leve.

Na adolescência, tive uma boa crise questionando-me se eu cria mesmo ou se tinha sido ensinado a crer.

Queria muito que Deus falasse comigo e fui "premiado" com um silêncio que durou uns 3 ou 4 anos. Eu ia à igreja mais por teimosia, dizendo para Deus que eu estaria lá mesmo e que ele não fizesse a gentileza de falar comigo. Idealizava uma aparição dele, ou de algum anjo. Um diálogo direto, luzes, torpor ou o que fosse. E nada.
Fiquei por teimosia, como disse.

Pior, uma vez encontrei uma garota cujo irmão tinha se convertido e que falou para ela chamar por Deus. Pois bem, a "sortuda" simplesmente me contou que na primeira vez que trancou a porta e pediu para Deus, se existisse, falar com ela, o todo-poderoso simplesmente se manifestou. Ela se converteu ali, no primeiro "chute a gol".

E eu? Minha vida foi seguindo, e acabei experimentando um milagre. Eu sou refratário a pessoas que vêem milagre em tudo. para mim, primeiro é preciso eliminar toda a chance de eventos naturais, coincidência, acaso etc.

Meu milagre foi simples: fui subir num muro de uns 3 metros de altura. Coloquei um banco, tomei impulso demais e simplesmente fui caindo para o outro lado. Depois de já ter perdido totalmente o equilíbrio e estar em literal queda, surgiu uma enorme mão que me pegou e me colocou são e salvo sobre o muro. Não foi um mar se abrindo, mas me salvou de um tombo sério.

O tempo foi passando e Deus começou a falar comigo.

Seu estilo mais comum comigo (e digo comigo, pois o exemplo da amiga acima mostra que ele tem um estilo para cada relação) é falar enquanto leio a bíblia. no caso, ele usa minha própria voz, dentro de minha cabeça, e enquanto leio, vez ou outra, dá um "toque".

Claro que pode ser minha cabeça mesmo... diria um cético.

Conheço pessoas com as quais Deus fala usando outra voz, e outras que ele fala ao ouvido, mas não dentro da cabeça.

Algumas vezes Deus fala comigo em oração, ou usa alguém ou alguma situação.

Quando acontecer com você, será possível compreender, de alguma forma, que não sei explicar com palavras. Quando é Deus quem fala você simplesmente sabe, sente.

Passado mais tempo, bem mais, comecei a ir a igrejas pentecostais. Elas, ao contrário da que eu ia, investem muito na comunicação da pessoa com o espírito santo, seja diretamente, seja através do que chamam de "profetas". Posso dizer que quando a pessoa dá espaço, Deus usa essa via também.

Como sempre, é preciso cuidado, pois tem muita gente com fenômenos psíquicos achando que Deus está falando com ela.

Deus já usou pessoas para falar comigo. Sou testemunha disso também.

Talvez a vez mais interessante em que Deus falou comigo foi no velório de minha mãe. Eu estava lendo a bíblia e a voz disse: "vai, transe com a sua mulher, que vou lhe dar um filho". Claro que eu achei que era o trauma do falecimento etc. três dias depois é que fui reiniciar minha vida de casado com minha então esposa, numa manhã. Neste mesmo dia, à tarde, fui orar com um sujeito e ele disse para eu abrir a bíblia a esmo e ler. Nessa hora, o versículo que apareceu (são 39000 versículos na bíblia) foi o seguinte: "eu tomo conta de teu filho dentro de ti". Como você sabe, tecnicamente para a bíblia, o casal é uma carne só. daí, pensei: caramba, aquela conversa do velório foi pra valer.

Duas semanas depois viemos saber que minha ex-esposa estava grávida.

Tenho 39 anos e nesse período Deus já falou comigo dúzias e dúzias de vezes, tantas que seria difícil contar.

E fez outros milagres. a mão dele já apareceu mais uma vez. Perdi o controle da bicicleta com minha filha de 3 anos na cadeirinha. Saí do calçadão da praia de Icaraí, em Niterói, direto para a areia. Uma queda de meio metro, com direito a capotagem completa. Pois é, lá estava a mão de novo, de modo que minha filha saiu sem um arranhão. Um cético diria que foi sorte. Mas, seja como for, vi a mão de novo.

Naquele dia, me distraí com problemas pessoais que considerava sérios, mas nada que justificasse a fatalidade. Daí vi que estava me preocupando com algo que seria nada comparado com algum dano sério à saúde de minha filha.

Atualmente tento ser um bom cristão, aprendendo a viver o que Jesus ensina, o que envolve um desafio extremo: cumprir os mandamentos e ao mesmo tempo saber que nossa salvação é de graça, algo baseado apenas na fé.

Quando falo em Deus, estou falando ao mesmo tempo em Jesus. Ele mesmo se apresentava como Deus. Daí, ou era um mentiroso ou era mesmo o messias prometido aos judeus. Acredito que ele era o que declarava ser e que ressuscitou.

Se fosse resumir minhas experiências com a divindade, poderia dizer, em suma: Deus fala com a gente. Ele é uma pessoa e se importa conosco.

Há um interesse dele em nós tão sublime e profundo quanto o de um pai amoroso pelo seu filho. Também sou testemunha disso.

Óbvio que não tenho resposta para tudo, mas posso assegurar que se você começar a procurá-lo, ele vai responder. Não sei como, nem em quanto tempo, mas de uma forma especial e particular você vai ter essa experiência extraordinária de falar com o criador.

Não quero ser muito extenso, porém é mais ou menos isso aí que eu teria para colocar nessa boa mesa de conversa que estamos tendo.

Desejo que você possa experimentar, mais cedo ou mais tarde, a experiência de falar com Jesus. Busque esse contato, ele está esperando.



William Douglas é juiz federal, conferencista internacional e especialista em concursos públicos.







 
Testemunhos 2475657445891493993

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail