Teologia Tabajara


Renato Vargens

Infelizmente essa tem sido a mensagem que alguns dos evangélicos têm pregado nestes últimos dias. Em nome de uma espiritualidade barata, parte dos pastores brasileiros, tem anunciado de modo ostensivo um evangelho mágico, cujo “poder” é suficientemente capaz em colocar o individuo numa redoma, onde problemas e conflitos não conseguem penetrar. Tais mensagens fundamentam-se na perspectiva de que Cristo torna-nos incólumes diante das lutas e pressões deste mundo. Junta-se a isso, o fato de que a teologia tabajara prega um evangelho imediatista, consumista e humanista, onde a mensagem central é a prosperidade e o enriquecimento. Além disso, a teologia em questão, anuncia o evangelho da ilha da fantasia, onde o “gênio da lâmpada mágica” coloca-se a disposição para satisfazer todos os nossos desejos e pedidos.

Prezado leitor, Jesus jamais nos assegurou uma vida fácil e sem problemas. O fato de termos nos convertido, não nos torna ilesos as crises, ao desemprego, as enfermidades, ou a qualquer tipo de aflição desta vida. Antes pelo contrário, nosso Senhor nos advertiu dizendo:"No mundo tereis aflições, tende bom ânimo, Eu venci o mundo!" (João, 16.33).

Ora, o sofrimento e as aflições são realidades universais do ser humano, e passar por eles não significa dizer que deixamos de estar debaixo da bênção de Deus. A teologia tabajara, não consegue entender, que Deus se faz presente à dor, a luta e o luto, e que através das dificuldades que a vida nos impõe, Cristo se revela a cada um de nós como sustentador da vida e da existência.A teologia tabajara é desprovida de uma mensagem equilibrada e saudável, antes pelo contrário, é triunfalista e “burrificada” onde não se tem espaço para aparentes frustrações.

Problemas na perspectiva bíblica nunca foram sinais da ausência de Deus, antes pelo contrário, problemas sempre foram ao longo da história, preciosos instrumentos do Senhor para o crescimento cristão.

***
Fonte: Renato Vargens

2 Comentários

Paulo Cesar Amaral disse...

Tenho acompanhado seu Blog e confesso levei alguns de seus post para o meu. Mas o que o Renato escreve é a mais pura realidade. Parabéns, assino embaixo.

Gláucia Carneiro disse...

Quem um dia não foi seduzido pelo evangelho da magia, o evangelho mágico?
Eu fui e me dei mal. foram 7 anos de muitas campanhas de jejuns e orações e não vi nada acontecer. Só consegui uma coisa: me manter magra, não engordar.

Até que comecei a acordar e adoeci por causa de tanta decepção; o que foi bom pra mim, pois foi uma época em que DEUS me esclareceu tudo o que eu precisava saber sobre JESUS.

DEUS foi quebrando diante de mim cada uma dessas ideologias hereges e até hoje o Senhor fala comigo através da sua Palavra.

Postar um comentário