681818171876702
Loading...

Parlamentar israelense rasga Bíblia e joga no lixo o que chama de "Livro Abominável"


De acordo com o site israelense NRG, os livros foram distribuídos aos 120 membros da Knesset por Victor Kalish, diretor-executivo de uma editora cristã especializada na distribuição de textos religiosos em Israel.
 


Photo by: Tzvika Brut

Ao receber uma bíblia de presente, o membro do parlamento israelense Michael Ben-Ari (da União Nacional) rasgou o Novo Testamento em pedaços e, em seguida, jogou o livro no lixo. 
Kalish enviou as bíblias juntamente com uma carta explicando que se tratava de uma nova edição com 90 mil referências. "Este é um precioso fruto da cooperação entre as Sagradas Escrituras e entre os crentes ao redor do mundo, que lança luz sobre o Antigo Testamento e ajuda a compreendê-lo".
A reação causou alvoroço. De acordo com o site, Ben-Ari teria dito que "o livro abominável promoveu o assassinato de milhões de judeus durante a Inquisição".

    MK Michael Ben Ari (National Union) (photo credit: Uri Lenz/Flash90)

- Essa é uma provocação missionária muito feia da IgrejaNão há dúvida de que o livro e seus remetentes pertencem ao lixo da história - afirmou.
Com a reação violenta, Tzipi Hovotely, membro do partido governista do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, enviou um pedido ao presidente da Knesset instando-o a proibir a distribuição de materiais missionários.




 

Postar um comentário

Página inicial item

Siga por e-mail