681818171876702
Loading...

O “Jesus não obsoleto" INRI CRISTO faz ato profético por justiça no julgamento do mensalão


REDAÇÃO GENIZAH
Danilo Fernandes

Nestes dias de greve geral com baderna na esplanada dos ministérios e poucas manifestações diante do supremo em função do julgamento do mensalão, quem “bateu ponto” na mídia nesta última quarta feira foi aquele que se autodenomina a segunda pessoa da Trindade encarnada: INRI Cristo.

Acompanhado de suas INRIZETES, o "adjetivo" encarnado foi questionado pelos jornalistas presentes sobre a sua presença inusitada no local: “-Vim aqui atendendo a uma aclamação do povo, que com insistência quer minha opinião sobre esse enigma chamado mensalão. Que meu pai inspire esses juízes para justiça. Sou pela justiça, nem todos são culpados nem todos são inocentes" – respondeu.

Em seguida, atendendo aos jornalistas e sob os auspícios da guarda do STF, que o permitiu  se aproximar da área restrita circundando o Supremo Tribunal Federal, INRI orou quatro vezes por justiça no julgamento.

Terminada a pajelança, o "messias genérico"  agradeceu os seguranças pela solícita cooperação no ato profético e informou que o “Pai” deverá atender a seu pedido insistente por justiça no processo.

Por fim, como em todas as suas aparições públicas, não faltou quem lhe perguntasse se ele era Jesus Cristo: “- Jesus é um nome obsoleto, não conta mais. Meu nome é INRI”, respondeu a divindade paraguaia.

Agora só falta o Malafaia dar sua passadinha lá no Supremo para clamar por justiça no julgamento do mensalão... Ou não! Afinal, como lembram os seus desafetos, Malafaia é totalmente favorável ao mensalão: Por muitos anos recebeu uma mesada de Edir Macedo para defender a IURD em seu programa de TV. Era, portanto, mensaleiro eclesiástico.









 

política 514251230645341594

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail