681818171876702
Loading...

Assembleia de Deus do Brás embarca na Canção Nova

Hélio Pariz

O "povo desesperado" da Assembleia de Deus do Brás (segundo palavras do seu próprio pastor Samuel Ferreira) resolveu apelar para o "anjo Gabriel" na eleição para prefeito de São Paulo.

Desta maneira, o "exército de apaixonados" de evangélicos do Brás e católicos da Canção Nova embarca de mãos dadas na mesma piroga, segundo noticiou o Estadão na edição de sábado, 04/08/12:


Chalita 'pede a Deus' e obtém apoio de evangélicos do Brás


O líder da igreja evangélica Assembleia de Deus do Brás, pastor Samuel Ferreira, anunciou ontem apoio ao candidato do PMDB a prefeito de São Paulo, deputado Gabriel Chalita, que é ligado à renovação carismática católica. Ferreira declarou que vai buscar votos para Chalita no comitê do candidato, no centro da capital. Em discurso, o religioso comparou Chalita ao anjo Gabriel, tido pelos cristãos como mensageiro de boas notícias divinas.

"Estamos de corpo, de alma e de lágrima na sua campanha. Um exército de apaixonados pela cidade acabou de entrar na sua eleição. Vamos ganhar. Não entramos para brincar", disse Ferreira. "Não vamos fazer da igreja comitê político, mas nas nossas casas, a partir de hoje, tem comitê de alguém que veio trazer coisa nova para São Paulo."

Ferreira representa um ministério da igreja evangélica que tem cerca de 5 mil templos e 11 mil pastores na cidade. A maior ala da Assembleia de Deus, a Convenção Geral, já declarou apoio ao candidato do PSDB, José Serra. Chalita se disse honrado pelo apoio e declarou-se fã da família do pastor. "Desde que vi a maneira que esse homem prega, pedi a Deus que estivéssemos juntos no mesmo barco. A liderança dele vai nos ajudar a ganhar as eleições e a cuidar das pessoas", disse o peemedebista.

O pastor reclamou que outros políticos se esquecem da igreja depois de eleitos, mas recusou-se a nomeá-los. "A gente ganha voto com lágrima. Receba as lágrimas de um povo desesperado, que quando os políticos precisam nos visitam e depois viram as costas e nos tratam como porcaria."

BRUNO BOGHOSSIAN e FELIPE FRAZÃO





 

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail