681818171876702
Loading...

À igreja que esta em sua casa



Johnny T. Bernardo


Cresce no Brasil e no mundo um movimento conhecido como “crentes nominais”. Somente no Brasil existe perto de quatro milhões de evangélicos que dizem não precisar frequentar uma igreja para serem salvos. Olhando os fatos pela ótica da razão e da compreensão bíblica, concluímos que a posição dos crentes nominais pode estar correta. De fato não precisamos pertencer a uma igreja (diga-se denominação religiosa) para sermos salvos. A Igreja é parte do Reino de Deus e não a sua totalidade. Quando desenvolvemos tal compreensão entendemos que frequentar uma igreja evangélica não significa, necessariamente, que somos salvos ou que fazemos parte do Reino de Deus.

A igreja é um local de reunião, um local em que os crentes se reúnem para prestar culto de adoração a Deus. A adoração coletiva é apenas uma das formas pelas quais podemos nos aproximar de Deus. A Igreja (local de reunião) deve ser uma extensão de nossa comunhão diária. Tal significa dizer que a vida cristã transcende as barreiras físicas da Igreja. Jesus disse: “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mt. 18. 20). De acordo com Jesus, a igreja pode ser reconhecida em qualquer lugar em que estiver, como em uma reunião informal em uma empresa, faculdade, comércio, escola etc.

Somos seres comunitários e por isso precisamos viver em comunidade. Daí surge a ideia de ajuntamento, de assembleia de santos. Nenhum cristão deve se privar da adoração coletiva, em um templo ou em qualquer outro local em um grupo de crentes se reúna. O problema esta na idolatria, no confinamento que algumas denominações submetem seus membros. Para ser direto: existe hoje uma verdadeira “idolatria” por templos. A vida cristã, na maioria das igrejas evangélicas, se resume a um programa infindável de cultos – muitos dos quais rotineiros e carregados de exortações. Uma das queixas dos crentes nominais é a falta de amor nas igrejas evangélicas. O púlpito tem sido usado, segundo eles, como um local de crítica aos que não frequentam diariamente a igreja e não entregam o dízimo.

É fato que a igreja precisa passar por uma reforma, que o programa de culto é cansativo e que não atende ao anseio dos mais necessitados. A igreja, e especialmente os pastores, precisa se mobilizar pela defesa de um culto sadio que permita o retorno dos que saíram para praticar um culto particular ou mesmo os que deixaram a vida cristã por completo. Também devemos ampliar a discussão em torno do conceito de igreja e seu relacionamento com o Reino de Deus.


Johnny T. Bernardo é apologista, jornalista e colaborador do Genizah





Comportamento 4838703189474187863

Postar um comentário

  1. Muito bem colocado o texto. O meu único "senão" seria no fato do extremo daqueles que por causa desta "nominação" ou institucionalização da igreja a atacam, alegando que agora, os chamados movimentos em "células" é a solução. O interessante é que lmuitos dos que falam - líderes - são justamente os que defenderam e se valeram durante antos do "antigo" método. Creio que o texto aborda bem a questão eclesiológica da igreja - o que diga de passagem quase não é abordada seja em estudos de EBD (ainda existe?!!!), seja em discipulados, seja nos púlpitos. Seria interessante um texto aprofundando mais a questão bíblica do tema. Não conheço o autor, mas caso o mesmo fosse um "calvinista" (rsrsr, por favor não riam...) seria interessante a perspectiva entre as várias vertentes.

    ResponderExcluir
  2. "Alegrei-me quando me disseram,vamos à casa do Senhor".O fato de várias igrejas se reunirem de maneira errada,não justifica o fato de deixar a comunhão dos Santos,até porque ir à Igreja não é uma obrigação,um cristão deve fazer isso por amor,à Deus,aos irmãos.Os cultos servem para edificação do Corpo de Cristo,e os membros fazem parte desse corpo,cada pessoa é um membro,e cada um tem suas funções,assim a igreja trabalha junto,e o corpo cresce e se fortalece.É bem melhor serem dois do que um,quem anda sozinho pode ir mais rápido,mas nem sempre vai mais longe.Na bíblia encontramos várias referências da importância da comunhão.Uma coisa quero e a buscarei,estar na tua casa pro todos os dias da minha vida...Eu amo estar na presença de Deus,sozinha e com meus irmãos,não troco isso pelo conforto de não precisar sair de casa,pra mim,isso é desculpa de preguiçoso.

    ResponderExcluir
  3. Congregar é importante, assim como estar sob a cobertura de um pastor. Dizimar e ofertar, também. A igreja deve ser um lugar de alimento espiritual, e não um clube social. Se a "comida" servida não está boa, procure então um outro "restaurante". Todos os problemas levantados no artigo acima existem, pois são comportamentos de pessoas. O alvo deve ser Cristo, Sua Palavra e a unção do Espírito Santo. Peça orientação ao Espírito para que te leve ao melhor lugar para você e prossiga na sua carreira.
    http://igrejasemfronteiradf.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Com a vergonha que se encontram as "igrejas" hoje e dificuldade de achar uma que de fato seja conforme a Palavra de Deus, acaba levando a formação destes crentes. É irreversível o movimento, a tendencia é cada vez a igreja perder os membros que conhecem a palavra. E não vai demorar para estes crentes começarem a fazer os cultos com os outros irmãos em situação semelhante em casa, o que não deixa de ser bíblico.

    ResponderExcluir
  5. Isso resume tudo o que eu to vivendo nesses últimos meses (Y) Ainda bem que não sou só eu.

    ResponderExcluir
  6. eu apoio cultos em casas, e as mesmas podem ser usadas como igrejas, mas ainda sim acho que todo o corpo de cristo deve se reunir em templos, pois nem todos que vão nos templos tem tempo para participar em cultos nos lares. Acaba limitando um pouco o corpo de cristo.

    Em relação a dízimos e ofertas, o que eles fazem com isso? Melhora a casa aberta? Se usa o dizimo para melhorar, futuramente será outra igreja.

    Culto nos lares é valido (minha igreja se congrega em células também), contanto que não substitua o culto no templo.

    ResponderExcluir
  7. Luciana M. do Valle14 de dezembro de 2011 15:04

    Excelente artigo. Vejo com muita simpatia a ideia de ser crente nominal.
    Realmente alguns cultos são longos e cansativos. Reforma já!

    ResponderExcluir
  8. Fui "rato" de igreja a minha vida toda, inconscientemente me portava como se só hovesse vida dentro do templo; a poucos meses minha mente foi libertada da "idilatria do templo" porém ainda estou no processo de descontaminação da min'alma.

    "O reino de Deus está dentro de vós!"

    ResponderExcluir
  9. Templo, casa, tumba, campo de futebol, embaixo de árvores, cavernas; o Senhor estará se os que se reunem, reunem-se em Seu nome. Como já foi dito em outro artigo, o que existe nestes dias é uma idolatria da edificação, prédio, chamada igreja. Claro que é muito melhor um salão com cadeiras confortáveis, bebedouros à vista, ar condicionado, uma banda tocando, luzes, do que cultuar a Deus dentro de uma tumba, ou no calor escaldante da savana africana. Irmão "Deus não habita em temples feitos por mãos humanas". Aleluia!

    ResponderExcluir
  10. Na igreja que eu frequentava há uma clara idolatria pelo pastor.
    Há 03 anos que não vou á igreja, por algum tempo pensei que minha fé esfriaria, mas hoje compreendo que minha Rocha é Jesus Cristo, autor e consumador da minha fé, gasto um bom tempo do meu dia com leituras da biblia e sempre tenho á mão algum livro que acresceta conhecimento.
    Não sinto falta das reuniões, onde ás vezes era obrigado á assistir apresentaçãoes de gosto duvidoso, pessoas que se exibiam no momento em que o louvor deveria ser só a Deus.

    ResponderExcluir
  11. Uma dúvida: Jesus disse:"Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão, que eu hei de dar, é a minha carne para a salvação do mundo"( Jo 6,51) e "Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.(Jo 6,54)

    Como receber o Corpo do Senhor sem ir há uma Igreja? Quem vai ser o ministro da celebração?

    Daniel

    ResponderExcluir
  12. Não consigo entender esta coisa de culto no templo? Jesus disse que se dois ou tres se reunirem em meu nome, la Ele estaria. O que vale é a comunhao com Cristo e com os irmãos. Já são quatro milhoes de pessoas que pensam assim. Será que estão todos errados? Pense bem.

    ResponderExcluir
  13. Muito boa explanação, e para acrescentar (sou evangélico)na minha concepção, a reunião dos santos em uma assembléia, no passado tinha o teor de adoração, oração, louvor. Mas infelizmente hoje em dia, uma assembleia de santos, significa manipulação de massa humana, não para se pregar o evangelho verdadeiro, mas uma forma de um pastor controlar toda essa assembleia, atraves de programas, culto disso, culto daquilo, quanto mais culto mais oferta, qaunto mais culto mais dizimo, e acaba tudo sendo voltado para o reino da terra, sim eu to falando de $$$$$$$ mesmo. Ao passo que uma reunião no Lar, acaba sendo mais sadia, mais verdadeira, mas voltada para o Alto, do que para as coisas terrenas.
    Sou pastor, e sei do que estou falando, infelizmente congregar em massa hoje significa maior arrecadação de dinheiro.
    Por essa razão eu amei esse post, pois sempre tive a mesma idéia!

    Paz a todos!

    ResponderExcluir
  14. Amei esse post. Expressei meu pensamento no Blog do autor "café apologético".
    Abraços,
    Fabio, cristaodebereia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Concordo plenamente com o artigo.
    É tanta "invencionice" que está acontecendo nas Igrejas, que ha momentos, na hora do culto, que eu fico me perguntando: "Será que é isso mesmo que Deus quer que façamos??" "Será que Deus, realmente, se agrada disso??"
    Sou de uma família de Batistas, fui criado dentro da Igreja Batista (tradicional), mas atualmente a Igreja Batista está tão mudada, na sua forma, na sua liturgia, nos seus cânticos, que me deixa muito desanimado.

    ResponderExcluir
  16. OBSERVANDO ATENTAMENTE AS RAZOES PELAS QUAIS CRENTES NOMINAIS NÃO QUEREM MAIS FREQÜENTAR UMA IGREJA TEMPLO,
    PERCEBE-SE CLARAMENTE QUE ESTÃO E SÃO CRENTES INSATISFEITOS
    INSATISFEITOS COM DÍZIMOS, COM CULTOS LONGOS, COM REGRAS, COM A "OBRIGATORIEDADE" DE FREQÜÊNCIA AOS CULTOS - LEIA -SE CRENTES DOMINGUEIROS.
    CLARO QUE IGREJA TEM TODOS ESTES PROBLEMAS. UMAS MAIS, OUTRAS MENOS, MAS DIZER QUE NÃO PRECISAM FREQÜENTAR UM TEMPLO, POR CAUSA DISSO, PARA MIM ESTAS PESSOAS QUEREM APENAS SE REUNIREM COM IGUAIS OU FUNDAREM UMA ESPÉCIE DE TRIBO, QUE NEM CRENTES NEMOS, CRENTES GÓTICOS , CRENTES METALEIROS E AGORA CRENTES CASEIROS. TUDO BEM! NÃO SOU CONTRA. NINGUÉM É OBRIGADO A NADA E CADA UM DEVE PROCURAR A ÇOMUNIDADE COM QUE MAIS SE IDENTIFIQUE.AGORA QUE É UM RETROCESSO ISTO É. VEJAMOS; HOJE É ESTRAMAMENTE COMPLICADO CULTUAR A DEUS EM CONDOMÍNIOS,PRÉDIOS ETC. COMO ENTOAR CÂNTICOS, MESMO OS MAIS SOLENES COM MAIS DE 10 pessoas SEM INCOMODAR VIZINHOS,AS ORAÇÕES COM CERTEZA NÃO PODERÃO SEREM FEITAS POR NENHUM PENTECOSTAL COM GLORIAS E ALELUIAS, SE NAO O SÍNDICO VAI BATER NA PORTA. TAMBEM, NEM TODS OS IRMÃOS ESTÃO DISPOSTOS A ABRIREM SUAS CASAS PARA O CULTO, MARIDOS NÃO CRENTES, A PRIVACIDADE ETC. O QUE RESTRINGE O CULTO EM ALGUMAS CASAS. ENFIM, JÁ VIVI ESTA EXPERIÊNCIA QUANDO NOSSO PASTOR MINISTRAVA CULTOS NOS LARES UMA VEZ POR SEMANA. RESULTADO; MUITOS CHEGAVAM ATRASADOS OUTROS NÃO VINHAM, TUDO ERA MUITO IMPROVISADO ATE FICAREM MEIA DÚZIA DE GATOS PINGADOS COLOCANDO MAIS SEUS ASSUNTOS EM DIA NA SUA MAIOR PARTE DO TEMPO.
    FREQÜENTEI MINHA IGREJA 17 anos COMO OVELHA E AGORA 12 como PASTOR. EU APRENDI QUE O AMOR TUDO SUPORTA E NÃO PROCURA SEUS PRÓPRIOS INTERESSES E QUE PODEMOS SER CANAL DE BENÇÃO PARA MUITOS, MESMO COM NOSSOS DEFEITOS E IMPERFEIÇÕES .
    O PROBLEMA É QUE MUITOS ESTÃO CHAMANDO DE IGREJA SISTEMAS PIRAMIDAL OU SEITAS QUE CULTUAM A PERSONALIDADE DO LÍDER TIPO "FAREMOS TUDO QUE SEU MESTRE MANDAR ". AI PÕEM TUDO NO MESMO SACO E ÇRIAM GRUPINHOS QUE LOGO VÃO VIRAR UMA COMUNIDADE, SE DER CERTO, E AI VÃO TER QUE PROCURAR UM LOCAL MAIOR E LOGO ESTARÃO INSATISFEITOS TAMBÉM ENTRANDO NUM CÍRCULO VICIOSO.
    REV RICARDO RODRIGUES.

    ResponderExcluir
  17. Cara Suelem, a igreja não é a "Casa de Deus"! Deus não habita em templos feitos por mãos humanas. No AT, Deus "habitava" na Tenda e no Templo, daí Davi se manifestar daquela maneira, porém Cristo veio nos mostrar que Deus, verdadeiramente, habita dentro de nós! Essa ideia de que a igreja é a "casa" de Deus é que tem induzido muitos ao erro. Jesus nos ensinou que não há um lugar físico para adoração! Os que adoram verdadeiramente, adoram a Jesus em espírito e em verdade. A igreja é só uma facilidade funcional. O que fazemos na igreja, podemos fazer em um parque, em um clube, na nossa casa ou esquina. A igreja não traz em si nada de santo ou especial.

    Obs: igreja (i minúsculo)= prédio

    ResponderExcluir
  18. Graça e paz a todos no fórum. Gente, reunir nos lares não significa deixar de congregar. Os cristãos no primeiro século se reuniam como? Não se reuniam nos lares somente por causa de perseguição. Eles nunca mencionaram o desejo de ter um templo ou se queixaram pelo seu modo de reunião não ser o ideal. Pensem nisso.

    Outra coisa: considero inadequado chamar os cristãos que não frequentam templos de nominais. Chamem simplesmente de cristãos àqueles que não querem ter vínculo institucional, mas não abandonam a fé em Jesus Cristo.

    Gabriella.

    ResponderExcluir
  19. só pra esclarecer alguns conceitos...eu tenho pra mim que unica distinção eclesiastica descrita na biblia é geográfica... quando se fala em Igrejas no plural... "ao anjo da igreja em pergamo, em éfeso, em tiatira, em ismirna" e etc... todas elas são cidades!! e hj o que vemos em uma unica cidade? rs várias denominações né....rsrs essas definições não somos nós que fazemos ja foram estabelecidas pelo própio Deus... Agora Igreja no singular é uma só, essa se refere a nós como um corpo nao tem como outros quererem brigar, esperniar, xingar e trazer a separação dessas pessoas como se não pertencessem a igreja, a igreja é a noiva, nós somos pedras vivas cuja pedra angular é cristo, Deus habita em nós pessoas, e somos templo onde Deus habita... somos igreja em casa, no trabalho, na escola e em qualquer lugar... eu poderia citar vários versiculos da biblia igual os crentes fazem, mas não quero convencer ninguem com esses pensamentos, quero apenas mostra-lo com intuito de querer respeito das outras pessoas, afim de não fazerem pré-julgamentos, PS: não sou evangélico, prefiro que se refiram a mim como cristão.. é isso! abraço

    ResponderExcluir
  20. continuando...
    No caso de crentes paranóicos quererem usar o versiculo... "não deixemos nossa congregação como é de costume.." blá blá blá....
    o que é congregar?? onde podemos congregar?? fica facil quando analisamos o significado das palavras, bem isso é só pra refletirmos um pouco!!

    ResponderExcluir
  21. A PAZ: BOM DIA:
    AMADOS TALVEZ O FATO DA NÃO OBRIGATORIEDADE DE SE REUNIR NUM LOCAL ESPECÍFICO SEJA UM PLUS PARA UMA VIVIFICAÇÃO DO EVANGELHO, E ISSO É MUITO BOM POIS SIGNIFICA DESPERTAMENTO DA IGREJA, MAS POR OUTRO LADO SEJA O REFLEXO DA CRISE EXISTENCIAL DA IGREJA MODERNA BRASILEIRA, QUE NÃO POSSUI RAÍZES E ESTÁA PROCURA DE UMA IDENTIDADE, OU AINDA O ESBOÇO DE UMA NOVA REFORMA AINDA QUE CAMINHANDO A PASSOS LENTOS E NASCITURA... NÃO SEI SE VEJO COM BONS OLHOS OU SE PENSO SER UMA DISPERSÃO, SÓ O FUTURO DIRÁ;MAS QUE SEM DÚVIDA É UM MODO DE AGIR A SE RECONSIDERAR.
    ESTAMOS RETORNANDO AO CRISTIANISMO PRIMITIVO DE AVIVAMENTOS REASI E FIDEDIGNOS OU É MAIS UMA 'MODINHA" O TEMPO E OS LIVROS DAS GERAÇÕES FUTURAS DIRÃO.

    PR CLAUDIO ACCONCI
    prclaudio-acconci@bol.com.br

    ResponderExcluir
  22. Eu acho engraçado essa idéia de que "cristão nominal" - ou qualquer termo que queiram usar - implica que o cidadão não é "institucionalizado". Bem, a partir do momento que ele se reúne na sua casa com mais meia dúzia de "cristãos nominais" já está formada uma "organização", já é tecnicamente uma "instituição". Só não tem CNPJ e placa na entrada. A única forma do cristão não ser reconhecido como "institucionalizado" em qualquer cenário é simplesmente deixando de ter comunhão com outros cristãos e deixando de se reunir com outros irmãos.

    ResponderExcluir
  23. Muito oportuno o tema e o enfoque dado. Diria apenas que igreja não é um grupo de crentes quando reunidos, porém um grupo de crentes simplesmente, que compartilham suas vidas e missão, independente de estarem reunidos ou não. Quando reunidos (num salão, numa casa, na rua, no trabalho, na escola ou o que seja), somos a igreja local reunida e quando não continuamos sendo a mesma igreja local dispersa (porém unida por seus vínculos no Espírito e de afeto e compromisso mútuo com a edificação uns dos outros e o testemunho (Jo. 13:24-35). É fundamental que a igreja se reúna periódicamente (a igreja de Atos em Jerusalém se reunia diariamente, outras aos domingos ou seja lá quando for, nas casas, em grupo pequenos ou em sua totalidade), e isso exatamente pra compartilhar seu amor, fé e esperança mútuos, no espírito de serviço abnegado do Senhor Jesus (e esse serviço em amor, pela fé é que traduz a realidade da verdadeira adoração (não só música). Porém, é de fato lamentável o foco dado à igreja de hoje (e de muito tempo já, com todo o seu clericalismo exacerbado, com um pastor (onde está a pluralidade de anciãos/presbíteros com diferentes dons que havia na igreja primitiva como princípio) à frente como se ele sim fosse "o sacerdote" (não o somos todos? Não temos todos dons distribuídos pelo Espírito para edificação mútua?).
    Assim, somos igreja (por isso, soa meio esquisito quando a criticamos como se estivéssemos fora ou dizemos que não precisamos dela - quer queiramos ou não somos igreja (comunidade de Jesus) e somos chamados para exercermos nossa diversidade visando a mutualidade (e isso só é possível reunidos, num prédio ou fora dele - prédios nunca foram igrejas, mas somente podem estar a serviço delas) para consolidarmos nossa unidade num vínculo de paz (a grande Shalom do Senhor, que traduz acolhimento gracioso visando o bem do outro). Sozinhos contrariamos nossa própria natureza de sermos igreja de Jesus (Ele sendo o único cabeça) e Seu mandado para negarmos a nós mesmos, sendo um sacrifício vivo e amando-nos uns aos outros como Ele mesmo nos amou (até o fim - J0.13:1). Paz e bem.

    ResponderExcluir
  24. acho interessante discutir o conceito de igreja.. eu mesmo já chamei prédio de templo, assim como ja chamei prédio de igreja, ja defendi denominação, ja limitei o termo congregar somente para os que frequentam uma denominação especifica.... demorei pra entender esses conceitos sobre a igreja, demorei pra entender que Prédio não é templo, prédio não é igreja....

    ResponderExcluir
  25. Antigamente o culto era mais simples, mais família, havia mais humildade.Antigamente os grupos das senhoras louvavam junto com a igreja. Com o advento do grupo diante do trono, o louvor passou a ter a primícia nos cultos, são os especialistas em louvar, o grupo de louvor passou a se chamar "ministério de louvor"; Com isto o culto passou a ser mais show, mais barulho, a ter mais "estrelas". Antigamente, o pastor era mais acessível, não precisava de hora marcada e ele dava atenção a todos, ele em "pessoa participava dos cultos de oração". Antigamente, as igrejas tinham apenas um pastor, onde tínhamos um referencial,um exemplo, um amigo. Antigamente, existia culto de doutrina, hoje é o culto da vitória; Antigamente, tinha o culto de adoração, hoje é o culto de libertação... Antigamente as decepções eram exceções, hoje os cultos são ajuntamentos solenes,desfiles de vaidades, apenas. Antigamente, o dízimo e ofertas era apenas em um momento, hoje é abuso. O que afirmo não e apenas observação individual é fato que acontece em varias igrejas. Portanto, para alguns é mais fácil demonizar ou chamar de preguiçosos os que se afastam do que adquirir uma consciência construtiva e buscar um retorno ao caminho excelente.

    ResponderExcluir
  26. Se alguém quiser conhecer melhor este movimento de pessoas que são cristãs consagradas e preferem não estar em uma denominação,assistam a este vídeo! Fiquem na Paz de Cristo! Gabriella.

    http://www.youtube.com/watch?annotation_id=annotation_86994&v=GB2-6fG4vmw&src_vid=NyJFdXP-hAc&feature=iv

    ResponderExcluir
  27. IGREJA não é Templo feito por mãos humanas.

    IGREJA não é um nome numa placa.

    IGREJA não tem endereço.

    IGREJA não tem dono.

    IGREJA não tem fundador.

    IGREJA não tem estatuto.

    IGREJA não tem CGC.

    IGREJA não é pra freqüentar.

    IGREJA não é um clube.

    IGREJA não é uma Organização.

    IGREJA não é exclusiva.

    IGREJA não é pra controlar vidas.

    IGREJA não é pra buscar "Benção".

    IGREJA não tem liturgia.

    IGREJA é: Constituída de Pessoas, Pedras Vivas.

    ELA não tem nome, pois um dos termos Igreja, que é EKKLESIA, significa: chamados para fora.

    ELA se reúne onde estiverem 02 ou 03, invocando o nome DELE.

    ELA pertence tão somente a ELE, que é o NOIVO e o CABEÇA da Igreja.

    ELA não foi fundada, mas estabelecida por Jesus no coração dos homens.

    Suas leis, princípios e valores estão todos contidos na PALAVRA.

    A validade de seu registro é o Sangue do Cordeiro.
    Não se mede pela freqüência, mas pela vivência cotidiana e nos encontros dos irmãos pelo Caminho.

    ELA não precisa de uma carteirinha para validar sua filiação.

    ELA é um Organismo Vivo.

    ELA é toda Inclusiva.

    ELA foi constituída para gerar vidas.

    ELA foi constituída para ser uma BENÇÃO.

    SUA liturgia é como a vida, livre e imprevisível.

    A IGREJA é transcendente, pois Ela transcende os homens e a História.

    ELA foi gerada antes da fundação do Mundo.

    ResponderExcluir
  28. Eu me alegrarei quando me disserem vamos a casa do Senhor. Mais o que seria hoje a Casa do Senhor no novo testamento na nova aliança?
    O que realmente e casa do Senhor será as paredes prédio os santuários,catedrais ou salões o que eu quero dizer A IGREJA SÃO AS PESSOAS a morada de Deus.vocês não percebem que o que mais precioso no evangelho é que ele nos libertar da idéia de que Deus reside em local determinado?em Atos 7 Estevão falou Entretanto , não habita o Altíssimo em casas feitas por mãos humanas;
    Mas onde é a casa do Senhor em nós veja Apostolo Paulo Atos 17.24-25, o qual, divinamente inspirado pelo Espírito Santo de Deus disse: O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens. Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois Ele mesmo é quem dá a todos a vida, a respiração e todas as coisas.
    E a primeira carta aos Coríntios 3.16, afirma que nós somos o templo do Espírito Santo de Deus, observem: Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?
    E em I Coríntios 6.19 diz: Não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
    Portanto amados, em harmonia com a verdade expressa na palavra do Senhor, a estrutura material edificada por mãos de homens designada para congregar os membros, a qual o homem trata de “igreja”, outros pregadores criam até um dogma alegando que a igreja (estrutura física) é o Santuário do Senhor Deus, lugar sagrado para encontrar a Jesus e receber as suas bênçãos, é um propósito equivocado, porque a verdadeira igreja de Cristo somos nós, ou cada membro do Corpo de Cristo constituem a igreja que Cristo arrebatará no último dia.
    Considere a palavra aos Hebreus 3.6: Jesus Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão-somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim.
    E no Evangelho de Mateus 18.20, Jesus declarou: Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.
    Porém, quando Cristo rendeu o seu espírito a Deus (Mateus 27.50,51), o véu do templo rasgou-se de alto a baixo, então passamos a viver pela graça do Senhor Jesus, encerrando-se ali toda ordenança da lei de Moisés. Ele anulou esses três elementos, cumprindo-os em si mesmo. Ele é o Templo que incorpora uma nova e viva casa, não feita por mãos humanas, mas pelo seu próprio sangue. Ele é o Sumo Sacerdote Eterno e o Sacrifício perfeito e definitivo, por um Novo Mandamento escrito com o seu próprio sangue (João 13.34).
    Para alegrarmos o coração de Deus, e por conseqüência, obtermos a salvação basta imitarmos à Cristo. Portanto, para que tantos títulos, que apenas confundem, se tudo poderia se resumir... embora creio que é bom e necessário ser membro de uma denominação compartilhado com os da fé em ajuntamento a igreja espiritual ou corpo de Cristo com Salmos,hinos,palavras da escrituras etc. Fique na Paz de Yeshua.

    ResponderExcluir
  29. Os cristãos que dizem defender a fé deveriam ler com mais atenção o Novo Testamento e o que ele fala acerca da igreja (os seus tipos e metáforas) e do templo santo de Salomão. A partir daí, teríamos discussões mais produtivas.
    www.igrejanoslares.com.br

    ResponderExcluir
  30. templo de salomão, que alias não existe mais né...

    ResponderExcluir
  31. Uma dúvida: Jesus disse:"Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão, que eu hei de dar, é a minha carne para a salvação do mundo"( Jo 6,51) e "Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.(Jo 6,54)

    "Tomai e comei, isto é meu corpo"(Mateus 26,26)

    Como receber o Corpo do Senhor sem ir a uma Igreja? Quem vai ser o ministro da celebração?

    Daniel

    ResponderExcluir
  32. Nosso Senhor fundou a Igreja sobre a Pedra, que é Pedro.A Igreja do Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade.Ou seja, sem ela a verdade não se sustenta

    Nos 500 anos de protestantismo, a Igreja foi fragmentada.De um único corpo, transformou-se em vários membros separados um do outro.

    Agora a nova moda é não ir mais para Igreja, cada um lê a bíblia em casa e faz o que bem quer, o que bem entender da bíblia.

    Ou seja, o que será do protestantismo daqui há 500 anos??

    Não haverá mais Igrejas evangélicas, cada um em sua casa lendo a bíblia e fazendo suas orações sozinhos...

    Ficará de pé apenas a úníca Igreja fundada sobre a rocha que há 2000 mil anos evangeliza o mundo.Hj reinante com o Papa Bento XVI.

    Se revoltaram contra a Igreja do Senhor pra criar algo melhor.Mas não deu certo.

    Só 500 anos se passaram e já podemos vislumbrar seu fim.Ficará para a história...

    Daniel

    ResponderExcluir
  33. O catolicismo tem tantas aberrações teologicas e históricas, que é apenas uma questão de estudo e humilde admissão para olhar " só para Cristo e abandoná-la"

    ResponderExcluir
  34. dois ou tres reunidos em Seu nome, disse Jesus - é o suficiente!

    ResponderExcluir
  35. O amigo Daniel tem razão, a Igreja Católica (seu poder politico e histórico)é aquela que aparece (unida às outras) é aquela que aparece em Apocalipse 17, como expressão de um poder mundial.

    (me refiro aos poderes constituídos e não as "pessoas simples" que estão sujeitas a salvação!)

    ResponderExcluir
  36. O Daniel, a Pedra não é Pedro, e sim Cristo.

    ResponderExcluir
  37. Não entendo esse povo que descobre a pólvora a cada dia, uma nova unção, um novo método, um novo caminho... A Igreja é a forma organizada pra juntar os crente para adorar a Deus, tem gente que não quer compromisso com a obra de Deus e inventa essas coisas. A Igreja sempre usou o culto nos lares, mas isso não invalida a reunião na "Igreja". Isso as vezes é até perigoso, ai nascem as seitas e heresias.

    ResponderExcluir
  38. A Pedra é Cristo que Pedro havia acabado de confessar. O texto é nítido, tinha sido revelado pelo Pai (Deus). O Papa ("pai" - o cargo oficial) é um impostor.

    ResponderExcluir
  39. Alem disso,a Igreja Católica esta dividida em Igreja Católica Armênia, Igreja Católica Ortodoxa Russa, Igreja Católica Ortodoxa Grega, e a Anglicana que sofreu dieta do Catolicismo Romano (Reforma baseada numa briga do Rei com o Papa - por causa de um divórcio!)que é um substrato do Catolicismo Romano.

    Amigo Daniel, não se zangue comigo, mas isto é fato Histórico por isso que na Nova Jerusalem não haverá Santuário criado pelo homem, pois nem Deus e nem os homens precisam de Santuário físico e nem de Sacerdócio e ritos humanos. Isto é o que diz claramente o Novo Testamento na sua Bíblia "Ave Maria". É só ler. Um abraço.

    ResponderExcluir
  40. Não ficarei zangado.

    Jesus disse em aramaico:"Tu és Kephas e sobre essa Kephas edificarei a minha Igreja"(Mateus 16,18). Precisa ser mais claro?

    Se essas Igrejas obedecem ao Papa são católicas.Onde está a divisão?
    Se não obedecem ao Papa não são católicas.São Protestantes.Simples assim.

    E isso é fato histórico, pq há 2000 mil anos é assim vivido pelos cristãos.A Igreja já teve 265 Papas.Interpretar a bíblia ao seu modo vc pode, negar a história não.Contra fatos, não há argumentos.

    Mas dirá vc:Ah mas o paganismo invadiu a Igreja e ela ensinou o erro.

    Mas pode a "Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade"(1 Timoteo 3,15)ensinar o erro?

    Não!

    Pois Jesus prometeu "as portas do inferno nunca prevalecerão contra ela"(Mateus 16,18).

    Crês nisto?

    Continue sendo protestante.Continuarei sendo Católico.

    Deus o abençõe!

    ResponderExcluir
  41. Não sou protestante e nem católico...só creio e sigo Jesus e fiz d'Ele a minha Rocha Eterna!

    obs: essas igrejas católicas não seguem o papa pelo contrário, romperam com o vaticano.

    Igreja não salva, só Jesus salva e que diga o ladrão da Cruz - Lucas 24

    ResponderExcluir
  42. Ele é a pedra (jesus) que os edificadores rejeitaram...como disse, é só ler em sus biblia!

    ResponderExcluir
  43. Estou enganado ou entendi que o autor faz apologia á "não frequentar igreja"? e ainda justifica os que lá não estão?

    ResponderExcluir
  44. A PAZ NA MINHA OPINIÃO NÃO DEVERIAMOS NOS CONGREGAR NESSAS IGREJAS, PLACAS QUE SO PREGAM DIZIMOS OFERTAS CULTOS CANSATIVOS ETC. NOS SOMOS A IGREJA.SOU METODISTA DO BRASIL MAIS EU JÁ NÃO AQUENTO MAIS TANTA DEMAGOGIA A IGREJA PRIMITIVA SE REUNIA NAS CASAS CAVERNAS TINHA OS APOSTOLOS QUE LIDERAVAM SOB A DIREÇÃO DO ESPIRITO SANTO HOJE NÃO E A MESMA COISA CADA LIDER ESTA PREOCUPADO COM O SEU BEM ESTAR.NÃO VEJO MAL NENHUM. AS PESSOAS SE REUNIREM EM CASAS EU MESMO ESTOU COM MUITA VONTADE DE PROCURAR PESSOAS QUE QUEIRAM ADORAR A DEUS DESSA FORMA MEU NOME E( NILTON DE VITORIA) FICA NA PAZ DANILO E EQUIPE ESSA E A MINHA OPINIÃO.

    ResponderExcluir
  45. ei,voces ai acima são crentes de verdades, vcs são verdadeiros adoradores pois saibam, Deus o Senhor estar a procura de verdadeiros adoradores e não de hipócritas cheios de veneno. Deus capacita todo aqueles que o adora em Espírito e em verdade vcs são amigos de Deus ou do mundo, como é fácil encontrar no século 21 fariseus e mestres da lei, dobrem os joelhos e peçam perdão a Deus e verão a glória de Deus resplandecer diante de seus olhos, façam prova de Deus o Senhor.

    ResponderExcluir
  46. irmão nilton, procure uma igreja batista em célula próxima da sua casa, com certeza vc vai encontrar lá uma comunhão entre irmãos em cristo de verdade.sem essas hipocresias citadas acima igreja em célula se importam uns pelos outros.Deus tem um chamado em tua vida somente creia.

    ResponderExcluir
  47. Sempre que buscarmos na Palavra do Senhor encontraremos a indicação clara de que qualquer idolatria só serve para nos afastarmos de Deus.

    ResponderExcluir
  48. .

    Sem muitos comentários (apesar de necessitar), o texto afirma e quero ressaltar:

    1 – “A igreja é um local de reunião, um local em que os crentes se reúnem”, entendo veementemente diferente disto, pois, a “Igreja” é a reunião de pessoas que professam a Cristo, o local pouco importa, ele não tem importância em si próprio, e pela forma que o texto afirma, o local passa a ter importância, e por dúbia interpretação, os locais com placas de “igrejas” também irão se tornar importante em si mesmos, e não o são conforme a Palavra de Deus [Efésios 2]!!

    2 – “É fato que a igreja precisa passar por uma reforma”, outra vez entendo veementemente diferente, por que, quem precisa de reformas ou voltar aos primórdios da doutrina dos apóstolos, são as instituições religiosas com placas de “igreja” (igreja instituição) e não a Igreja (que são pessoas)...

    Mesmo por que, o texto demonstra totalmente defender as instituições religiosas (igreja instituição) como sendo a “Igreja de Cristo”, o que na verdade, não são a mesma...

    ... e mesmo ainda quando declara que “permita o retorno dos que saíram para praticar um culto particular ou mesmo os que deixaram”, o autor do texto está em equívoco, pois, muitos que saíram das instituições religiosas não praticam culto particular, mas, se reúnem com outros irmãos em Cristo, congregando em seus lares, louvando a Deus, adorando em espírito e em verdade, e estes são os “desigrejados”, por que, desvincularam-se dos locais com placas de “igrejas” (igreja instituição)...

    Enfim, o apologista, jornalista, necessita exercitar um pouco mais de seu conhecimento para o entendimento do que seja a Igreja de Cristo e o que seja as instituições religiosas com placas de “igrejas” (igreja instituição).

    Deus os abençoe e aos seus ricamente.

    Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses da Igreja que Cristo edificou.

    James, crente desigrejado™ de "igrejolas" ou instituições religiosas com placas de igrejas.

    .

    ResponderExcluir
  49. DANILO BOA TARDE!NO DIA 2 DE JANEIRO,EU COLOQUEI A MINHA OPINIÃO SOBRE AS IGREJAS (PLACAS) O IRMÃO QUE ESCREVEU SEU COMENTARIO NO DIA 17 02 2012,ME ACONSELHOU BUSCAR UMA IGREJA BATISTA QUE SE REUNE EM CELULAS.VOU DEIXAR BEM CLARO A MINHA RESPOSTA SOU CONTRA ESSE MOVIMENTO DE CELULAS PARA MIN NÃO PASSA DE EMBUST. FICA NA PAZ DANILO E EQUIPE. NILTON DE VITORIA

    ResponderExcluir

ATENÇÃO: Comente usando a sua conta Google ou use a outra aba e comente com o perfil do Facebook

emo-but-icon

Início item
Instagram


Siga por e-mail